Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como aliviar a azia e a queimação no estômago

Algumas soluções naturais podem ser interessantes para aliviar a azia e a queimação no estômago, como tomar água fria, comer uma maçã e tentar relaxar um pouco, por exemplo, sendo essas soluções interessantes depois de refeições mais gordurosas ou de excesso de consumo de álcool.

A sensação de queimação no estômago e na garganta normalmente é causada pela má digestão e refluxo, que é quando o conteúdo que está no estômago, acaba subindo pelo esôfago causando esse desconforto, que tende a piorar ao deitar.

Quando os sintomas são frequentes e o refluxo está presente mais de 15 dias por mês, a azia e a queimação podem desenvolver lesões e prejudicar a saúde do esôfago e do estômago. Nestes casos, recomenda-se uma consulta com um gastroenterologista para que possam ser indicados exames que ajudem a confirmar o diagnóstico e assim ser iniciado o tratamento mais adequado.

Como aliviar a azia e a queimação no estômago

Para reduzir o desconforto causado pela azia e queimação, e ainda diminuir a intensidade e frequência as crises, algumas estrategias podem ser usadas como: 

1. Remédios caseiros

Algumas formas naturais de combater a azia e a queimação no estômago incluem:

  • Suco de batata crua;
  • Suco de couve e maçã;
  • Suco de mamão e linhaça;
  • Comer 1 maçã ou pêra sem casca.

Utilizar estas práticas e completar o tratamento caseiro com chás como os de funcho e o de gengibre, também podem auxiliar no alívio da azia e queimação, além de reduzir a intensidade com que aparece. Veja como preparar estes e outros chás que aliviam a azia

2. Remédios de farmácia

Em alguns casos, o médico pode recomendar a utilização de medicamentos antiácidos, como o hidróxido de alumínio, hidróxido de magnésio ou bicarbonato de sódio, inibidores da produção de ácido, como omeprazol, aceleradores do esvaziamento gástrico, como a domperidona ou protetores gástricos, como o sucralfato, por exemplo. Confira como é feito o tratamento medicamentoso para a azia

Estes medicamentos só devem ser tomados sob orientação médica, pois possuem contraindicações e efeitos colaterais.

3. Estratégias para combater a azia e queimação

Além do tratamento com os remédios caseiros e de farmácia, existem algumas estratégias que podem ser adotadas para aliviar a azia e queimação, além da frequência das crises:

  • Elevar a cabeceira da cama;
  • Emagrecer, já que o volume abdominal também causa azia;
  • Deixar de fumar;
  • Evitar alimentos gordurosos, fritos e picantes;
  • Evitar refeições que contenham caldos e molhos;
  • Evitar tomar café, chá preto, chocolate e refrigerante;
  • Fazer pequenas refeições ao longo do dia, evitando comer muito de uma só vez;
  • Evitar fazer exercícios isométricos, como a prancha abdominal e os abdominais comuns;
  • Dormir deitado sob o lado esquerdo, especialmente depois de comer;
  • Evitar situações estressantes.

Caso a azia e queimação persistam mesmo após a realização do tratamento indicado e cuidados necessários, o gastroenterologista pode recomendar a cirurgia anti-refluxo, que consiste em colocar uma válvula no estômago, para impedir que o conteúdo ácido volte para a garganta. Entenda como essa cirurgia é feita e como deve ser a recuperação.

A nutricionista Tatiana Zanin explica melhor quais os alimentos que podem piorar a azia, além de outras dicas para evitar o aparecimento e a reduzir a intensidade da queimação:

Bibliografia >

  • CONSELHO FEDERAL DE FARMÁCIA. Guia de Prática Clínica: Sinais e Sintomas do Trato Gastrointestinal Azia (Acidez/ Pirose). 2018. Disponível em: <http://www.cff.org.br/userfiles/file/Guia%20AZIA_Consulta%20Pu%CC%81blica%2028.pdf>. Acesso em 29 Jan 2020
  • CAIRES, Cecília C.. Atualização das orientações nutricionais do ambulatório de nutrição e gastroenterologia para: Constipação, Diarréia, Flatulência e Refluxo. Trabalho de Conclusão de Curso, 2015. Universidade de Brasília, Faculdade de ciências da saúde.
  • HIGUERA-DE-LA-TIJERA, F. Efficacy of omeprazole/sodium bicarbonate treatment in gastroesophageal reflux disease: a systematic review. Medwave. Vol.18, n.2. e7179, 2018
  • AMB. Manifestações clínicas da doença do refluxo gastroesofágico e os achados encontrados na endoscopia digestiva alta em adultos.. 2011. Disponível em: <http://www.acm.org.br/revista/pdf/artigos/881.pdf>. Acesso em 30 Set 2020
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Refluxo gastroesofágico. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/dicas-em-saude/2575-refluxo-gastroesofagico>. Acesso em 03 Fev 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem