Ácido nicotínico: para que serve e como usar

Atualizado em novembro 2023

Ácido nicotínico é uma vitamina do complexo B indicada para ajudar a baixar o colesterol ruim (LDL) e os triglicerídeos e aumentar o colesterol bom (HDL) ou para o tratamento da pelagra, que é uma doença causada pela deficiência dessa vitamina.

O ácido nicotínico, também chamado de niacina, vitamina B3 ou vitamina PP, pode ser encontrado na forma de suplementos com o nome Metri, ou em alimentos como frango, carne bovina, ovos, peixe ou arroz integral, por exemplo. Veja a lista completa de alimentos ricos em ácido nicotínico.

O uso do suplemento de ácido nicotínico só deve ser feito com indicação de um cardiologista, nutrólogo ou nutricionista, após a realização de exames de sangue para avaliar os níveis da vitamina B3 e/ou colesterol e glicerídeos.

Imagem ilustrativa número 1

Para que serve

O ácido nicotínico é indicado para:

  • Baixar o colesterol ruim (LDL), triglicerídeos e colesterol total, e aumentar o colesterol bom (HDL), associado a uma dieta balanceada e prática de exercícios físicos;
  • Diminuir o risco de infarto e o estreitamento das artérias em pessoas com doença cardíaca;
  • Reduzir o risco de pancreatite em pessoas com triglicerídeos muito altos;
  • Tratar a pelagra, que é uma doença causada pela deficiência de ácido nicotínico (niacina).

O suplemento de ácido nicotínico deve ser feito com indicação e orientação do cardiologista, nutrólogo ou nutricionista, e com acompanhamento médico e exames regulares para avaliar a eficácia do tratamento.

Receba um tratamento mais completo!

Obtenha orientação especializada sobre o que tomar para se recuperar mais rápido.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

Como usar

O ácido nicotínico (Metri) deve ser tomado por via oral, com um copo de água, durante ou logo após uma refeição leve, não gordurosa e sem condimentos. Tomar esse suplemento de estômago vazio, pode aumentar o risco de efeitos colaterais.

A dose do ácido nicotínico varia de acordo com a condição a ser tratada, devendo ser iniciada com doses mais baixas e aumentada pelo médico de acordo com a necessidade de cada pessoa de forma individualizada.

Para baixar o colesterol e os triglicerídeos em adultos geralmente a dose inicial é de 250 mg de ácido nicotínico, 1 vez por dia.

Já para reposição de vitaminas, no caso de pelagra em adultos, as doses podem variar de 15 a 20 mg por dia. Veja as quantidades diárias recomendadas de vitamina B3.

Possíveis efeitos colaterais

O efeito colateral mais comum do ácido nicotínico é o flushing, caracterizado pela sensação repentina de calor, vermelhidão no rosto ou formigamento, que normalmente desaparecem com a continuidade do tratamento, porém podem piorar ao consumir bebidas alcoólicas ou quentes.

Além disso, também podem ocorrer dor de estômago, náuseas, vômitos, diarreia, coceira no corpo, pele seca, dor de cabeça ou rash cutâneo.

É importante ir ao hospital caso surjam sintomas como dor no peito, aumento dos batimentos cardíacos, suor frio ou excessivo, inchaço, manchas roxas no corpo, pele ou olhos amarelados ou reações alérgicas graves. Saiba identificar os sintomas de reação alérgica grave.

Quem não deve usar

O ácido nicotínico não deve ser usado por pessoas que tenham doenças graves no fígado, sangramento arterial ou úlcera no estômago ou no duodeno ativas.

Além disso, esse suplemento não deve ser usado por pessoas que tenham alergia ao ácido nicotínico ou qualquer outro componente da fórmula.

Esse suplemento também não deve ser usado caso a pessoa esteja utilizando outros multivitamínicos que contenham ácido nicotínico (niacina).