Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sinais que podem indicar a falta de vitamina D

Os principais sinais que podem indicar deficiência em vitamina D são a diminuição da força muscular e espasmos musculares, que podem levar a um aumento no número de quedas, e enfraquecimento da estrutura dos ossos, que pode levar a fraturas ósseas. No entanto, esses sinais são mais comuns em pessoas idosas e em crianças, são mais sensíveis à carência desse nutriente.

Como saber se tenho falta de vitamina D

O diagnóstico da falta de vitamina D é feita através de uma exame de sangue chamado 25(OH)D, e os valores de referência são:

  • Deficiência grave: menor que 20 ng/ml;
  • Deficiência leve: entre 21 e 29 ng/ml;
  • Valor adequado: a partir de 30 ng/ml.

Esse exame pode ser pedido pelo clínico geral, que também vai avaliar se há necessidade de tomar suplemento de vitamina D.

Importantes fontes de vitamina D

A vitamina D pode ser obtida da alimentação ou através da produção interna do corpo, que depende dos raios solares na pele para ser ativada. Pessoas com deficiência em vitamina D têm maiores chances de desenvolver doenças como diabetes e obesidade, e por isso devem aumentar o tempo de exposição solar ou tomar suplementos de vitamina D de acordo com orientação médica.

Principais causas da falta de vitamina D

Além do baixo consumo de alimentos que contém vitamina D e da falta de exposição solar, a falta de vitamina D pode estar relacionada a algumas doenças como por exemplo:

  • Insuficiência renal crônica;
  • Lúpus;
  • Doença celíaca;
  • Doença de Chron;
  • Síndrome do intestino curto;
  • Fibrose cística;
  • Insuficiência cardíaca;
  • Pedras na vesícula.

Assim, na presença dessas doenças, deve-se fazer acompanhamento médico para verificar os níveis de vitamina D no corpo através de exame de sangue específico e, se necessário, tomar suplementos de vitamina D.

Consequências de não ter de vitamina D

A falta de vitamina D aumenta a chances de se ter doenças graves que afetam os ossos como raquitismo e osteoporose, mas também pode aumentar o risco de desenvolver outras doenças como:

  • Diabetes;
  • Obesidade;
  • Hipertensão arterial;
  • Artrite reumatóide e
  • Esclerose múltipla.
Maior risco de obesidadeMaior risco de obesidade
Maior risco de hipertensão arterialMaior risco de hipertensão arterial

A exposição solar é importante para prevenir deficiências de vitamina D porque apenas cerca de 20% das necessidades diárias dessa vitamina são alcanças pela alimentação. Adultos e crianças com pele clara precisam de cerca de 20 minutos diários de exposição no sol para produzirem essa vitamina, enquanto pessoas negras precisam de cerca de 1 hora de exposição solar.

Veja também:

Mais sobre este assunto:


Carregando
...