Cálculo renal: o que é, sintomas, causas, tratamento e como evitar

julho 2022
  1. Sintomas
  2. Causas
  3. Diagnóstico
  4. Tratamento
  5. Como evitar

O cálculo renal é um tipo de pedra que surge nos rins e vias urinárias formada por substâncias como cálcio e ácido úrico, que podem se acumular quando presentes em excesso na urina, podendo causar sintomas como dor e náusea.

Embora cálculos pequenos possam ser eliminados do corpo naturalmente pela urina, algumas vezes medicamentos com anti-inflamatórios e analgésicos opióides são indicados para controlar a dor que causam. Ainda que existam medicamentos que ajudam a eliminar os cálculos, a cirurgia pode ser indicada para remoção daqueles de tamanho maior. Entenda melhor o tratamento para o cálculo renal.

Em caso de suspeita de cálculo renal, é importante consultar um urologista, nefrologista ou clínico geral para uma avaliação e início do tratamento apropriado, por meio do qual também é possível prevenir a formação de novos cálculos renais.

Sintomas de cálculo renal

Os principais sintomas causados pelo cálculo renal são:

  • Dor nas costas, lado do abdome ou virilha;
  • Urina avermelhada;
  • Náusea;
  • Vômitos;
  • Dor para urinar.

Os sintomas costumam ocorrer subitamente e a dor geralmente aumenta e diminui em intensidade, muitas vezes fazendo com que a pessoa não encontre uma posição de alívio. Além disso, outros sintomas como febre e calafrios também podem ocorrer e indicar a existência de uma infecção urinária associada ao cálculo. Conheça outros sintomas do cálculo renal e como identificá-los.

Em caso de suspeita de cálculo renal, é importante consultar um urologista, nefrologista ou clínico geral para uma avaliação detalhada e início do tratamento adequado.

Possíveis causas

Os cálculos renais são causados por alterações na acidez e composição da urina, fazendo com que substâncias, como cálcio, oxalato ou cistina, quando presentes em excesso, formem cristais e se acumulem nos rins e vias urinárias.

Geralmente, o risco de cálculos renais é maior em pessoas com histórico de cálculos anteriores ou na família, baixa ingestão de água, hipertensão, diabetes, obesidade, gota e outras doenças como doença de Crohn ou acidose tubular renal.

Além disso, a composição da urina é influenciada pela alimentação, de tal forma que a ingestão maior ou menor de alguns nutrientes, como cálcio e magnésio, pode aumentar o risco de formação de cálculos renais.

Tipos de cálculo renal

Os principais tipos de cálculos renais são:

  • Cálculos de cálcio: são os tipos mais comuns de cálculos renais;
  • Cálculos de ácido úrico: geralmente estão relacionados à maior acidez da urina, que favorece a formação de cristais dessa substância;
  • Cálculos de estruvita: podem ser causados devido à infecção urinária por alguns microorganismos que provocam diminuição da acidez da urina;
  • Cálculos de cistina: é um tipo raro de cálculo e pode estar relacionado a eliminação anormal dessa substância na urina, que pode ocorrer em algumas doenças como a cistinúria. 

Embora a identificação do tipo de cálculo nem sempre seja realizada, ela pode ser recomendada, porque a análise do cálculo pode fornecer informações sobre a sua composição e indicar mudanças alimentares mais adequadas para prevenção de novos cálculos e tratamentos mais apropriados. Conheça mais detalhes dos tipos de cálculos renais e como evitá-los.

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico geralmente é feito pelo urologista, nefrologista ou clínico geral, que pode indicar exames de imagem como o ultrassom dos rins e vias urinárias, tomografia computadorizada ou ressonância magnética. Embora a radiografia do abdome ou pelve algumas vezes possa mostrar a presença de um cálculo, dependendo seu tipo, ele pode ser difícil de visualizar nesse exame.

Além desses, o exame de urina e exames de sangue como a dosagem de ureia e creatinina também podem ser indicados para avaliar a função dos rins. A dosagem de beta-HCG pode ainda ser indicada para mulheres em idade fértil para descartar a possibilidade de gravidez, uma vez que a dor pode ser semelhante à que ocorre em alguns casos de gravidez ectópica. Confira o que é e os sintomas da gravidez ectópica.

Tratamento para cálculo renal

O tratamento do cálculo renal pode incluir:

1. Remédios para cálculo renal

Anti-inflamatórios, como diclofenaco ou cetorolaco, e analgésicos, como paracetamol ou tramadol, podem ser indicados para o controle da dor causada pelo cálculo renal. No entanto, estes medicamentos não ajudam na eliminação do cálculo pela urina.

Ainda que cálculos pequenos possam sair naturalmente, outros medicamentos como bloqueadores de canais de cálcio ou bloqueadores alfa-adrenérgicos podem ser indicados para ajudar na sua eliminação.

2. Cirurgia para cálculo renal

A cirurgia geralmente é indicada nos casos em que os cálculos são grandes, não podem ser eliminados com o uso de medicamentos ou quando há complicações como obstrução das vias urinárias. Nestes casos, podem ser indicadas cirurgias como a nefrolitotomia percutânea ou ureteroscopia rígida ou flexível. Entenda melhor as opções de tratamento do cálculo com cirurgia. 

3. Ondas de choque

Em alguns casos, a litotripsia extracorpórea por ondas de choque também pode ser indicada. Embora não seja uma cirurgia, também é uma opção nestes casos, em que o objetivo é quebrar os cálculos usando ondas de alta energia, permitindo a sua eliminação pela urina.

Opções de tratamentos natural

Os tratamentos naturais não devem substituir o tratamento proposto pelo médico, no entanto, uma opção é o chá de quebra-pedra, que tem ação diurética e facilita a eliminação das pedras. Conheça outras opções de tratamento natural para pedra nos rins.

Como evitar cálculos renais

Os cálculos podem ser evitados com:

Dieta específica quem tem cálculo

Alterações na dieta geralmente são recomendadas para pessoas com cálculo renal ou histórico e envolvem diminuir a ingestão de sal, alimentos que contém muito sódio e carnes; manter uma ingestão adequada de cálcio, por meio de produtos lácteos, por exemplo; e ingerir água em quantidade suficiente. Veja os alimentos mais indicados e quais devem ser evitados para quem tem cálculo.

Diuréticos e outros medicamentos

Alguns medicamentos como diuréticos tiazídicos, citrato de potássio ou alopurinol podem ser indicados para evitar a recorrência de cálculos, principalmente em pessoas que já tiveram cálculos mais de uma vez, e a sua indicação geralmente varia de acordo com o tipo de cálculo formado e resultados da análise da urina. Entenda melhor para que servem os diuréticos.

Quando ir ao hospital

É importante procurar uma emergência em caso de:

  • Diminuição importante da quantidade de urina;
  • Dor ou vômitos que não passam apesar do uso de medicamentos;
  • Febre ou calafrios.

Também é recomendado que pessoas que possuem apenas um rim ou que receberam transplantes renais procurem uma emergência devido ao risco de evolução mais grave.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Jonathan Panoeiro - Neuropediatra, em julho de 2022.

Bibliografia

  • JUNIOR, James C. W. et al. Urine and stone analysis for the investigation of the renal stone former: a consensus conference. Urolithiasis. Vol.49, n.1. 1–16, 2021
  • CASTELLANO, Cristina de la E. et al. Medical treatment for acute renal colic. Arch Esp Urol. Vol.74, n.1. 71-79, 2021
Mostrar bibliografia completa
  • STATPEARLS. Nephrolithiasis. 2021. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK559227/?report=classic>. Acesso em 29 jul 2022
  • MAYANS, Laura. Nephrolithiasis. Prim Care. Vol.46, n.2. 203-212, 2019
  • INGIMARSSON, Johann P; KRAMBECK, Amy E; JUNIOR, Vernon M. P. Diagnosis and Management of Nephrolithiasis. Surg Clin North Am. Vol.96, n.3. 517-532, 2016
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.