Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que fazer para não ter outra crise de pedra nos rins

Para evitar novas crises de pedras nos rins, também chamadas de cálculos renais, é essencial saber qual tipo de pedra foi formada inicialmente, pois normalmente as crises acontecem pela mesma causa. Assim, sabendo qual é o tipo de pedra, é possível fazer uma alimentação adequada para evitar a formação de novas cálculos.

A tendencia para ter esse problema é normalmente uma herança genética, sendo importante beber pelo menos 2 litros de água por dia para manter a saúde dos rins e evitar o aparecimento de cálculos renais. Veja a seguir o que fazer de acordo com o tipo de pedra apresentada.

Quantidade de água recomendada

Consumir pelo menos 2 litros de água por dia é a principal maneira para prevenir todos os tipos de pedras nos rins, pois a água ajuda a diluir os minerais na urina que causam pedra e facilita a eliminação de bactérias que causam infecção.

Uma maneira simples de saber se o consumo de água está sendo adequado é observar as características da urina, que deve ser claro, quase cristalina, e sem cheiro. Além de água, também conta como líquidos bons para os rins os sucos naturais de frutas, os chás e a água de coco.

O que fazer para não ter outra crise de pedra nos rins

Tipos de pedras e alimentação adaptada

Além do aumento da ingestão de água, as alterações na alimentação para prevenir cada tipo diferente de cálculo renal incluem:

Pedra de oxalato de cálcio

Para prevenir a formação de novas pedras de oxalato de cálcio, é importante evitar alimentos ricos em oxalato como espinafre, morango, beterraba, chocolate, café, chá preto, cola, soja e oleaginosos como castanhas ou nozes. Além disso, deve-se aumentar ao consumo de frutas e legumes, e evitar a utilização de suplementos de proteína, vitamina C, vitamina D e cálcio sem orientação do médico ou do nutricionista.

Também é importante usar menos sal na preparação dos alimentos e evitar produtos ricos em sal, como linguiça, molhos prontos e caldos de galinha, pois o excesso de sal aumenta a quantidade de cálcio nos rins, aumentando a chance de formar novas cálculos.

Além da alimentação, outra dica é utilizar probióticos com a bactéria Oxalobacter formigenes, que ajuda a quebrar os cristais de oxalato de cálcio e que deve ser tomada de acordo com a orientação do médico.

Pedra de ácido úrico

Para prevenir novas pedras de ácido úrico, deve-se reduzir o consumo de proteínas em geral, principalmente de alimentos como carne, peixe, frango e vísceras, como fígado, coração e moela. A diminuição das proteínas da alimentação reduz a quantidade de ácido úrico no organismo, fazendo com que o pH da urina volte ao normal e prevenindo novas crises.

Além das carnes, deve-se evitar caldos de carne e bebidas alcoólicas, especialmente a cerveja, pois também são fontes de ácido úrico. Veja que alimentos evitar na dieta para baixar o ácido úrico.

O que fazer para não ter outra crise de pedra nos rins

Pedra de estruvita

As pedras de estruvita normalmente se formam depois de uma infecção urinária, principalmente causadas pelas bactérias Pseudomonas, Proteus mirabilis, Klebisiela e Urealyticum, que aumentam o pH da urina e facilitam a formação desse tipo de cálculo renal. Assim, para evitar novas pedras deve-se consumir alimentos que fortaleçam o sistema imunológico, como tomate, morango, castanhas e sementes de girassol, pois eles ajudam a prevenir e combater novas infecções urinárias.

Outra dica é consumir diariamente o arando, também chamado de oxicoco ou crambery, que é uma fruta antibacteriana que ajuda a manter a saúde dos rins. Para obter esses benefícios, deve-se consumir diariamente 1/2 xícara de arando fresco, 15 g de arando desidratado ou 100 ml do seu suco.

Pedra de cistina

As pedras renais de cistina são raras e de difícil controle, sendo o aumento do consumo de água e a redução do sal da alimentação as principais formas de prevenir esse problema.

Assim, para evitar outra crise, deve-se estar atento à alimentação e à quantidade de líquidos ingeridos, pois uma boa hidratação também ajuda a eliminar as pedras mais facilmente.

Veja um vídeo onde a nossa nutricionista explica como deve ser a alimentação para cada tipo de pedra:

Mais sobre este assunto:


Carregando
...