4 tipos de pedra nos rins (e como eliminar)

setembro 2022

Existem diferentes tipos de pedra nos rins, que podem ser formadas por cálcio e oxalato, como a pedra de oxalato de cálcio, ou serem desenvolvidas após uma infecção urinária, como é o caso da pedra de estruvita, por exemplo.

Embora todos os tipos de pedra nos rins causem sintomas parecidos e possam ser tratados da mesma forma, saber o tipo da pedra é importante para fazer uma alimentação adequada, evitando, assim, a formação de novos cálculos.

Veja com a nutricionista Tatiana Zanin o que fazer de acordo com o tipo de pedra:

Tipos de pedras e alimentação para cada

Existem 4 tipos diferentes de pedra nos rins, que são classificadas de acordo com a causa da formação das pedras. A seguir indicamos os tipos de pedra nos rins e alguns cuidados na alimentação:

1. Pedra de oxalato de cálcio

Algumas situações que podem promover a formação da pedra de oxalato de cálcio incluem baixa ingestão de líquidos, consumo excessivo de alimentos ricos em oxalato de cálcio ou alterações na função dos rins, por exemplo.

Alimentação: é importante evitar alimentos ricos em oxalato como espinafre, morango, beterraba, chocolate, café, chá preto, cola, soja e oleaginosas como castanhas ou nozes. Além disso, deve-se aumentar o consumo de frutas e legumes, e evitar a utilização de suplementos de proteínas, vitamina C, vitamina D e cálcio sem orientação de um médico ou do nutricionista.

Também é importante beber bastante água, usar menos sal na preparação dos alimentos e evitar produtos ricos em sal, como linguiça, molhos prontos e caldos de galinha, pois o excesso de sal aumenta a quantidade de cálcio nos rins, aumentando a chance de formar novos cálculos.

Além disso, outra dica é utilizar probióticos com a bactéria Oxalobacter formigenes, que ajuda a quebrar os cristais de oxalato de cálcio e que deve ser usada de acordo com a orientação do médico.

2. Pedra de ácido úrico

A pedra de ácido úrico acontece quando o pH da urina fica muito baixo, aumentando a concentração da urina e favorecendo a formação de cristais de ácido úrico e a pedra nos rins. Esse tipo de pedra pode surgir em pessoas que têm gota, que bebem pouca água ou que consomem grandes quantidades de proteínas animais, por exemplo.

Alimentação: para prevenir novas pedras de ácido úrico, deve-se reduzir o consumo de proteína animal, como carne, peixe, frango e vísceras, como fígado, coração e moela. A diminuição das proteínas da alimentação reduz a quantidade de ácido úrico no organismo, fazendo com que o pH da urina volte ao normal e prevenindo novas crises.

Além das carnes, deve-se evitar também caldos de carne e bebidas alcoólicas, especialmente a cerveja, pois também causam o aumento do ácido úrico. Veja outros alimentos que aumentam o ácido úrico.

3. Pedra de estruvita

As pedras de estruvita normalmente se formam depois de uma infecção urinária, principalmente causadas pelas bactérias Pseudomonas, Proteus mirabilis, Klebsiella e Urealyticum, que aumentam o pH da urina e facilitam a formação desse tipo de cálculo renal.

Alimentação: para evitar novas pedras deve-se consumir alimentos que fortalecem o sistema imunológico, como tomate, morango, castanhas e sementes de girassol, pois eles ajudam a prevenir e combater novas infecções urinárias. Conheça outros alimentos que fortalecem o sistema imunológico.

Outra dica é consumir diariamente o arando, também chamado de oxicoco ou cranberry, que é uma fruta antibacteriana que ajuda a manter a saúde dos rins. Para obter esses benefícios, deve-se consumir diariamente 1/2 xícara de arando fresco, 15 g de arando desidratado ou 100 ml do seu suco.

4. Pedra de cistina

As pedras de cistina são causadas por doença genética rara, chamada de cistinúria, que causa altos níveis de cistina, um tipo de aminoácido, na urina.

Alimentação: para evitar esse tipo de pedra, é importante beber bastante água, pois uma boa hidratação ajuda a evitar a formação das pedras na urina. Além disso, é recomendado também diminuir o consumo de carnes e a ingestão de sal na dieta.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Karla S. Leal - Nutricionista, em setembro de 2022. Revisão clínica por Tatiana Zanin - Nutricionista, em setembro de 2022.

Bibliografia

  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE UROLOGIA. Doenças: pedra nos rins. Disponível em: <https://portaldaurologia.org.br/publico/doencas/pedra-nos-rins/>. Acesso em 01 set 2022
  • NATIONAL KIDNEY FOUNDATION. Kidney stones. Disponível em: <https://www.kidney.org/atoz/content/kidneystones#types>. Acesso em 01 set 2022
Mostrar bibliografia completa
  • JOHNS HOPKINS MEDICINE. Conditions and diseases: kidney stones. Disponível em: <https://www.hopkinsmedicine.org/health/conditions-and-diseases/kidney-stones>. Acesso em 01 set 2022
Revisão clínica:
Tatiana Zanin
Nutricionista
Formada pela Universidade Católica de Santos em 2001, com registro profissional no CRN-3 nº 15097.

Tuasaude no Youtube

  • Dieta para cada Tipo de Pedra nos Rins

    05:26 | 205882 visualizações