Cólica renal: o que é, sintomas, causas e tratamento

novembro 2022

A cólica renal é um episódio de dor intensa e aguda na região inferior e lateral das costas, podendo também atingir a bexiga, e dificultar as atividades do dia a dia. Em alguns, casos, a cólica renal pode ser acompanhada por dor e ardor ao urinar e presença de sangue na urina.

A cólica renal é causada principalmente pela presença de pedras nos rins, que provocam inflamação e obstrução do fluxo de urina nas vias urinárias, no entanto pode também ser causada por uma infecção nos rins, presença de cistos ou de um tumor.

Assim, na presença de cólica renal, é importante consultar o urologista para que seja identificada a causa da dor e ser indicado o tratamento mais adequado. O médico pode indicar o uso de remédios anti-inflamatórios, analgésicos e antiespasmódicos, além de ser fundamental a pessoa aumentar o consumo de água, repousar e fazer uma compressa de água morna para aliviar o desconforto.

Sintomas de cólica renal

O principal sintoma de cólica renal é a dor intensa no fundo e lado das costas, cuja intensidade pode variar ao longo do dia, podendo dificultar os movimentos e as atividades do dia a dia. Além disso, a dor da cólica renal pode irradiar para a virilha e também ser sentida na região abdominal ou região geniturinária, podendo variar de acordo com a causa da cólica. Veja como identificar a cólica renal.

Principais causas

As principais causas de cólica renal são:

  • Presença de pedra nos rins;
  • Infecção nos rins, chamada de pielonefrite;
  • Presença de cisto nos rins;
  • Inchaço do rim, chamado de hidronefrose;
  • Câncer nos rins.

Para identificar a causa da cólica renal, o médico pode indicar a realização de exames de imagem para avaliar os rins, como ressonância magnética, tomografia computadorizada e/ ou ultrassom do abdômen. Conheça outras causas de cólica renal.

O que fazer

Em caso de cólica renal, é importante que o urologista ou clínico geral seja consultado para que seja indicado o melhor tratamento.

1. Tratamento com remédios

Para aliviar a dor intensa da crise renal, é importante o uso de medicamentos que podem ser por via oral, em comprimidos, ou injetáveis, que algumas vezes podem ser mais eficazes e causar um alívio mais rápido:

  • Anti-inflamatórios, como Diclofenaco, Cetoprofeno ou Ibuprofeno: costumam ser a primeira opção, já que além de aliviarem a dor, podem diminuir o processo inflamatório que causa inchaço e piora a crise;
  • Analgésicos, como Dipirona, Paracetamol, Codeína, Tramadol e Morfina: são importantes para diminuir a dor, que precisa ser mais potente a medida que a dor fica mais intensa;
  • Antiespasmódicos, como Hioscina ou escopolamina ,conhecida como Buscopan: ajuda a diminuir os espasmos nos rins, bexiga e vias urinárias, que acontecem porque a pedra pode ocluir o fluxo de urina, e isso é uma importante causa da dor;

Outros tipos de remédios também podem ser indicados pelo médico, como antieméticos, como Bromoprida, Metoclopramida ou Dramin, por exemplo, para aliviar náuseas e vômitos.

Além disso, após a crise, o médico também pode indicar o uso de remédios para ajudar a eliminar o cálculo mais facilmente e evitar novas crises, como diuréticos ou tansulosina, por exemplo.

2. Beber muito líquido

É recomendado que a pessoa com cólica renal beba entre 2 e 3 litros de líquidos por dia, distribuídos em pequenas tomadas ao longo do dia. A hidratação é essencial tanto durante o tratamento da crise, como após, para facilitar a eliminação da pedra, pois estimula a formação de urina e o funcionamento dos rins, além de evitar o surgimento de novas pedras no futuro.

3. Evitar alimentos ricos em oxalato

Como a principal causa de cólica renal é a presença de pedra nos rins, é fundamental ter atenção aos hábitos alimentares, uma vez que o consumo de alimentos ricos em oxalato pode aumentar o risco de formação de pedras. Assim, é recomendado evitar o consumo de espinafre, cacau, chocolate, beterraba, amendoim, nozes, mariscos e frutos do mar, refrigerantes, café e alguns chás, como o chá preto, mate ou verde.

Também é recomendado evitar excesso de vitamina C e muita proteína, não consumindo mais de 100g por dia, além de ser importante eliminar o sal da dieta. Confira como deve ser a dieta para quem tem cálculo renal.

4. Remédios caseiros

Os remédios caseiros para cólica renal devem ser indicados pelo médico com o objetivo de complementar o tratamento, podendo ser recomendado o consumo do chá de quebra-pedra, que impede a agregação dos cristais, evitando a formação de pedras grandes, que é a principal causa de cólica renal.

Além disso, durante a crise, pode ser feita uma compressa com bolsa de água quente na região dolorida, o que ajuda a dilatar os canais urinários para a passagem do cálculo, além de promover o alívio da dor e do desconforto.

5. Cirurgia

A cirurgia para aliviar a cólica renal é indicada apenas nos casos em que a dor é intensa, persistente e debilitante e não melhora mesmo após o uso de remédios, sendo principalmente recomendada quando a cólica é causada por pedras nos rins. Saiba mais sobre a cirurgia para pedra nos rins.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em novembro de 2022. Revisão médica por Dr.ª Clarisse Bezerra - Médica de Saúde Familiar, em março de 2020.

Bibliografia

  • PATEL, K.; BATURA, D. An overview of hydronephrosis in adults. Br J Hosp Med (Lond). 81. 1; 1-8, 2020
  • HANCOCK, S. B.; GEORGIADES, C. S. Kidney Cancer. Cancer J. 22. 6; 387-392, 2016
Mostrar bibliografia completa
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE UROLOGIA. Diretrizes sobre infecções urológicas. Disponível em: <http://www.sbu.org.br/pdf/guidelines_EAU/infeccoes-urologicas.pdf>. Acesso em 25 out 2022
  • JOHNSON, J. R.; RUSSO, T. A. Acute Pyelonephritis in Adults. N Engl J Med. 378. 1; 48-59, 2018
  • BERGMANN, C.; et al. Polycystic kidney disease. Nat Rev Dis Primers. 4. 1; 50, 2018
  • SIGURJONSDOTTIR, V. K.; et al. Impact of nephrolithiasis on kidney function. BMC Nephrol. 16. 149, 2015
  • ALELIGN, T.; PETROS, B. Kidney Stone Disease: An Update on Current Concepts. Adv Urol. 2018. 3068365, 2018
  • MAYANS, L. Nephrolithiasis. Prim Care. 46. 2; 203-212, 2019
  • UPTODATE. Diagnosis and acute management of suspected nephrolithiasis in adults. Disponível em: <https://www.uptodate.com/contents/diagnosis-and-acute-management-of-suspected-nephrolithiasis-in-adults/print?search=nephrolithiasis&source=search_result&selectedTitle=1~150&usage_type=default&display_rank=1>. Acesso em 13 mar 2020
Revisão médica:
Dr.ª Clarisse Bezerra
Médica de Saúde Familiar
Formada em Medicina pelo Centro Universitário Christus e especialista em Saúde da Família pela Universidade Estácio de Sá. Registro CRM-CE nº 16976.