Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que fazer para aliviar a crise renal

A crise renal é um episódio de dor intensa e aguda na região lateral das costas ou bexiga, causada pela presença de pedras nos rins, já que elas provocam inflamação e obstrução do fluxo de urina nas vias urinárias. 

Saber o que fazer durante uma crise renal é importante para conseguir aliviar a dor mais rapidamente, por isso algumas medidas recomendadas são utilizar remédios como anti-inflamatórios, analgésicos e anti-espasmódicos, por exemplo, além de ir ao pronto-socorro para que sejam feitas as avaliações clínicas e realização de exames que demonstram a presença do cálculo e da função dos rins. Para identificar rapidamente uma crise renal, confira sintomas de pedras nos rins.

Além disso, pode ser feitas algumas medidas caseiras, como aumentar o consumo de água para ajudar a eliminação das pedras, além de fazer uma compressa quente para aliviar o desconforto. 

Assim, as principais formas de aliviar e tratar o cálculo renal incluem:

O que fazer para aliviar a crise renal

1. Tratamento com remédios

Para aliviar a dor intensa da crise renal, é importante o uso de medicamentos que podem ser por via oral, em comprimidos, mas os injetáveis podem ser mais eficazes e causar um alívio mais rápido:

  • Anti-inflamatórios, como Diclofenaco, Cetoprofeno, Indometacina ou Ibuprofeno: costumam ser a primeira opção, já que além de aliviarem a dor, podem diminuir o processo inflamatório que causa inchaço e piora a crise;
  • Analgésicos, como Dipirona, Paracetamol, Codeína, Tramadol e Morfina: são importantes para diminuir a dor, que precisa ser mais potente a medida que a dor fica mais intensa;
  • Anti-espasmódicos, como Hioscina, conhecida como Buscopam: ajuda a diminuir os espasmos nos rins, bexiga e vias urinárias, que acontecem porque a pedra pode ocluir o fluxo de urina, e isso é uma importante causa da dor;

Outros tipos de remédios também podem ser indicados pelo médico, como antieméticos, como Bromoprida, Metoclopramida ou Dramin, por exemplo, para aliviar náuseas e vômitos.

Além disso, após a crise, o médico também pode indicar o uso de remédios para ajudar a eliminar o cálculo mais facilmente e evitar novas crises, como diuréticos, citrato de potássio ou Alopurinol, por exemplo. 

2. Beber muito líquido

É recomendado que o paciente com pedra nos rins deve beber entre 2 e 3 litros de líquidos por dia, distribuídos em pequenas tomadas ao longo do dia. A hidratação é essencial tanto durante o tratamento da crise, como após, para facilitar a eliminação da pedra, pois estimula a formação de urina e o funcionamento dos rins, além de evitar o surgimento de novas pedras no futuro.

O que fazer para aliviar a crise renal

3. Evitar alimentos ricos em oxalato

Na dieta para quem tem crise renal é desaconselhado o consumo de alimentos ricos em oxalatos, como espinafre, cacau, chocolate, beterraba, amendoim, nozes, mariscos e frutos do mar, refrigerantes, café e alguns chás, como o chá preto, mate ou verde.

Também é recomendado evitar excesso de vitamina C, muita proteína, não consumindo mais de 100g por dia, além de ser importante eliminar o sal da dieta. Confira como deve ser a dieta para quem tem cálculo renal

4. Remédios caseiros

Um ótimo remédio caseiro para crise renal é tomar um chá de quebra-pedra, pois o chá impede a agregação de novos cristais, evitando a formação de pedras grandes. Mas, não deve ser tomado por mais de 20 dias consecutivos.

Durante a crise, pode ser feita uma compressa com bolsa de água quente na região dolorida, o que ajuda a dilatar os canais urinários para a passagem do cálculo.

Relaxar e descansar é fundamental neste período. É normal que, ao sair a pedra, haja dores na região dos rins, no fundo das costas e dor ao urinar, e algum sangue também pode estar presente.

Outras dicas para aliviar a crise renal

É importate deve procurar auxílio médico sempre que a dor for muito grande e debilitante. Isso pode indicar a saída de uma pedra muito grande e talvez seja necessária a realização de uma cirurgia para a sua remoção.

O tratamento com uma boa alimentação e hidratação deve ser feita por toda a vida. É fundamental manter esses cuidados, porque os que já sofreram com pedras nos rins têm 40% de chances de passar por um novo episódio em 5 anos.

Confira o que fazer para não ter outra crise de pedra nos rins.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...