Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como deve ser a alimentação para pedra nos rins

Para eliminar as pequenas pedras nos rins e evitar que se forme outras é importante beber pelo menos 2,5L de água por dia e ter cuidados com a alimentação, como evitar o consumo exagerado de carnes e reduzir o consumo de sal.

Existem 4 tipos de pedras nos rins: oxalato de cálcio, ácido úrico, estruvita e cistina, e cada tipo exige um cuidado diferente na alimentação. No entanto, nem sempre é possível saber o tipo de pedra que se tem, pois para isso é necessário expelir uma pedra pela urina e levá-la para análise laboratorial.

Assim, para prevenir a formação de todos os tipos de pedras, deve-se seguir as orientações abaixo:

1. Beber mais água

Como deve ser a alimentação para pedra nos rins

É preciso beber pelo menos 2 a 3 litros de água por dia. A principal causa de pedra nos rins é a desidratação, portanto, reidratar-se é o primeiro passo para evitar a formação de pedras nos rins.

Também é importante lembrar que a quantidade ideal de água varia de acordo com o peso, devendo-se consumir cerca de 35 ml de água para cada kilo de peso. Assim, uma pessoa com 70 kg deve beber pelo menos 2,45 L de água por dia, e quanto maior o peso, mais água é necessária para hidratar bem o corpo. Veja a quantidade de água que se deve beber de acordo com a idade.

Veja ainda este vídeo onde são explicados todos os cuidados importantes durante a dieta para pedra nos rins:

2. Suco de laranja ou limão

Beber 1 copo de suco de laranja ou de limonada diariamente, pois essas frutas são ricas em ácido cítrico, que, quando consumidos, dão origem a um sal chamado citrato, que impede a formação de cristais e de pedras no organismo.

3. Consumir mais cálcio

Alimentos ricos em cálcio, como leite e derivados, couve, tofu e feijão ajudam a prevenir pedras nos rins por reduzirem a absorção do oxalato no intestino, que é a verdadeira substância causadora de pedras.

Uma dica importante é consumir alimentos ricos em oxalato, como nozes, amendoim, espinafre, ruibarbo e farelo de trigo, juntamente com produtos ricos em cálcio, pois assim haverá uma menor absorção do oxalato no intestino.

4. Evitar proteínas em excesso

A ingestão exagerada de proteínas de carnes ou qualquer produto de origem animal, como a manteiga, por exemplo, aumenta a produção de ácido úrico, outro dos principais componentes das pedras no rins. Consumir 1 bife médio por dia no almoço e no jantar já é o suficiente para uma boa nutrição.

5. Diminuir o sal

Como deve ser a alimentação para pedra nos rins

O sódio, um dos principais componentes do sal, facilita a deposição de sais no organismo e, por isso, deve ser evitado. Além do sal comum usado para temperar os alimentos, produtos industrializados como temperos em cubos, molhos para salada, macarrão instantâneo e carnes processadas como bacon, presunto, apresuntado, linguiça e mortadela, também são ricos em sal e devem ser evitados.Veja a lista de alimentos ricos em sódio.

6. Evitar alimentos ricos em oxalato

Evitar o excesso de oxalato na alimentação ajuda a prevenir principalmente os casos de pedras de oxalato de cálcio. Assim, o cálcio não é o principal causador dessas pedras, mas sim alimentos ricos em oxalato, como amendoim, ruibarbo, espinafre, beterraba, chocolate, chá preto e batata doce.

Assim, esse alimentos devem ser consumidos em pequenas quantidades, e uma boa estratégia é consumi-los juntamente com produtos ricos em cálcio, como leite e derivados, pois o cálcio irá reduzir a absorção do oxalato no intestino, diminuindo a formação de pedras nos rins. Veja mais sobre cada tipo de pedra em: O que fazer para não ter outra crise de pedra nos rins.

7. Chá de quebra-pedra

Tomar o chá de quebra-pedra diariamente por até 3 semanas favorece a eliminação das pedras nos rins, pois este chá tem ação diurética e possui propriedades que relaxam os ureteres, que são os canais que levam a urina dos rins até a bexiga. É durante a passagem da pedra pelos ureteres que a dor surge, conhecida como uma das piores dores que uma pessoa pode ter, e por isso o chá pode ajudar nesse processo. Veja outro Remédio caseiro para pedra nos rins.

O que não comer quando tiver pedra nos rins

Quem alguma pedrinha nos rins, pode eliminá-la através do xixi, e para isso é importante beber bastante líquidos até ao ponto de fazer cerca de 2 litros de xixi por dia.

Os alimentos que não se pode comer são sal, embutidos como salsicha, linguiça, paio, escarola, espinafre, beterraba, salsinha, almeirão, quiabo, ruibarbo, batata doce. Outros que também devem ser evitados são: amendoim, nozes, pimenta, marmelada, farelo de trigo, carambola, chá preto ou chá mate.

Cardápio para pedras nos rins

A tabela a seguir trás o exemplo de um cardápio de 3 dias para evitar o aparecimento de novas pedras nos rins.

RefeiçãoDia 1Dia 2Dia 3
Café da manhã1 copo de leite + 2 fatias de pão integral com ovo1 iogurte natural + 2 col de granola + 1 pedaço de mamão1 copo de suco de laranja + 1 tapioca com queijo
Lanche da manhã1 copo de suco verde com limão, couve, abacaxi e água de coco1 laranja + 3 biscoitos integrais1 banana amassada com canela
Almoço/Jantar4 col de arroz + 2 col de feijão + 100 g de carne cozida com legumes1 filé de peixe no forno + purê de batata + salada de couve refogada100 g de frango ao molho branco + macarrão integral + salada de alface, cenoura e milho
Lanche da tarde1 iogurte + 5 biscoitos integrais com requeijãovitamina de abacate1 iogurte + 1 colher de aveia + pão integral com queijo

Esta alimentação pode influenciar especialmente indivíduos com histórico de casos de pedra nos rins na família e pessoas que já tiveram pedra nos rins alguma vez na vida, evitando o aparecimento de novas pedras.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...