Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Metrorragia: o que é, quais as causas e tratamento

Julho 2020

A metrorragia é um termo médico que se refere ao sangramento uterino fora do período menstrual, que pode acontecer devido a irregularidades no ciclo, a estresse, devido à troca de anticoncepcional ou ao seu uso incorreto ou pode ainda ser um sintoma de pré menopausa.

Porém, em alguns casos, o sangramento fora do período menstrual pode ser um sintoma de uma condição mias grave, como inflamação do útero, endometriose, infecções sexualmente transmissíveis ou distúrbios na tireoide, por exemplo, que deve ser tratada o mais brevemente possível.

Metrorragia: o que é, quais as causas e tratamento

Possíveis causas

As causas que podem estar na origem da metrorragia, e que não são motivos para preocupação, são:

  • Oscilações hormonais durante os primeiros ciclos menstruais, em que o ciclo ainda não é regular, podendo ocorrer pequenos sangramentos, também conhecido por spotting entre ciclos;
  • Pré menopausa, também devido a oscilações hormonais;
  • Uso de anticoncepcional, que em algumas mulheres pode causar spotting e sangramento no meio do ciclo. Além disso, se a mulher trocar de anticoncepcional ou não tomar a pilula sempre à mesma hora, é mais provável que tenha sangramentos inesperados;
  • Estresse, que pode ter influência sobre o ciclo menstrual, podendo causar uma desregulação.

Porém, embora seja mais raro, a metrorragia pode ser sinal de uma condição mais grave e que precisa de ser tratada, sendo importante ir ao ginecologista o mais brevemente possível.

Algumas doenças que podem causar sangramento fora do período menstrual, são inflamação do útero, do colo do útero ou da vagina, doença inflamatória pélvica, endometriose, ovários policísticos, infecções sexualmente transmissíveis, adenomiose, torção das trompas uterinas, presença de pólipos no útero, desregulação da tireoide, distúrbios da coagulação, malformações no útero e câncer.

Veja também quais as causas do fluxo menstrual intenso e saiba o que fazer.

Em que consiste o diagnóstico

Geralmente, o ginecologista realiza um exame físico e pode fazer algumas questões em relação à intensidade e frequência do sangramento e estilo de vida. 

Além disso, o médico pode ainda realizar uma ultrassonografia, para analisar a morfologia dos órgãos reprodutores e solicitar exames de sangue e urina e/ ou uma biópsia ao endométrio, de forma a detetar possíveis anomalias ou alterações hormonais.

Como é feito o tratamento

O tratamento da metrorragia depende da causa que está na sua origem. Em alguns casos, mudanças no estilo de vida, podem ser suficientes, enquanto em outros, pode ser necessário fazer tratamentos hormonais.

Caso a metrorragia esteja a ser causada por uma doença, após o diagnóstico, o ginecologista poderá encaminhar a pessoa para outro especialista, como um endocrinologista, por exemplo.

Bibliografia >

  • SOCIEDADE PORTUGUESA DE GINECOLOGIA. Consenso sobre hemorragias uterinas anormais. 2001. Disponível em: <http://www.spginecologia.pt/uploads/metrorragias.pdf>. Acesso em 24 Jul 2020
  • FEBRASGO. Sangramento Uterino Anormal. 2017. Disponível em: <https://www.febrasgo.org.br/media/k2/attachments/11-SANGRAMENTO_UTERINO_ANORMAL.pdf>. Acesso em 24 Jul 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem