Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é Dismenorreia e como acabar com a Dor

A dismenorreia é caracterizada por uma cólica muito intensa durante a menstruação, que impede até mesmo a mulher de estudar e trabalhar, de 1 a 3 dias, todos os meses.  Ela é mais comum na adolescência, embora possa afetar mulheres acima dos 40 anos ou meninas que ainda não começaram a menstruar.

Apesar de ser muito intensa, e trazer transtornos para a vida da mulher, esta cólica pode ser controlada com remédios como anti-inflamatórios, analgésicos e a pílula anticoncepcional. Por isso, em caso de suspeita deve-se ir ao ginecologista para investigar se realmente é dismenorreia, e quais os remédios mais indicados.

O que é Dismenorreia e como acabar com a Dor

Diferenças entre Dismenorreia primária e secundária

Existem dois tipos de dismenorreia, a primária e a secundária, e as diferenças entre elas tem relação com a origem da cólica:

  • Dismenorreia​ primária: as prostaglandinas, que são substâncias produzidas pelo próprio útero, são as responsáveis pela intensa cólica menstrual. Neste caso a dor existe sem haver qualquer tipo de doença envolvida, e começa 6 a 12 meses após a primeira menstruação, podendo cessar ou reduzir por volta dos 20 anos, mas em alguns casos só após a gravidez.
  • Dismenorreia​ secundária: está relacionada com doenças como endometriose, sendo esta a principal causa, ou em caso de mioma, cisto no ovário, uso de DIU, doença inflamatória pélvica ou anormalidades no útero ou na vagina, que o médico encontra ao realizar exames. 

Saber se a mulher possui dismenorreia primária ou secundária é fundamental para iniciar o tratamento mais adequado para cada caso. O quadro a seguir indica as principais diferenças:

Dismenorreia primáriaDismenorrea secundária
Sintomas iniciam poucos meses depois da menarcaSintomas iniciam anos depois da menarca, especialmente após os 25 anos
Dor inicia antes ou no 1º dia da menstruação e dura de 8 horas à 3 diasDor pode surgir em qualquer fase da menstruação, a intensidade pode variar de um dia para o outro
Náusea, vômito, dor de cabeça estão presentesSangramento e Dor durante ou após a relação sexual, além de menstruação abundante podem estar presentes
Sem alterações em examesExames apontam doenças pélvicas
História familiar normal, sem alterações relevantes na mulherHistórico de endometriose na família, DST anteriormente detectada, uso de DIU, absorvente interno ou cirurgia pélvica já realizada

Além disso, na dismenorreia primária é comum que os sintomas sejam controlados com a toma de anti-inflamatórios e anticoncepcionais orais, enquanto que na dismenorreia secundária não há sinais de melhora com esse tipo de medicamentos.

Sintomas e diagnóstico da dismenorreia 

A intensa cólica menstrual pode surgir algumas horas antes da vinda da menstruação, estando também presentes outros sintomas de dismenorreia, como:

  • Náusea;
  • Vômito;
  • Diarreia;
  • Fadiga;
  • Dor no fundo das costas;
  • Nervosismo;
  • Tontura;
  • Dor de cabeça intensa.

O fator psicológico também parece aumentar os níveis de dor e desconforto, comprometendo até mesmo o efeito dos remédios para alívio da dor.

O médico mais indicado para fazer o diagnóstico é o ginecologista após ouvir as queixas da mulher, sendo principalmente valorizada a intensa cólica na região pélvica durante a menstruação.

Para confirmar o médico geralmente apalpa a região uterina, para verificar se o útero encontra-se aumentado e solicita exames como ultrassom abdominal ou transvaginal, para descobrir doenças que possam estar causando estes sintomas, o que é fundamental para determinar se trata-se de uma dismenorreia primária ou secundária, para poder indicar o tratamento adequado à cada caso.

O que é Dismenorreia e como acabar com a Dor

Como tratar a dismenorreia para acabar com a dor

Remédios

Para tratar a dismenorreia primária recomenda-se o uso de medicamentos analgésicos e antiespasmódicos, como Atroveran composto e Buscopan, sob indicação do ginecologista.

No caso de dismenorreia secundária o ginecologista pode indicar a toma de remédios analgésicos ou anti-inflamatórios não hormonais, como  ácido mefenâmico, cetoprofeno, piroxicam, ibuprofeno, naproxeno para alívio da dor, assim como os remédios que diminuem o fluxo menstrual como Meloxicam, Celecoxib ou Rofecoxib. 

Saiba mais detalhes do Tratamento para dismenorreia

Tratamento natural

Algumas mulheres beneficiam-se em colocar uma bolsa térmica de gel morna sobre o ventre. Relaxar, tomar um banho morno, fazer massagens relaxantes, praticar exercícios físicos, de 3 a 5 vezes por semana, e não usar roupas apertadas são algumas outras sugestões que normalmente trazem alívio da dor.

Diminuir o consumo de sal de 7 a 10 dias antes da menstruação também ajuda a combater a dor, por diminuir a retenção de líquidos. 

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...