Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é Histeroscopia e para que serve

A histeroscopia é um exame ginecológico que permite identificar eventuais alterações existentes dentro do útero.

Neste exame um tubo chamado histeroscópio com aproximadamente 10 milímetros de diâmetro é inserido através da vagina no colo do útero, como mostra a imagem. Este tubo contém uma fibra óptica que transmite luz, permitindo a visualização da cavidade do útero.

Existem 2 tipos de histeroscopia:

  • Histeroscopia diagnóstica tem como objetivo a visualização interna do útero para diagnosticar possíveis alterações ou doenças. Saiba mais sobre a histeroscopia diagnóstica;
  • Histeroscopia cirúrgica tem como objetivo tratar as alterações existentes dentro do útero. Assim, a histeroscopia cirúrgica é indicada no tratamento de pólipos, miomas, espessamento do endométrio, malformações da cavidade uterina, entre outros problemas. Entenda como é feita a histeroscopia cirúrgica.

A histeroscopia deve ser realizada na primeira quinzena da menstruação, quando a mulher já não estiver menstruada, não podendo ser feita na gravidez e na presença de infecção vaginal.

Este exame é realizado em hospitais ou clínicas de ginecologia e obstetrícia, pelo médico ginecologista, podendo ser feito pelo SUS, alguns planos de saúde ou de forma particular, custando, em média, 100 e 400 reais, dependendo do local onde é feito e se é para diagnóstico ou cirurgia.

Exame de Histeroscopia
Exame de Histeroscopia
Histeroscópio
Histeroscópio

A histeroscopia dói?

A histeroscopia pode doer e provocar algum desconforto na mulher, mas normalmente este exame é bem tolerado.

Para que serve

  • A histeroscopia pode ser indicada para diagnosticas ou tratar as seguintes situação:
  • Identificar ou retirar pólipo uterino endometrial;
  • Identificar e retirar miomas uterinos submucosos;
  • Espessamento endometrial;
  • Avaliação de sangramentos uterinos;
  • Avaliação de causas de infertilidade;
  • Investigar defeitos na anatomia do útero;
  • Realização de cirurgia de laqueadura tubária;
  • Investigar a existência de câncer no útero.

Além disso, a histeroscopia também é indicada para indicar ou controlar cirurgias realizadas no útero. 

Já a histerossalpingografia é um exame também muito utilizado para identificar alterações no útero e nas trompas de falópio, entretanto utiliza uma técnica diferente, com a injeção de contraste no útero e realização de raios-x, que podem demonstrar a anatomia destes órgãos. Saiba mais sobre como é feita e para que serve a histerossalpingografia.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...