Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é Curetagem e como é feita

A curetagem é um procedimento realizado pelo ginecologista com o objetivo de limpar o útero através da remoção de restos de um aborto incompleto ou da placenta após o parto normal, ou ainda ser utilizado como exame diagnóstico, recebendo o nome de curetagem endocervical semiótica.

A curetagem como forma de tratamento é procedimento muito doloroso e por isso durante todo o procedimento a mulher deve estar sedada ou anestesiada para que não sinta dor ou desconforto. No entanto, a dor ou desconforto abdominal pode surgir após o procedimento e permanecer por cerca de 5 a 7 dias, sendo recomendado tomar analgésicos, como a Dipirona ou Ibuprofeno, para aliviar os sintomas.

O que é Curetagem e como é feita

Como é feita a curetagem

A curetagem uterina deve ser feita pelo ginecologista em uma clínica ou hospital, através da introdução de uma cureta, um instrumento cirúrgico, pela vagina para que seja feita uma raspagem das paredes do útero. Outra forma de curetagem é a introdução de uma cânula de aspiração que é um mecanismo de vácuo, que suga todo conteúdo uterino. 

Normalmente o médico opta por utilizar as duas técnicas no mesmo procedimento, começando com o vácuo inicialmente e depois faz a raspagem das paredes do útero, para retirar o conteúdo de forma mais rápida e mais segura. Este procedimento pode ser feito sob raquianestesia ou sedação quando é usado como para limpar restos de um aborto, por exemplo.

Esta raspagem das paredes do útero pode ser feito com ou sem a dilatação prévia do canal cervical dependendo do tamanho do conteúdo que será retirado e durante todo procedimento o médico deve observar o interior do útero numa tela. Geralmente são usadas varetas com espessura cada vez maior até permitir a entrada e saída da cureta sem ferir o colo uterino e as paredes do útero.

A mulher deve ficar em observação durante algumas horas, mas nem sempre há necessidade de internamento hospitalar, à menos que ocorra alguma complicação. Após o procedimento a mulher pode ir para casa, mas não deve dirigir porque deve estar sonolenta ou com dor de cabeça devido a sedação.

É possível engravidar após a curetagem?

Após a realização da curetagem a mulher pode sim engravidar, até porque a ovulação acontece normalmente, no entanto é recomendado que a gravidez só aconteça após 3 a 4 ciclos menstruais, que é o tempo que o útero leva para se recuperar e, assim, se tornar apto para que haja a implantação do óvulo em sua parede e desenvolvimento embrionário.

Veja mais sobre a gravidez após a curetagem.

Quando é indicada

A curetagem uterina pode ser indicada para as seguintes situações:

  • Retirada de restos ovulares em caso de aborto;
  • Retirada de restos da placenta após o parto normal;
  • Para remover o ovo sem embrião;
  • Para remover pólipos uterinos;
  • Aborto retido ou infectado, quando os restos encontram-se ali por mais de 8 semanas;
  • Quando o embrião não se desenvolve corretamente, como na mola hidatiforme.

Antes de iniciar a curetagem o médico pode indicar o uso de um remédio chamado Misoprostol que induz a contração uterina, facilitando a retirada do seu conteúdo. Esse cuidado é especialmente indicado quando é preciso remover os restos de um  aborto com feto com mais de 12 semanas ou com mais de 16 cm. 

O uso desse remédio só deve ser realizado dentro da clínica ou hospital, horas antes de iniciar a curetagem. 

Saiba como é a recuperação da curetagem e os cuidados necessários a seguir

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem