Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como evitar a interação medicamentosa

Quando se começa a tomar um novo medicamento é muito importante evitar interações com outros remédios que se esteja tomando, pois podem causar efeitos colaterais graves ou anular o efeito de ambos. Por isso, é muito importante informar o médico de todos os medicamentos que se está a tomar e seguir sempre as suas orientações, além de ler todos os cuidados na bula.

No entanto, também existem alimentos que podem afetar a forma como certos remédios funcionam, impedindo que tenham o efeito esperado, piorando algum de seus efeitos colaterais ou levando ao surgimento de um novo efeito secundário. 

Alguns cuidados na dieta, ao utilizar os medicamentos mais comuns, incluem:

MedicamentoCategoria/ DoençaO que fazer:Porquê:
Abulterol ou TeofilinaBroncodilatadores (asma)Evitar tomar junto com café ou alimentos com cafeína, como chocolate, refrigerantes ou bebidas energéticas.A cafeína pode aumentar o risco de desenvolver efeitos secundários.
Captopril, Enalopril, Lisinorpil ou RamiprilAnti-hipertensivos IECA (pressão alta)Evitar fazer uma alimentação rica em potássio, evitando alimentos como abacate, suco de laranja ou banana.A maioria dos IECA diminui a quantidade de sódio no organismo, criando um desiquilíbrio entre sódio e potássio.
DigoxinaProblemas cardíacosTomar 1 hora antes da refeição ou 2 horas depois.Refeições muito ricas em fibras podem reduzir a disponibilidade deste remédio, diminuindo seu efeito.
Atorvastatina, Sinvastatina, Pravastatina ou RosuvastatinaEstatinas (colesterol alto)Evitar tomar junto com suco de toranja.O suco de toranja parece aumentar o risco de efeitos colaterais das estatinas.
Levotiroxina Tomar em jejum, 30 a 60 minutos antes de comer.A presença de alimentos no estômago afeta a absorção da levotiroxina.
Doxiciclina, Minociclina ou TetraciclinaTetraciclinas (tipo de antibiótico)Tomar 1 hora antes de comer ou 2 horas após. Caso seja necessário comer, evitar lacticínios, como leite ou queijo.Os alimentos podem interferir com a absorção deste tipo de antibiótico, diminuindo seu efeito.
Citalopram, Fluoxetina, Sertralina ou ParoxetinaAntidepressivos IMAO (depressão)Evitar alimentos ou comidas que contenham tiramina.Níveis elevados de tiramina podem causar aumento exagerado da pressão arterial.
Alendronato de sódio, Colecalciferol, Ibandronato de sódio ou Risedronato de sódioBisfosfonatos (osteoporose)Tomar em jejum, pelo menos 30 minutos antes de comer.A presença de aliemntos no trato gastrointestinal pode evitar a absorção destes medicamentos.
Zolpidem ou EszopiclonaSedativos (insónia)Evitar tomar logo após uma refeição.Tomar estes medicamentos com o estôamgo mais vazia, aumenta a rapidez do seu efeito.
FerroDeficiência de ferro e anemiaTomar com o estômago vazio e com 1 copo de água com cerca de 220 ml. Se for necessário comer, evitar grãos, ovos, chá, café e leite.A presença de alimentos no estômago pode reduzir em até 50% a absorção do ferro.

Existem vários tipos de interações entre alimentos e remédios, no entanto, a maior parte parece estar relacionada com a presença de minerais como:

  • Ferro, como fígado, carne de vitela ou salsa;
  • Cálcio, como leite, espinafre ou brócolis;
  • Magnésio, como banana, amêndoas ou aveia;
  • Zinco, como ostras, peru ou sementes de abóbora.

Dessa forma, o melhor é sempre evitar alimentos ricos nestes minerais pelo menos até 1 horas antes de tomar o medicamento, e até 2 horas após. No caso de se estar fazendo suplemento com algum destes minerais, deve-se manter apenas os suplementos indicados pelo médico, como o ferro, por exemplo e tomá-lo 2 horas antes de qualquer outro medicamento ou, 6 horas após.

Além disso, refeições com muitas fibras ou gorduras também podem atrasar o funcionamento de muitos tipos de medicamentos e, por isso, deve-se evitar este tipo de alimentação especialmente quando se está utilizando um remédio que precisa ter um efeito rápido como um analgésico ou um antibiótico, por exemplo.

Como o pH do estômago afeta os remédios

Existem ainda medicamentos que são dependentes do pH do estômago para funcionar corretamente. Um bom exemplo são os antifúngicos, como o Cetaconazol, que funcionam melhor quando existe um pH ácido no estômago. Neste caso, pode ser recomendado optar por tomar o medicamento após uma refeição com limentos ácidos, como ovo, queijo ou peixe. Além disso, é ainda recomendado evitar utilizar remédios antiácidos, por exemplo.

Da mesma forma, os probióticos também funcionam melhor quando existe um ambiente ligeiramente mais ácido no estômago. Por isso, uma boa dica é tomar o probiótico depois de uma pequena refeição, como o lanche da manhã, preferencialmente que contenha alimentos que promovam a acidez moderada, como o leite ou o iogurte.

Veja uma lista mais completa dos principais alimentos ácidos.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...