Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Alimentos ácidos

Os alimentos ácidos são aqueles que promovem um aumento do nível de acidez no sangue, fazendo com que o organismo se esforce mais para manter o pH sanguíneo normal, debilitando o sistema imune e aumentando o risco de aparecimento de outras doenças.

Algumas teorias, como as da dieta alcalina, consideram que os alimentos ácidos podem modificar o pH do sangue, tonando-o mais ácido, porém, isto não é possível, porque o equilíbrio ácido-base que o organismo possui, é fundamental para o metabolismo e funcionamento das células, pelo que o pH do sangue deve manter-se em um intervalo entre 7,36 e 7,44. Para manter estes valores, o organismo possui diferentes mecanismos que ajudam a regular o pH e a compensar qualquer variação que possa ocorrer.

Alimentos ácidos

Existem algumas doenças ou condições que podem acidificar o sangue e, nestes casos, dependendo da gravidade, isso poderia pôr a pessoa em risco. Porém, acredita-se que os alimentos ácidos poderiam, dentro deste intervalo de pH, tornar o sangue mais ácido, fazendo com que o organismo trabalhe mais para manter o pH sanguíneo dentro do normal.

No entanto, é importante mencionar que o pH da urina não reflete o estado de saúde geral da pessoa, nem o pH do sangue, podendo ser influenciado por outros fatores, que não sejam a dieta.

Lista de alimentos ácidos

Os alimentos ácidos que podem alterar o pH são:

  • Grãos: arroz, cuscus, trigo, milho, alfarroba, trigo sarraceno, aveia, centeio, granola, gérmen de trigo e alimentos preparados à base destes cereais, como pão, massa, bolachas, bolos e rabanadas;
  • Frutas: ameixas, cerejas, mirtilos, pêssegos, groselhas e frutas enlatadas;
  • Leite e derivados: sorvete, iogurte, queijo, nata e soro de leite;
  • Ovos;
  • Molhos: maionese, ketchup, mostarda, tabasco, wasabi, molho de soja, vinagre;
  • Frutos secos: castanha do brasil, amendoim, pistacho, caju, amendoim;
  • Sementes: de girassol, chia, linhaça e gergelim;
  • Chocolate, açúcar branco, pipoca, compota, manteiga de amendoim;
  • Gorduras: manteiga, margarina, óleo, azeite e outros alimentos com gorduras;
  • Frango, peixe e carnes em geral, especialmente as carne processadas como salsicha, presunto, linguiça e mortadela. Aqueles com menos gordura são também menos ácidos;
  • Mariscos: mexilhões, ostras;
  • Leguminosas: feijão, lentilha, grão de bico, soja;
  • Bebidas: refrigerantes, sucos industrializados, vinagre, vinho e bebidas alcoólicas.

Como incluir os alimentos ácidos na dieta

Segundo a dieta alcalina, os alimentos ácidos podem ser incluídos na dieta, porém, devem compreender entre 20 a 40% da dieta, sendo que os restantes 20 a 80% dos alimentos devem ser alcalinos. Ao incluir alimentos ácidos, deve-se preferir aqueles que são naturais e pouco processados, como o feijão, lentilhas, frutos secos, queijo, iogurte ou leite, já que são necessários para o organismo, enquanto os açúcares e farinhas brancas devem ser evitados.

Uma dieta rica em frutas, vegetais e alimentos naturais, contém vitaminas, minerais e antioxidantes que permitem que o organismo regule facilmente o pH do sangue, mantendo-o mais próximo do pH alcalino, favorecendo o sistema imune e evitando o surgimento de doenças.


Bibliografia

  • HAMM Lee et al. Acid-Base Homeostasis. Clin J Am Soc Nephrol. 10. 45; 2232-2242, 2015
  • DUARTE Alexandre, ALVES Duarte. A cura pela alimentação alcalina. 1º. Portugal: Lua de papel, 2018. 71-75.
  • DOMENIG Stephan. A cura alcalina. Portugal: Vogais, 2015. 68-69.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem