Infecção urinária em bebês: principais sintomas e tratamento

A infecção urinária no bebê pode aparecer logo desde os primeiros dias de vida e, por vezes, não é muito fácil perceber os seus sintomas, especialmente porque o bebê não consegue expressar seu desconforto. No entanto existem alguns sinais a que se pode estar atento e que podem levar os pais a desconfiar de infecção urinária.

Sempre que existir suspeita de uma infecção urinária é importante consultar o pediatra para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento o mais cedo possível, evitando complicações mais sérias como problemas no funcionamento renal.

Infecção urinária em bebês: principais sintomas e tratamento

Sintomas da infecção urinária em bebê

Nos bebês com menos de 5 meses de idade o sintoma mais comum é a recusa para comer pela irritabilidade. O bebê pode chorar com fome, mas recusar-se a mamar ou empurrar a mamadeira são outros sinais, por exemplo.

Outros sinais a que se pode estar atento incluem:

  • O bebê chorar ou reclamar quando faz xixi;
  • Urina mais escura que o normal;
  • Urina com cheiro muito intenso;
  • Falta de apetite;
  • Irritabilidade.

Por vezes o bebê com infecção urinária pode ter apenas febre ou, em alguns casos, pode ter todos os outros sintomas menos a febre.

O diagnóstico da infecção urinária em bebê é feito através da coleta da urina. Quando ainda usa fralda, coloca-se uma espécie de saquinho próprio para a coleta de urina colado na região genital e espera-se até que o bebê faça xixi. Este exame de urina também consegue detectar qual o microrganismo envolvido, sendo fundamental para o tratamento adequado.

Tratamento da infecção urinária em bebê

O tratamento da infecção urinária no bebê é feito com a ingestão de xaropes antibióticos por 7, 10, 14 ou 21 dias, dependendo do microrganismo envolvido. É importante que o remédio seja dado ao bebê até o último dia do tratamento, mesmo que não existam mais sinais ou sintomas de infecção, de acordo com a orientação do pediatra, para evitar que a infecção urinária volte.

Durante esta fase, recomenda-se também oferecer muitos líquidos para o bebê e trocar a fralda várias vezes ao dia para evitar que o bebê fique com a fralda suja por muito tempo, o que facilita a entrada de novos microrganismos nas vias urinárias.

Dependendo do microrganismo envolvido, o bebê poderá ter que ficar internado no hospital para receber o antibiótico através da veia. Bebês com menos de 1 mês, geralmente, ficam internados para receber o tratamento adequado e manter uma vigilância mais regular.

Como prevenir a infecção urinária

A prevenção da infecção urinária em bebê inclui algumas medidas relativamente simples como:

  • Manter o bebê sempre bem limpo e seco;
  • Fazer a higiene da região íntima do bebê com uma compressa de algodão com água ou soro fisiológico;
  • Evitar os lenços umedecidos;
  • Limpar a região íntima das meninas sempre na direção de frente para trás para evitar que os microrganismos da região anal alcancem a região genital.

Outra dica importante é manter o trocador sempre muito bem limpo, limpando-o com álcool após cada troca de fraldas e ter o mesmo cuidado com a banheira do bebê.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • OKARSKA-NAPIERATA, M.; et al. Urinary tract infection in children: Diagnosis, treatment, imaging - Comparison of current guidelines. J Pediatr Urol. 13. 6; 567-573, 2017
  • SIMÕES, E. Silva A. C.; OLIVEIRA, E. A.; MAK, R. H. Urinary tract infection in pediatrics: an overview. J Pediatr (Rio J). 96. 1; 65-79, 2020
  • MATTOO, T. K.; SHAIKH, N.; NELSON, C. P. Contemporary Management of Urinary Tract Infection in Children. Pediatrics. 147. 2; e2020012138, 2021
Mais sobre este assunto: