Infecção urinária em bebês: principais sintomas e tratamento

novembro 2022

A infecção urinária no bebê é muito frequente e acontece quando as bactérias patogênicas chegam à bexiga ou rins do bebê, causando sintomas como febre, urina escura e com cheiro forte, choro e desconforto ao urinar.

As infecções do trato urinário em bebês e crianças podem ser causadas por diversos fatores como mal-formações nos rins, obstrução das vias urinárias ou maus hábitos de higiene, sendo mais frequente de acontecer em meninas, já que uretra é mais curta e existe maior proximidade do ânus.

O diagnóstico da infecção urinária é feito pelo pediatra, que irá avaliar os sinais e sintomas apresentados pela criança, além de solicitar a realização de urocultura para confirmar a infecção, identificar o agente infeccioso responsável e o antimicrobiano mais adequado para o tratamento.

Principais sintomas

Os principais sintomas de infecção urinária são:

  • O bebê chorar ou reclamar quando faz xixi;
  • Urina mais escura que o normal;
  • Urina com cheiro muito intenso;
  • Falta de apetite;
  • Irritabilidade e falta de energia;
  • Febre entre 37 e 38 ºC.

O diagnóstico da infecção urinária em bebê é feito através da coleta da urina. Quando ainda usa fralda, coloca-se uma espécie de saquinho próprio para a coleta de urina colado na região genital e espera-se até que o bebê faça xixi. Este exame de urina também consegue detectar qual o microrganismo envolvido, sendo fundamental para o tratamento adequado.

Causas de infecção urinária no bebê

As principais causas de infecção urinária frequente em bebê são:

  • Má-formação renal;
  • Obstrução nas vias urinárias;
  • Refluxo vesicouretral, que é uma situação em que a urina circula em direção oposta à normal;
  • Maus hábitos de higiene;
  • Antecedentes familiares de infecção do trato urinário.

As crianças com menos de 1 ano que não fizeram a cirurgia para retirar o prepúcio do pênis, também possuem o risco aumentado de desenvolver infecção urinária.

Como é feito o tratamento

O tratamento para infecção urinária, tanto em crianças quanto em bebês, é feito com o uso de antibióticos indicados pelo pediatra. A dose do antibiótico indicado depende do peso corporal e deve ser usado conforme a orientação do médico, mesmo que não sejam mais notados sintomas, para garantir a eliminação do agente infeccioso.

É possível que o médico repita a análise da urina para garantir que não há mais sinal de infecção, uma vez que uma infecção urinária não tratada corretamente pode se espalhar para outras áreas, aumentando o risco de complicações.

Algumas recomendações

É importante trocar a fralda do bebê várias vezes ao dia, além de limpá-lo com um algodão molhado com água ou soro fisiológico, evitando o uso do lenços umedecidos.

É recomendado também garantir uma boa hidratação do bebê, já que assim é possível favorecer a eliminação do excesso de bactérias através da urina. No caso dos bebês lactentes, é indicado que a amamentação aconteça em livre demanda, sendo também possível que o pediatra indique dar, em alguns casos, um pouco de água na mamadeira para complementar.

Possíveis complicações

Caso não seja tratada a tempo e/ ou de acordo com a orientação do médico, a infecção urinária nas crianças e no bebê pode afetar os rins, causando a pielonefrite. Além disso, a infecção urinária não tratada pode fazer com que o agente infeccioso causador da infecção chegue ao sangue, causando a sepse, que é uma situação grave e que pode fazer com que seja necessário com que o bebê fique internado no hospital.

Em alguns casos, a febre alta aumenta a necessidade de líquidos para o bebê e a criança e, se a hidratação não for adequada, pode causar desidratação.

Como prevenir a infecção urinária

A prevenção da infecção urinária em bebê inclui algumas medidas relativamente simples como:

  • Manter o bebê sempre bem limpo e seco, trocando a fralda e limpando o bebê regularmente para ajudar a prevenir a proliferação das bactérias que provocam as infecções do trato urinário;
  • Fazer a higiene da região íntima do bebê com uma compressa de algodão com água ou soro fisiológico;
  • Limpar a região íntima das meninas sempre na direção de frente para trás para evitar que os microrganismos da região anal alcancem a região genital;
  • Usar roupa íntima de algodão, já que ajuda a manter a região íntima menos abafada;
  • Dar bastante líquidos para o bebê e a criança.

Outra dica importante é manter o trocador sempre muito bem limpo, limpando-o com álcool após cada troca de fraldas e ter o mesmo cuidado com a banheira do bebê.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em novembro de 2022. Revisão médica por Drª. Beatriz Beltrame - Pediatra, em fevereiro de 2016.

Bibliografia

  • KIDSHEALTH . Infecciones del tracto urinario Infecciones del tracto urinario. Disponível em: <https://kidshealth.org/es/parents/urinary.html#:~:text=Los%20lactantes%20con%20una%20infecci%C3%B3n,urinario%20necesitan%20ir%20al%20m%C3%A9dico.>. Acesso em 17 nov 2022
  • SIMÕES, E. Silva A. C.; OLIVEIRA, E. A.; MAK, R. H. Urinary tract infection in pediatrics: an overview. J Pediatr (Rio J). 96. 1; 65-79, 2020
Mostrar bibliografia completa
  • MATTOO, T. K.; SHAIKH, N.; NELSON, C. P. Contemporary Management of Urinary Tract Infection in Children. Pediatrics. 147. 2; e2020012138, 2021
  • OKARSKA-NAPIERATA, M.; et al. Urinary tract infection in children: Diagnosis, treatment, imaging - Comparison of current guidelines. J Pediatr Urol. 13. 6; 567-573, 2017
Revisão médica:
Drª. Beatriz Beltrame
Pediatra
Formada pela Faculdade Evangélica de Medicina do Paraná, em 1993 com registro profissional no CRM PR - 14218.

Tuasaude no Youtube

  • Como identificar os sintomas e curar a INFECÇÃO URINÁRIA rapidamente

    07:47 | 456215 visualizações