Diarreia no bebê: sintomas, causas e o que fazer

A diarreia no bebê é causada muitas vezes por infecções de vírus, bactérias, parasitas ou fungos e ocorre quando existem, pelo menos, 3 evacuações com fezes moles ou líquidas num período de 24 horas.

Para saber se o bebê realmente está com diarreia, é possível avaliar na fralda se o coco está mais líquido que o normal, se a cor está diferente da habitual ou se o cheiro está mais forte, similar ao de ovo estragado, por exemplo. É Importante verificar também se existe a presença de sangue ou muco nas fezes, se o bebê está com a respiração alterada ou está com os pés ou as mãos mais frias, pois são sinais que podem indicar maior urgência.

Para tratar a diarreia do bebê é importante consultar o pediatra e manter a amamentação, ou fórmula infantil, assim como os alimentos complementares, caso a criança seja maior de 6 meses, para evitar a desnutrição e desidratação. O pediatra pode ainda prescrever soro caseiro, antibiótico e/ou suplementos probióticos para melhorar a infecção e reequilibrar a flora intestinal da criança.

Diarreia no bebê: sintomas, causas e o que fazer

O que pode causar diarreia no bebê

Normalmente quando a diarreia dura até 14 dias, as principais causas são a ingestão de algum alimento estragado ou infecções causadas por vermes, vírus ou bactérias, que são conhecidas como gastroenterites. Entenda melhor sobre a diarreia causada por vírus, as viroses.

No entanto, quando acontecem por mais de 14 dias, as principais causas da diarreia podem ser intolerância a lactose, alergia ou intolerância ao glúten, uso de antibióticos ou algumas doenças do intestino, como a síndrome do intestino irritável ou a doença inflamatória intestinal.

Pode ser COVID-19?

Apesar de a infecção pelo novo coronavírus (COVID-19) ser menos frequente em bebês, tem se observado que as crianças podem apresentar alguns sintomas semelhantes a uma virose, incluindo a diarreia. Por isso, se o bebê tiver diarreia ou algum outro sintoma, como febre, vômito ou diminuição da fome, é importante levar a criança para uma consulta com o pediatra que fará uma avaliação adequada. Entenda melhor quais os sintomas e o tratamento da COVID-19 em bebês e crianças.

Como tratar a diarreia do bebê

É importante que os pais ou responsáveis levem o bebê ao pediatra para identificar a possível causa da diarreia e iniciar o tratamento mais adequado. No entanto, existem alguns cuidados, especialmente com a alimentação, que podem ser começados em casa e que vão ajudar a prevenir a desidratação, evitar a perda de peso e a deficiência de vitaminas e minerais.

Alimentação do bebê com diarreia

Para tratar o bebê com diarreia, é importante manter a refeição habitual da criança. No caso do bebê ser menor de 6 meses e com amamentação exclusiva, é importante manter somente o leite materno sob livre demanda, que é quando o bebê quiser mamar. Assim, como é importante manter somente a fórmula infantil e a água para os bebês que não amamentam. Saiba quando dar e a quantidade de água recomendada para os bebês.

Já no caso dos bebês que têm 6 meses ou mais, é importante continuar com  leite materno sob livre demanda, ou fórmula infantil, e complementar a alimentação com as papas feitas com frutas frescas naturais, vegetais, cereais, leguminosas e proteínas. Veja como manter uma alimentação equilibrada dos bebês até 1 ano.

Durante a crise de diarreia é comum que o bebê não tenha muita fome. Por isso, é recomendado oferecer os alimentos em porções menores, mas com maior frequência ao longo do dia, respeitando a vontade da criança.

Além disso, pode ser necessário dar soro caseiro, pois a diarreia faz com que a criança perca muitos líquidos pelas fezes, podendo ficar desidratada. A quantidade de soro recomendada pela Sociedade Brasileira de Pediatria para os bebês com menos de 1 ano é de 50 a 100 ml após cada evacuação de diarreia. Já para os bebês de 1 a 2 anos, a recomendação é de 100 a 200 ml de soro caseiro.

Veja com a nossa nutricionista, no vídeo a seguir, como preparar o soro caseiro:

Remédios para diarreia no bebê

Após avaliação das possíveis causas da diarreia, o pediatra pode recomendar para o bebê remédios como analgésicos para aliviar a dor e o desconforto, e baixar a febre, caso a criança apresente um destes sintomas. Assim como pode ser necessário o uso de antibióticos, caso a diarreia seja causada por bactérias.

O pediatra também pode indicar o uso de suplementos probióticos, que são bactérias benéficas usadas para reequilibrar a flora intestinal do intestino, ajudando o bebê a se recuperar mais rápido.

Quando ir ao médico 

Os pais ou responsáveis devem levar o bebê ao médico caso ele tenha os seguintes sintomas:

  • Mais de 3 episódios de diarreia no mesmo dia;
  • Se o bebê estiver menos participativo e com muito sono durante o dia;
  • Se a diarreia for muito intensa e não houver sinais de melhora em 2 dias;
  • Se observar que há diarreia com muco ou sangue;
  • Se o beber sentir muita sede e tiver diminuição no volume de urina;
  • Se o bebê recusar a alimentação;
  • Se tiver alteração da respiração e dos batimentos do coração;
  • Se a criança estiver com as mãos e pés frios;
  • Se tiver outros sintomas como vômito, e febre acima de 38 ºC. 

É comum que as viroses causem vômitos, diarreia e febre no bebê, porém estes sintomas também podem surgir em casos de intolerâncias ou alergias a algum alimento, por exemplo. Entenda melhor quais são os sintomas da alergia alimentar no bebê.

Esta informação foi útil?
Atualizado por Karla S. Leal, Nutricionista em Julho de 2021. Revisão clínica por Tatiana Zanin, Nutricionista em Julho de 2021.

Bibliografia

  • AMERICAN COLLEGE OF GASTROENTEROLOGY. Diarrhea in Children. 2019. Disponível em: <https://gi.org/topics/diarrhea-in-children/>. Acesso em 15 Nov 2019
  • BRANDT, Kátia G.; ANTUNES, Margarida Maria de C.; SILVA, Gisélia A.P. Diarreia aguda: manejo baseado em evidências. Jornal de Pediatria. Vol.91(6). S36-S43, 2015
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA. Diarreia aguda: diagnóstico e tratamento. 2017. Disponível em: <https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/2017/03/Guia-Pratico-Diarreia-Aguda.pdf>. Acesso em 15 Nov 2019
  • ÁLVAREZ María Luisa et al. Nutrición en pediatría . 2ª. Caracas, Venezuela: Cania, 2009. 677-701.
Mais sobre este assunto: