Urocultura: o que é, para que serve e resultados

janeiro 2022
  1. Para que serve
  2. Como é feito
  3. Resultados

A urocultura, também chamada de cultura de urina ou urinocultura, é um exame que tem como objetivo confirmar a infecção urinária e identificar qual o microrganismo responsável pela infecção, o que ajuda a determinar o tratamento mais adequado. Para fazer esse exame, é recomendado que seja coletada a primeira urina da manhã, dispensando o primeiro jato, no entanto o exame de urocultura pode ser feito a partir de urina coletado durante o dia.

Normalmente, juntamente com a urocultura é solicitada a realização de um antibiograma, que só é realizado pelo laboratório quando o resultado da urocultura é positivo, o que é indicativo de infecção no sistema urinário. Por meio desse exame é possível saber quais os antibióticos que a bactéria é mais sensível ou resistente, ajudando a definir o melhor tratamento. Saiba mais sobre a urocultura com antibiograma.

Para que serve

O exame de urocultura serve para investigar a existência de infecção no sistema urinário, como cistite, uretrite ou pielonefrite, por exemplo, já que permite identificar o microrganismo responsável pela infecção. Assim, o exame de urocultura é indicado pelo médico quando a pessoa apresenta alguns sintomas, como:

  • Dor e ardor ao urinar;
  • Corrimento vaginal ou peniano;
  • Urina muito escura;
  • Pouca quantidade de urina;
  • Sensação de peso na bexiga;
  • Coceira e/ ou vermelhidão na região genital;
  • Urina com cheiro forte.

Assim, a partir do resultado do exame, é possível verificar o agente infeccioso responsável pelos sintomas e, assim, ser iniciado o tratamento mais adequado, que pode envolver o uso de antimicrobianos de acordo com a orientação do médico.

O exame de urocultura pode ser realizado por qualquer pessoa, sendo especialmente realizado durante a gravidez, uma vez que a infecção urinária não tratada durante esse período pode aumentar o risco de aborto.

Como é feito o exame

É importante que a pessoa tenha alguns cuidados no momento da coleta e armazenamento da amostra, pois assim é possível evitar alterações no resultado do exame. Assim, para fazer a coleta da urina é necessário seguir o seguinte passo a passo:

  1. Lavar a região íntima com água e sabão;
  2. Afastar os lábios da vagina, na mulher, e retrair o prepúcio, no homem;
  3. Rejeitar o primeiro jato de urina;
  4. Coletar a restante urina para o recipiente próprio.

A urina pode ficar até 2 horas em temperatura ambiente, no entanto, o recipiente deve ser entregue o mais rápido possível no laboratório, para que os resultados sejam mais fiáveis. O recipiente onde se coloca a urina deve ser estéril e pode ser comprado na farmácia, porém também pode ser fornecido pelo laboratório ou hospital onde será feito o exame e, de preferência, deve ser rapidamente fechado e levado em pouco tempo para a análise do laboratório, para evitar contaminações.

Outra forma de coletar o exame de urocultura pode ser com o uso de sonda, também chamado de cateterismo vesical, como forma de garantir uma coleta mais livre de contaminações possível, mas, geralmente, esse tipo de coleta é feita em pessoas que estão em internamento.

Nos casos em que a urocultura é positiva, ou seja, é verificado crescimento de agente infeccioso, é realizado o antibiograma com o objetivo de identificar os antimicrobianos, como antifúngicos e antibióticos, que são mais adequados para o tratamento.

Urocultura em bebês

Como apresentam o sistema imunológico em desenvolvimento, assim como o sistema urinário, é comum que os bebês apresentem infecção urinária com maior frequência, o que também é influenciado pelo fato dos bebês ficarem em contato com frequência com a urina ou fezes presente na fralda.

Assim, a urocultura pode ser também indicada para os bebês, podendo ser feita através de alguns métodos de acordo com a idade do bebê e estado geral de saúde, como a bolsa adesiva perineal, técnica de estimulação vesical ou punção suprapúbica, sendo este método mais invasivo e doloroso para o bebê.

Como entender o resultado da urocultura

O resultado do exame de urocultura pode ser:

  • Negativo ou normal: quando não se observa crescimento de colônias de bactérias na urina em valores preocupantes;
  • Positivo: quando é possível identificar mais que 100.000 colônias de bactérias, sendo também indicado qual a bactéria identificada no exame.

Caso tenha sido também solicitado um antibiograma, no resultado positivo, além de ser indicada a bactéria, é também indicado a quais antibióticos a bactéria mostrou-se sensível ou resistente.

Em alguns casos, quando a coleta ou o armazenamento da amostra não são feitos de forma adequada, podem ser verificados outros resultados:

  • Falso positivo: acontece em situações em que há contaminação da urina por outros microrganismos, sangue ou medicamentos;
  • Falso negativo: pode acontecer quando o pH da urina é muito ácido, abaixo de 6, ou quando se está tomando algum antibiótico ou diurético.

O resultado pode ainda ser duvidoso se o número de colônias estiver inferior a 100.000 ufc/ mL, podendo ser necessário repetir o exame. Normalmente, quando há infecção, é verificado mais de 1.000.000 ufc/ mL.

No entanto, é necessário que o médico também avalie outros sinais e sintomas que indicam infecção urinária, para avaliar que tipo de tratamento é necessário, de acordo com cada caso. Saiba identificar os sintomas que indicam infecção urinária.

Outros exames para detectar infecção urinária

Apesar da urocultura ser o principal exame para diagnosticar a infecção urinária, o exame de urina comum, também chamado de Urina tipo 1, EAS ou urina rotina, também pode fornecer alguns indícios de infecção urinária, como a presença de bactérias, leucócitos, células epiteliais e/ou sangue na urina, nitrito positivo ou presença de hifas, além de também poder ser observada alteração na cor e cheiro da urina, por exemplo.

Por isso, o médico poderá avaliar o resultado deste exame e observar os sintomas e exame físico do paciente para identificar a infecção, sem necessariamente solicitar a urocultura, por ser um exame mais simples e o resultado é mais rápido, já que a urocultura pode demorar até 3 dias para ficar pronta. Entenda para que serve o exame de urina e como fazer.

No entanto, a urocultura é necessária, principalmente, para avaliar se o antibiótico utilizado é o mais indicado, para identificar a bactéria em casos de infecções repetidas, gestantes, idosos, pessoas que passarão por uma cirurgia das vias urinárias, ou quando há dúvidas de que se trata de uma infecção urinária, por exemplo.

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Marcela Lemos - Biomédica, em janeiro de 2022.

Bibliografia

  • C. Ochoa Sangrador. Métodos para la recogida de muestras de orina para urocultivo y perfil urinario. Anales de pediatría, Asociación Española de Pediatría. Vol. 67. Num. 5; 442-449, 2007
  • Herreros Fernández ML, González, García A, Pérez , de la Serna Martínez. Nueva técnica para la recogida de orina en recién nacidos rápida y segura. REVISTA PEDIATRÍA ATENCIÓN PRIMARIA . VOL.15. NUM.58; 2013
Mostrar bibliografia completa
  • Dr. Lopardo Horacio. UROCULTIVO. vol 3. Buenos Aires, Argentins: Britania, 1-23.
  • MAHON, Connie R.; LEHMAN, Donald C. Textbook of Diagnostic Microbiology. 6 ed. St- Louis, Missouri: Elsevier, 2019. 273-279; 886-888.
  • MCANINCH, Jack W.; LUE, Tom F. Urologia Geral de Smith e Tanagho. 18 ed. Porto Alegre: Artmed, 2014. 49; 52-54.
  • LABORCLIN. Manual para Antibiograma - Difusão em disco (Kirby & Bauer). 2011. Disponível em: <https://www.interlabdist.com.br/dados/noticias/pdf_190.pdf>. Acesso em 13 out 2020
Revisão clínica:
Marcela Lemos
Biomédica
Mestre em Microbiologia Aplicada, com habilitação em Análises Clínicas e formada pela UFPE em 2017 com registro profissional no CRBM/ PE 08598.