Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como identificar e tratar a conjuntivite no bebê

A conjuntivite em bebê é caracterizada por uma inflamação da conjuntiva, uma membrana que reveste os olhos e as pálpebras, deixando os olhos do bebê vermelhos, lacrimejantes, com secreção e coceira.

O tratamento da conjuntivite no bebê deve ser orientado pelo oftalmologista ou pediatra e pode ser feito com colírios ou pomadas antibióticas, remédios anti-histamínicos ou limpeza dos olhos com gazes umedecidas em água filtrada ou soro fisiológico, de acordo com o tipo de conjuntivite.

Na maioria das vezes a conjuntivite é facilmente controlada mas é importante levar o bebê ao pediatra porque, em alguns casos, ela pode levar à meningite.

Olho do bebê vermelho e lacrimejandoOlho do bebê vermelho e lacrimejando
Secreção amarelada no olho do bebêSecreção amarelada no olho do bebê

O bebê pode ter conjuntivite devido a uma infecção por bactéria, sendo chamada de conjuntivite bacteriana, devido a uma infecção por um vírus, tendo o nome de conjuntivite viral ou devido a uma substância alérgena, sendo chamada de conjuntivite alérgica, sendo que a conjuntivite é facilmente transmissível de uma pessoa para outra, quando é causada por vírus ou bactérias.

Como tratar a conjuntivite em bebê

O tratamento para conjuntivite em bebê deve ser sempre orientado pelo oftalmologista ou pediatra e varia de acordo com o tipo de conjuntivite:

  • Conjuntivite bacteriana: colírio ou pomada antibiótica;
  • Conjuntivite viral: limpeza dos olhos com gazes individuais umedecidas em água filtrada, água mineral ou soro fisiológico, pois este tipo de conjuntivite geralmente tende a desaparecer naturalmente em cerca de 1 semana;
  • Conjuntivite alérgica: remédios anti-histamínicos e ou cortisona e evitar a substância alérgena causadora da conjuntivite.

A conjuntivite bacteriana pode causar complicações como meningite ou pneumonia, e por isso é importante seguir todo o conselho do médico para evitar estas complicações, garantindo a saúde do bebê.

O leite materno na conjuntivite em bebê é totalmente contraindicado porque não trata a conjuntivite. Além disso, a água boricada também é totalmente contraindicada devido ao risco de intoxicação pelo ácido bórico.

O que fazer durante o tratamento da conjuntivite em bebê

Durante o tratamento da conjuntivite infantil, é importante adotar alguns cuidados como:

  • Manter os olhos do bebê sempre bem limpos, utilizando lenços de papel descartáveis e sempre um novo para cada olho;
  • Seguir a forma de tratamento recomendada pelo médico;
  • Não levar o bebê para a creche ou para a escola enquanto os sintomas durarem;
  • Lavar o rosto e as mãos do bebê várias vezes ao dia;
  • Evitar abraçar e beijar o bebê;
  • Trocar a fronha do travesseiro e a toalha do bebê diariamente.

​​Estes cuidados são muito importantes porque evitam o contágio da conjuntivite de um olho para o outro do bebê e do bebê para outras pessoas.

Sintomas de conjuntivite em bebê

Os sintomas da conjuntivite no bebê ou no recém-nascido incluem:

  • Olhos avermelhados e irritados;
  • Olhos lacrimejando;
  • Olhos remelando muito, com muita secreção, que pode ser branca, espessa ou amarelada;
  • Coceira nos olhos;
  • Pequeno inchaço nas pálpebras e ao redor dos olhos;
  • Hipersensibilidade à luz;
  • Irritabilidade e dificuldade em comer;
  • Febre, principalmente no caso da conjuntivite bacteriana.

Estes sintomas podem estar presentes em apenas um olho ou nos dois olhos, sendo que geralmente quando estão presentes em ambos os olhos trata-se de uma conjuntivite alérgica. Porém, é muito importante a avaliação do bebê pelo oftalmologista para fazer o diagnóstico e orientar o tratamento de acordo com o tipo de conjuntivite.

Saiba mais sobre os tipos de conjuntivite em:

Mais sobre este assunto:


Carregando
...