Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Iboga - Planta Medicinal que Ajuda a parar de usar Drogas

A Iboga, também conhecida como eboga, eboka, iboga, liboka ou ébogé, é uma planta conhecida pelas suas propriedades anti-aditivas que ajudam a tratar problemas de dependência de drogas como cocaína ou crack, cigarro ou álcool, por exemplo.

Esta é uma planta que está proibida no Brasil, mas que é conhecida pela capacidade de desintoxicar o corpo e atenuar os sintomas de abstinência, podendo ser útil no tratamento da dependência química.

O seu nome científico é Tabernanthe iboga e a parte mais utilizada é a raiz da planta em forma de pó. O seu principal componente ativo é a ibogaína, que pode ser extraída a partir da raiz da planta. Este arbusto pode ser encontrado em alguns países africanos como Camarões, Gabão, República Central Africana, República Democrática do Congo, Angola e Guiné Equatorial.

Iboga - Planta Medicinal que Ajuda a parar de usar Drogas

Para que serve a Iboga

Embora ainda careça de comprovação científica, esta planta pode ser indicada para tratar diversos problemas como: 

  • Ajuda a reduzir os sintomas de dependência de drogas;
  • Elimina a vontade de usar drogas;
  • Trata a febre causada por gripes e resfriados;
  • Alivia a dor de estômago e a diarreia;
  • Ajuda no tratamento de distúrbios relacionados com o fígado; 
  • Ajuda no tratamento da depressão nervosa; 
  • Reduz a fadiga e o cansaço. 

Porém, muitas das aplicações desta planta ainda não se encontram cientificamente provadas, e por isso ela apenas deve ser usada sob orientação médica, sendo a sua utilização e venda proibida em diversos países como Brasil, Estados Unidos da América, Reino Unido, Bélgica e Suíça. 

Porque a Iboga é proibida no Brasil

O uso da Iboga não é permitido no Brasil e em vários outros países porque não existem comprovações científicas da sua eficácia e segurança em humanos. Além disso, a planta é tóxica, tem efeito alucinógeno e pode levar a doenças psiquiátricas porque atua diretamente no sistema nervoso central, mais especificamente nas regiões que controlam o equilíbrio, memória e a consciência do próprio corpo, e suas consequências e efeitos adversos ainda não são totalmente conhecidos.  

Há estudos que indicam que um tratamento de 4 dias com o chá de Iboga foi suficiente para eliminar a dependência química, no entanto já está comprovado que doses elevadas podem causar efeitos colaterais desagradáveis como febre, batimento cardíaco acelerado e morte. Assim, são necessários mais estudos que possam evidenciar o benefício, a forma de atuação e a dose segura para que a Iboga possa ser utilizada para fins medicinais.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...