Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

7 situações que causam tremor nas mãos e no corpo

Setembro 2019

A principal causa de tremor no corpo é, obviamente, o frio, situação que faz com que os músculos se contraiam para aquecer o corpo. Entretanto, existem outras diversas causas de tremedeiras, tanto desencadeadas por momentos de ansiedade, consumo de substâncias estimulantes, ou provocadas por doenças neurológicas e musculares, sendo que as principais são a doença de Parkinson, o tremor essencial e o tremor fisiológico exacerbado.

Os principais locais do corpo afetados pelo tremor são os braços ou pernas, a cabeça, o queixo e a face, e podem ser tremores de tipos variados, como em repouso ou em movimento, unilateral ou bilateral, e podendo ou não estar relacionado a outros sintomas como desequilíbrio, lentidão e rigidez dos músculos. 

7 situações que causam tremor nas mãos e no corpo

Assim, as principais causas de tremor incluem:

1. Crise de ansiedade

Quando se está ansioso, estressado ou com medo, o sistema nervoso é ativado para que o corpo esteja mais alerta para reagir a qualquer situação perigosa, sendo esta situação conhecida como ataque-fuga. Assim, é liberada na corrente sanguínea uma grande quantidade de hormônios estimulantes, como a adrenalina, que provocam a contração de todos os músculos de forma a preparar o corpo para qualquer resposta. Essa contração pode ser traduzida em diversas sensações, como dor, tremores, espasmos e cãibras.

Como tratar: para diminuir os tremores e outras reações derivadas da ansiedade, é necessário se acalmar, o que pode ser feito com respirações profundas, uma meditação ou se afastando da situação estressante. Caso isso não seja possível, ou a reação seja muito intensa, é necessária uma avaliação médica, que pode indicar medicamentos ansiolíticos, como o Clonazepam, ou fitoterápicos, à base de valeriana ou camomila, por exemplo, a depender de cada caso.

No caso da ansiedade ser crônica, é recomendado acompanhamento psicoterapêutico para tentar mudas as ideias e pensamentos das situações que desencadeiam a ansiedade e mudar as respostas por meio de outras estratégias.

2. Diminuição do açúcar no sangue

A diminuição do açúcar pode acontecer tanto em pessoas diabéticas quanto em pessoas sem diabetes, sendo a principal causa em diabéticos a administração errada da dose de insulina ou técnica inadequada para a aplicação. Nas pessoas sem diabetes, pode acontecer quando se passa muito tempo sem comer ou depois de ingerir grandes quantidades de álcool, por exemplo. Além disso, os tremores da hipoglicemia podem ser acompanhados de sensação de fraqueza, palpitações, visão turva e convulsões.

Como tratar: é necessário comer ou beber algum alimento ou bebida açucarada e de fácil digestão, como um suco de laranja ou um doce, por exemplo. Entretanto, as hipoglicemias devem ser evitadas, e para isto, é necessário não ficar mais de 3 horas sem comer, além de evitar alimentos ricos em carboidratos com digestão muito rápida nas refeições, preferindo alimentos com baixo índice glicêmico.

Veja como deve ser a dieta para evitar a hipoglicemia reativa.

3. Consumo excessivo de bebidas energéticas

O consumo de sustâncias estimulantes, como a cafeína presente em chás e cafés, ou bebidas energéticas que contêm taurina, glucoronolactona ou teobromina, por exemplo, também ativa o sistema nervoso e estimula o corpo, pois imita a ação da adrenalina e provoca diversas reações, como o tremor.

Como tratar: deve-se diminuir o consumo dessas substâncias no dia-a-dia, pois, além do tremor, podem induzir ao aumento da pressão arterial e acelerar os batimentos cardíacos, devendo-se optar por alternativas naturais para aumentar a energia e diminuir o sono.

Veja nossas dicas de alimentos para ter mais energia.

7 situações que causam tremor nas mãos e no corpo

4. Uso de antidepressivos e outros remédios

Alguns medicamentos podem causar tremor de várias formas diferentes, sendo que o mais comum é que causem estímulo do sistema nervoso, como acontece com alguns antidepressivos, anticonvulsivantes ou broncodilatadores para a asma, por exemplo.

Já outros tipos de medicamento, como o haloperidol e risperidona, por exemplo, podem causar o tremor ao intoxicar regiões do cérebro responsáveis pelos movimentos, e induzem uma condição semelhante ao Parkinson, sendo por isso é chamada de parkinsonismo, com tremor, rigidez dos músculos e desequilíbrio. 

Como tratar: quando um remédio causa tremor, é necessário informar ao médico, para avaliar a possibilidade de mudança do medicamento usado.

Doenças que podem causar tremor

Quando os tremores não são provocados por nenhuma das situações anteriores, ou quando se tornam persistentes e intensos, podem ser sinal de doença neurológica, sendo importante uma consulta médica para correta avaliação. Nesses casos, as doenças mais comuns são:

1. Tremor fisiológico exacerbado

O tremor fisiológico está presente em todas as pessoas, mas costuma ser imperceptível, entretanto, algumas pessoas podem ter esta situação de forma exagerada, o que faz com que haja tremedeiras durante a realização de movimentos, como escrever, costurar ou comer.

Pode haver piora dos sintomas em situações de ansiedade, cansaço, uso de algumas substâncias, como café ou bebidas alcoólicas, por exemplo.

Como tratar: caso não seja muito incômodo, este tremor não precisa ser tratado e não causa riscos à saúde, mas em casos mais graves, os sintomas podem ser controlados com o uso de um medicamento beta-bloqueador, como o Propranolol. O tratamento fará mais efeito se forem observadas e tratadas as causas que desencadeiam o tremor exacerbado, como uso de remédios ou ansiedade.

2. Tremor essencial

Este tipo de tremor também é muito comum, principalmente nos braços e mãos, mas também pode ocorrer na face, voz, língua e pernas, e acontece durante a realização de algum movimento ou ao permanecer em uma posição, como ao segurar um objeto pesado por muito tempo, por exemplo.

Sabe-se que o tremor essencial está relacionado à genética, mas a sua causa ainda não foi totalmente esclarecida, e pode acontecer em pessoas de qualquer idade, sendo mais comum em idosos. Os sintomas também podem piorar em situações de estresse, ansiedade e uso de algumas substâncias estimulantes, como bebidas com álcool.

Como tratar: os casos mais leves não precisam de tratamento, mas se houver interferência nas atividades cotidianas, como comer e escrever, deve ser tratada com o uso de remédios como o Propranolol e a Primidona, prescritos pelo neurologista. Já em casos muito graves ou que não melhoram com remédios, existem procedimentos como a aplicação de toxina botulínica ou instalação de estimuladores cerebrais, que podem ajudar a controlar os sintomas.

Saiba mais detalhes sobre o que é e como tratar o tremor essencial

3. Doença de Parkinson

A doença de Parkinson é uma condição degenerativa do cérebro, caracterizada por provocar tremor em repouso, que melhora com a realização de movimento, mas que é acompanhada de rigidez dos músculos, lentificação dos movimentos e desequilíbrio. Sua causa, apesar de não estar totalmente conhecida, é devido a um desgaste de regiões do cérebro responsáveis pela produção de dopamina, um importante neurotransmissor cerebral.

Como tratar: o principal medicamento utilizado é a Levodopa, que ajuda a repor a quantidade da dopamina cerebral, mas outros remédios que também são utilizados para melhorar os sintomas são Biperideno, Amantadina, Seleginina, Bromocriptina e Pramipexol. Também é importante a realização de fisioterapia e terapia ocupacional para aliviar os sintomas e melhorar a qualidade de vida destas pessoas.

Saiba mais sobre como identificar e tratar o mal de Parkinson

7 situações que causam tremor nas mãos e no corpo

Outras doenças

Outras doenças que estimulam o sistema nervoso, e também podem desencadear momentos de tremor, são o hipertireoidismo, a intoxicações por metais pesados, como chumbo e alumínio e a síndrome das pernas inquietas, que é um distúrbio do sono caracterizado pelo movimento involuntário dos pés e das pernas. Saiba reconhecer a síndrome das pernas inquietas.

Também há outras doenças cerebrais mais raras, que causam tremor ou outras alterações do movimento, em alguns casos podendo ser confundidas com o Parkinson, e alguns exemplos são demência por corpos de Lewy, sequelas de AVC, doença de Wilson, síndrome da múltipla disfunção dos órgãos, por exemplo.

Como diagnosticar a causa do tremor

O tremor deve preocupar, sendo necessário ir ao médico, quando é intenso a ponto de atrapalhar as atividades do dia-a-dia e quando apresenta piora progressiva, se tornando persistente. 

Nesse caso, é importante agendar uma consulta com o clínico geral, neurologista ou geriatra, para avaliação dos sintomas e realização de exame físico, e, se necessário, exames de sangue ou de tomografia computadorizada do cérebro e/ ou de outras partes do corpo para determinar a causa do tremor.

É importante informar ao médico sobre a sua condição, isso porque no caso dos diabéticos os tremores podem acontecer devido a doses incorretas de insulina ou técnica errada de aplicação, e em outros casos pode ser devido ao uso de algum outro medicamento. Dessa forma, essa informação torna-se importante para o médico avaliar a relação entre o medicamento, a dose e o tremor e, assim, possa indicar a mudança ou suspensão do medicamento.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem