Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Hemangioma: o que é, porque acontece e tratamento

​O hemangioma é um tumor benigno formado pelo acúmulo anormal de vasos sanguíneos, que pode surgir em diversos locais do corpo, mas que é mais comum na pele, nas regiões do rosto, do pescoço, do couro cabeludo e do tronco, levando ao aparecimento de uma área inchada e com uma mancha avermelhada ou arroxeada. No entanto, os hemangiomas podem variar bastante em tamanho, forma e cor.

De acordo com o período em que surge, o hemangioma pode ser classificado em:

  • Hemangioma congênito: é identificado logo ao nascimento ou ainda durante a gestação por meio da ultrassonografia;
  • Hemangioma infantil: aparece nas 2 primeiras semanas de vida, podendo crescer até o primeiro ano de idade.

Na maior parte dos casos, o hemangioma vai reduzindo gradualmente após o primeiro ano de vida e, por isso, normalmente não é necessário qualquer tipo de tratamento, já que o hemangioma também não causa grandes complicações, nem vira câncer.

Hemangioma: o que é, porque acontece e tratamento

Porque acontece?

Não se conhece a razão específica para o surgimento dos hemangiomas, porém, essa alteração parece ser mais frequente em meninas, em bebês prematuros e nos casos em que a grávida precisou fazer exames invasivos durante a gestação, como biópsia da placenta ou aspiração do líquido amniótico, por exemplo.

Principais tipos de hemangioma

Os principais tipos de hemangioma incluem:

  • Hemangioma no fígado: é um tipo de tumor benigno que surge no fígado e que não provoca sintomas, sendo detectado em exames de rotina. Entenda melhor o que é hemangioma no fígado e quando pode ser grave;
  • Hemangioma capilar: é o tipo mais comum de hemangioma e, geralmente, está situado na camada superior da pele, causando o aparecimento de uma mancha com coloração vermelha viva;
  • Hemangioma cavernoso: acontece quando existe uma malformação dos vasos sanguíneos que faz com que os vasos sejam mais dilatados que o normal. Geralmente aparece em camadas mais profundas da pele, causando inchaço e uma mancha arroxeada;
  • Hemangioma plano: é observado na pele como manchas planas cor de vinho que, a partir dos 20 anos de idade, podem aumentar, formando nódulos que podem sangrar.

Geralmente, os hemangiomas do tipo plano ou cavernoso são congênitos, ou seja, o bebê já nasce com eles. Conheça outras causas de mancha vermelha na pele do bebê.

Hemangioma provoca sintomas?

O único hemangioma que normalmente causa algum tipo de sintoma é o hemangioma que se desenvolve na pele, já que leva ao aparecimento de uma mancha ligeiramente inchada e com coloração avermelhada ou arroxeada.

Já os hemangiomas que se desenvolvem em órgãos, como o fígado e os rins, ou na coluna, por exemplo, geralmente não apresentam qualquer sintoma específico, sendo identificados quando se faz algum exame de rotina, como ultra-sonografia, tomografia computadorizada ou ressonância magnética.

Apesar de não ser grave e a transformação maligna ser rara, dependendo do local que o hemangioma se encontra, pode haver comprometimento no desenvolvimento de algumas funções e, por isso, deve ser sempre avaliado por um médico. Quando presente perto do olho, pode prejudicar o desenvolvimento da visão, por exemplo.

Como é feito o tratamento

O tratamento para hemangioma é quase sempre feito apenas com a vigilância do problema pelo médico, pois é comum que o hemangioma desapareça sozinho ao longo do tempo. Em alguns casos o médico pode recomendar consultar outro especialista, como um hepatologista para avaliar e acompanhar o hemangioma no fígado, ou o dermatologista, para o hemangioma na pele, por exemplo.

A cirurgia para hemangioma é aconselhada principalmente quando o tumor causa complicações como obstrução das vias respiratórias, quando causa interferências na visão ou audição, ou quando dificulta o trabalho do coração, sendo necessário remover o excesso de vasos e aliviar os sintomas. Além disso, a cirurgia também pode ser usada em alguns casos apenas para melhorar a aparência estética.

Antes da cirurgia, o médico pode indicar tratamentos como terapia laser ou escleroterapia, capazes de reduzir o fluxo de sangue e eliminar alguns vasos, ou uso de medicamentos, como corticoide ou betabloqueador, que podem diminuir a proliferação dos vasos, escolhidos a depender das características de cada caso.

Bibliografia >

  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE DERMATOLOGIA. Hemangioma. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/hemangioma/10/>. Acesso em 14 Mai 2020
  • ORTHOINFO - AMERICAN ACADEMY OF ORTHOPEDIC SURGEONS. Hemangioma. Disponível em: <https://orthoinfo.aaos.org/en/diseases--conditions/hemangioma>. Acesso em 14 Mai 2020
  • GREAT ORMOND STREET HOSPITAL FOR CHILDREN - NHS. Haemangiomas. Disponível em: <https://www.gosh.nhs.uk/conditions-and-treatments/conditions-we-treat/haemangiomas>. Acesso em 14 Mai 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem