Gota: o que é, causas, sintomas e tratamento

Revisão médica: Dr. Francisco Couto Valente
Ortopedista
maio 2022
  1. Sintomas
  2. Diagnóstico
  3. Causas
  4. Tratamento
  5. Alimentação

A gota ou artrite gotosa é uma doença inflamatória causada pelo excesso de ácido úrico no sangue (em que a concentração de urato superior a 6,8 mg/dL), que acaba afetando as articulações. No entanto, nem todas as pessoas que possuem uma taxa aumentada de ácido úrico elevado irão desenvolver a gota, já que a doença é dependente de outros fatores.

Os sintomas incluem inchaço, vermelhidão e dor ao movimentar uma articulação, sendo que a mais afetada, geralmente, é a do dedão do pé, que fica dolorido, principalmente ao caminhar.

As crises da gota têm melhora, e o que se pode fazer é adequar a alimentação para reduzir os níveis de ácido úrico no sangue e usar medicamentos anti-inflamatórios para controlar a dor e a inflamação.

Para controlar os níveis de ácido úrico no sangue, o reumatologista ou o clínico geral pode também indicar o uso de remédios para bloquear a produção de ácido úrico, como o Alopurinol, ou remédios para ajudar os rins a eliminar o ácido úrico pela urina, como a Probenecida.

Principais sintomas

Os sintomas de gota surgem como consequência da deposição de cristais de ácido úrico nas articulações, resultando em dor intensa na articulação que dura alguns dias e que piora com o movimento, além de aumento da temperatura local, edema e vermelhidão.

A dor, que na maioria das vezes começa na madrugada, é intensa o suficiente para acordar o paciente e dura cerca de 12 a 24 horas, no entanto, após a dor a pessoa pode sentir desconforto na articulação afetada, principalmente ao mover, que pode durar alguns dias a semanas, principalmente no caso da gota não ser devidamente tratada.

Qualquer articulação pode ser afetada, no entanto a gota é mais frequente nos membros inferiores, principalmente dedão do pé. Também pode haver a formação de cálculos renais e deposição de cristais de ácido úrico debaixo da pele, formando protuberâncias nos dedos, cotovelos, joelhos, pés e orelhas, por exemplo.

Saiba reconhecer os sintomas de gota.

Como é o diagnóstico

O diagnóstico da gota é realizado de acordo com a história clínica do paciente, exame físico e exames complementares, como dosagem de ácido úrico no sangue e na urina, além de radiografias.

O padrão ouro para diagnóstico da gota é a observação de cristais de urato através da microscopia.

Causas da gota

A gota acontece como consequência da hiperuricemia, que corresponde ao aumento da quantidade de ácido úrico no sangue, que pode acontecer tanto devido ao aumento da produção de ácido úrico como também por deficiência da eliminação dessa substância. Outras causas de gota são:

  • Ingestão inadequada de medicamentos;
  • Uso exagerado de diuréticos;
  • Abuso do álcool;
  • Consumo exagerado de alimentos ricos em proteínas, como as carnes vermelhas, miúdos, frutos do mar e leguminosas, como ervilhas, feijão ou lentilha;
  • Diabetes;
  • Obesidade;
  • Hipertensão arterial não controlada;
  • Arteriosclerose.

Devido às grandes quantidades de ácido úrico circulantes, há deposição de cristais de urato monossódico, que é a forma sólida do ácido úrico, nas articulações, principalmente dedão no pé, tornozelo e joelhos.

A ocorrência da gota é mais comum em pessoas com sobrepeso ou obesas, que possuem vida sedentária e que são portadores de doenças crônicas que não estão sendo muito bem controladas. Além disso, a gota é mais comum de acontecer em homens entre 40 e 50 anos e mulheres após a menopausa, geralmente a partir dos 60 anos.

Como é feito o tratamento

O tratamento da gota basicamente divide-se em duas etapas: manejo da crise aguda e terapia de longo prazo. O tratamento para as crises de gota envolve remédios anti-inflamatórios que devem ser recomendados pelo médico, como Ibuprofeno ou Naproxeno, por exemplo, para aliviar a dor e a inflamação da articulação. Outro remédio anti-inflamatório muito utilizado para controlar a dor e a inflamação é a Colchicina, que atua também ao nível do ácido úrico.

Os remédios corticoides, como a Prednisona, também podem ser usados para tratar a dor e a inflamação da articulação, no entanto esses remédios só são utilizados quando a pessoa não pode tomar os outros anti-inflamatórios ou quando estes não possuem o efeito desejado.

Além destes remédios, o reumatologista ou o clínico geral também pode prescrever remédios para controlar os níveis de ácido úrico no sangue para evitar novas crises e prevenir complicações, como o Alopurinol ou a Probenecida. Veja mais sobre o tratamento para gota.

É importante também mudar os hábitos alimentares, uma vez que pode influenciar diretamente na quantidade de ácido úrico circulante e, consequentemente, na deposição de cristais na articulação, e tratar doenças de base que também pode favorecer a ocorrência da gota quando não tratadas, como hipertensão e diabetes, por exemplo.

Como deve ser a alimentação

Para aliviar os sintomas de gota e evitar novas crises, é importante alterar os hábitos alimentares para que os níveis de ácido úrico sejam regularizados.

Desta forma, deve-se diminuir ou evitar a ingestão de alimentos ricos em purinas, como queijo, lentilhas, soja, carnes vermelhas ou frutos do mar, pois eles aumentam os níveis de ácido úrico no sangue. Além disso, deve-se beber cerca de 2 a 4 litros de água por dia. Veja mais detalhes da dieta para baixar o ácido úrico e aliviar a gota.

Se preferir, veja no vídeo a seguir os alimentos que deve ou não comer:

Esta informação foi útil?

Atualizado por Manuel Reis - Enfermeiro, em maio de 2022. Revisão médica por Dr. Francisco Couto Valente - Ortopedista, em setembro de 2019.

Bibliografia

  • AZEVEDO, Valderilio F. et al. Revisão crítica do tratamento medicamentoso da gota no Brasil. Revista Brasileira de Reumatologia. Vol 57. 4 ed; 346-355, 2017
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE REUMATOLOGIA. Gota. Disponível em: <https://www.reumatologia.org.br/doencas-reumaticas/gota/>. Acesso em 25 set 2019
Ortopedista
Médico ortopedista formado pela Faculdade Souza Marques em 2011, com CRM.RJ 52.92679-5 e Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia.

Tuasaude no Youtube

  • Alimentação para GOTA

    05:24 | 780183 visualizações