Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Tudo sobre Ácido Úrico: o que é, sintomas e porque pode estar alto

O ácido úrico é uma substância formada pelo organismo depois da digestão das proteínas, que formam uma substância chamada purina, que depois dão origem aos cristais de ácido úrico, que se acumulam nas articulações causando intensa dor. 

Normalmente o ácido úrico não causa nenhum problema de saúde sendo eliminado pelos rins, porém, quando existe algum problema renal, quando a pessoa ingere muitas proteínas ou quando seu corpo produz ácido úrico em excesso, este se acumula nas articulações, tendões e rins, dando origem a Artrite Gotosa, também conhecida popularmente como Gota, que é o tipo de artrite muito dolorida. 

O ​excesso de ácido úrico tem cura, pois os seus desiquilíbrios podem ser controlados através de uma alimentação equilibrada, rica em água e pobre em alimentos ricos em proteínas. Em alguns casos, quando existem sintomas muito intensos e que demoram para desaparecer, o médico pode indicar o uso de remédios específicos. 

Tudo sobre Ácido Úrico: o que é, sintomas e porque pode estar alto

Como entender o exame de ácido úrico

A análise do ácido úrico pode ser feita através do exame do sangue ou de urina, sendo que os valores de referência são:

 SangueUrina
Homem3,4 - 7,0 mg/dL0,75 g/dia
Mulher2,4 - 6,0 mg/dL0,24 g/dia

O exame de ácido úrico, normalmente, é pedido pelo médico quando o paciente apresenta dor nas articulações ou quando existem suspeitas de doenças mais graves, como lesão renal ou leucemia.

O mais comum é que os valores do paciente estejam acima dos valores de referência mas também existe o ácido úrico baixo que está relacionado com doenças congênitas, como a Doença de Wilson, por exemplo. 

Sintomas de ácido úrico alto

Os principais sintomas de ácido úrico alto, que afeta principalmente os homens, são:

  • Dor e inchaço em uma articulação, especialmente o dedão do pé, tornozelo, joelho ou dedos;
  • Dificuldade em movimentar a articulação afetada;
  • Vermelhidão no local da articulação, que pode até ficar mais quente que o habitual;
  • Deformação da articulação, devido ao acúmulo excessivo de cristais.

Também é comum o aparecimento constante de pedras nos rins, que causam dor intensa no fundo das costas e dificuldade para urinar, por exemplo. Confira mais detalhes dos sintomas do ácido úrico elevado.

O que causa ácido úrico elevado 

O consumo exagerado de alimentos ricos em proteína, como carnes vermelhas, frutos do mar e peixes aumenta as chances do ácido úrico elevado, assim como o consumo exagerado de bebidas alcoólicas, tanto pelo aumento da produção de urato quanto pela redução da sua eliminação, e ainda o consumo de alimentos ricos em gordura saturada que aumenta o risco de resistência à insulina e a obesidade, que diminuem a eliminação de urato pelos rins. 

Como tratar o ácido úrico alto

O tratamento para ácido úrico alto deve ser orientado por um reumatologista, mas, geralmente, inclui o uso de remédios para baixar o ácido úrico como Alopurinol, Probenecida ou Sulfinpirazona, e o uso de anti-inflamatórios, como Indometacina ou Ibuprofeno, para aliviar as dores nas articulações.

Durante o tratamento, também é muito importante fazer uma dieta para ácido úrico, evitando o consumo de alimentos ricos em purina, como as carnes vermelhas, peixes e frutos do mar, assim como dar preferência a alimentos naturais ao invés dos industrializados. Assista o vídeo e saiba o que comer, e o que não deve comer, para controlar o ácido úrico no sangue:

O que não se deve comer

Idealmente o melhor tipo de alimentação para pessoas com excesso de ácido úrico é aquela que inclui apenas o uso de alimentos orgânicos, contendo pouca quantidade de produtos industrializados.

No entanto, dentro dos alimentos orgânicos também se devem evitar aqueles que são mais ricos em purinas, como:

  • Carne vermelha em excesso;
  • Marisco, mexilhão, cavala, sardinha, arenque e outros peixes;
  • Fruta muito madura ou muito doce, como manga, figo, caqui ou abacaxi;
  • Carne de ganso ou frango em excesso.

Adicionalmente, carboidratos mais refinados como pão, bolos ou biscoitos também devem ser evitados. Veja uma lista mais completa do que deve evitar para aliviar os sintomas.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar