Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como é feito o tratamento para gota

Para tratar a doença gota, chamada cientificamente de Artrite Gotosa, recomenda-se a ingestão de medicamentos que atuam sobre o ácido úrico, como a Colchicina, o Alopurinol ou a Probenecida, que diminuem o ácido úrico no organismo, o acúmulo de uratos nas articulações, assim como a previne o surgimento de crises.

Já durante uma crise de gota, em que há uma intensa inflamação e dor na articulação, o médico costuma orientar o uso de medicamentos anti-inflamatórios. A pessoa que possui esta doença também deve ter algum cuidado com a sua alimentação durante toda a vida para evitar a piora dos sintomas e complicações que a gota pode gerar, como as deformidades das articulações e o comprometimento dos rins, por exemplo.

Gota é uma artrite inflamatória que pode causar muita dor durante as crises, que surge de forma abrupta, causada pela cristalização do ácido úrico que se deposita dentro das articulações, geralmente, em pessoas que têm o ácido úrico elevado. Entenda o que causa a gota e quais os sintomas

Como é feito o tratamento para gota

Principais remédios de farmácia

O tratamento da gota pode ser orientado pelo reumatologista ou pelo clínico geral, e pode variar se a pessoa está em um quadro de crise ou se é um tratamento de manutenção da doença. As recomendações para cada caso são:

1. Tratamento das crises de gota

Para tratar uma crise de gota, também chamada de gota aguda, o médico irá orientar medicamentos que ajudam a aliviar rapidamente a inflamação. Os principais incluem:

  • Anti-inflamatórios, como Naproxeno, Cetoprofeno, Ibuprofeno ou Indometacina, por exemplo: são indicados para aliviar os sintomas da artrite, logo após os sintomas iniciarem, devendo ser mantidos até a resolução da crise, durante cerca de 1 semana;
  • Corticóides, como Prednisona, Prednisolona, Metilprednisolona ou Triancinolona, por exemplo: também têm um efeito anti-inflamatório, e podem ser usados em comprimidos ou injeções que podem ser intramusculares ou também podem ser aplicadas diretamente na articulação afetada, ajudando a se obter uma resposta mais rápida e efetiva;
  • Colchicina: é um outro tipo de anti-inflamatório indicada para ajudar a aliviar a crise de gota rapidamente, sendo que seu efeito é melhor quando iniciado ainda nas primeiras horas do início da crise. Saiba mais sobre como funciona e como usar este medicamento em Colchicina

Estes medicamentos devem ser usados com cautela, conforme a indicação do médico, pois podem provocar efeitos colaterais como náuseas, vômitos, diarreia ou aumentar o risco de sangramento gástrico, especialmente se usados de forma incorreta. 

2. Controle do ácido úrico

Após a resolução da crise de gota, o tratamento preventivo pode ser iniciado para evitar novas crises e diminuir os níveis de ácido úrico no sangue. Ele é especialmente indicado sempre que o paciente sofrer duas ou mais crises por ano, se tiver tofos nas articulações, doença renal crônica ou história de pedra nos rins devido ao excesso de ácido úrico. 

Alguns dos medicamentos utilizados incluem:

  • Alopurinol: é o principal medicamento usado para controlar os níveis de ácido úrico no sangue, reduzindo os seus níveis e a possibilidade de acúmulo nas articulações;
  • Remédios uricosúricos, como a Probenecida: ajudam a aumentar a eliminação do ácido úrico pela urina.

Outros medicamentos mais novos, como Febuxostat ou Pegloticase são potentes inibidores da formação do ácido úrico, e também são uma opção para o tratamento, caso os demais não possam ser utilizados, devido à alergia ou intolerâncias, por exemplo. Confira, também, como identificar e combater o ácido úrico alto.

Alterações da dieta

Na alimentação para gota, recomenda-se evitar os alimentos ricos em proteínas, como marisco, carnes de animais jovens e as vísceras, pois elas atuam no metabolismo das purinas e tendem a aumentar a concentração de ácido úrico no sangue.

Outra dica importante é aumentar a ingestão de água e evitar bebidas alcoólicas, especialmente a cerveja, dando preferência ao consumo de leite e iogurtes com baixo teor de gordura.

Assista o vídeo para adequar sua alimentação:

Alimentação para GOTA

441 mil visualizações

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem