Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é e para que serve a Fenilalanina

A fenilalanina é um aminoácido natural que não é produzido pelo corpo e que, por isso, só pode ser obtido através dos alimentos, especialmente através do queijo e da carne.

Este aminoácido é muito importante para a formação de neurotransmissores, sendo por isso capaz de melhorar a memória, aumentar a capacidade mental e até melhorar o humor. Além disso, é ainda um inibidor natural do apetite, sendo usado, por vezes, para ajudar em dietas de emagrecimento.

O que é e para que serve a Fenilalanina

Embora tenha todos estes benefícios, existem pessoas intolerantes à fenilalanina, que são conhecidas como fenilcetonúricos. O organismo dos fenilcetonúricos é incapaz de digerir este aminoácido e, por isso, a fenilalanina passa a ser uma perigosa toxina para o cérebro, precisando ser evitada na alimentação destas pessoas. No entanto, na população geral a fenilalanina não faz mal nenhum e pode até ser usada na forma de suplemento.

Entenda melhor o que é a fenilcetonúria e quais as possíveis complicações.

Para que serve a fenilalanina

A fenilalanina serve para compor as células do corpo humano, além de ser um componente essencial dos tecidos corporais. Por isso, em pessoas que não têm intolerância à fenilalanina, pode ter vários benefícios como:

1. Aliviar a dor crônica

A fenilalanina tem a capacidade de aumentar os níveis de endorfinas no cérebro, que são substâncias que têm um efeito analgésico natural, reduzindo dores e desconfortos, mesmo que crônicos.

No entanto, a fenilalanina não trata a causa da dor e, por isso, continua sendo importante consultar um médico, mesmo que a dor esteja melhorando.

2. Combater a depressão

A fenilalanina ajuda na produção de tirosina, uma substância que ajuda na produção de neurotransmissores excitatórios que melhoram a disposição mental, combatendo vários dos sintomas característicos da depressão.

Além disso, por aumentar a quantidade de endorfinas no cérebro, a fenilalanina cria uma sensação de positivismo em relação à vida, assim como maior vitalidade.

3. Ajudar a emagrecer

A fenilalanina é um composto que pode ajudar a emagrecer, pois atua no cérebro, diminuindo a sensação de fome. Ela ainda espanta o mau humor e confere mais energia, contribuindo para a vontade de fazer exercício físico. Recomenda-se a suplementação com 1 a 2 gramas por dia de fenilalanina para emagrecer.

4. Tratar as manchas de vitiligo

Por ajudar na produção de tirosina, a fenilalanina pode algumas vezes ser usada para disfarçar as manchas de vitiligo. Isso acontece porque a tirosina é essencial para a produção da melanina, a substância que dá cor para a pele e que está em falta nas pessoas com esta doença.

Normalmente, o tratamento para o vitiligo é feito com a suplementação oral de fenilalanina e a exposição à radiação UVA. Além disso, a aplicação de cremes com 10% de L-fenilalanina também parece aumentar os resultados, escondendo melhor as manchas.

5. Ajudar no tratamento do transtorno bipolar

A fenilalanina é um aminoácido essencial importante para a formação de tirosina, uma substância que aumenta a produção de vários neurotransmissores, como noradrenalina e dopamina, permitindo o equilíbrio de problemas mentais e psicológicos, como o transtorno bipolar.

O que é e para que serve a Fenilalanina

Alimentos que contêm fenilalanina

As principais fontes de fenilalanina são a carne e os queijos, no entanto, outros alimentos que contêm este aminoácido incluem:

  • Comidas com soja;
  • Sementes e nozes, como amendoim, sementes de abóbora, chia ou sementes de girassol;
  • Todos os tipos de peixe;
  • Ovos e lacticínios;
  • Feijão e lentilhas;
  • Arroz.

Além disso, produtos com aspartame, que é usado especialmente como substituto do açúcar em diversas balas e doces, também são ricos em fenilalanina.

Estes alimentos podem ser usados para enriquecer a dieta com fenilalanina, mas devem ser evitados completamente por quem tem fenilcetonúria.

Veja uma lista mais completa em: Alimentos ricos em Fenilalanina

Quando não usar fenilalanina

Qualquer alimento que contenha mais do que 5% de proteína é contraindicado para os portadores de fenilcetonúria. Dessa forma, é obrigatório que os produtos industrializados que contenham fenilalanina tenham esta informação em destaque no rótulo do produto.

A Anvisa disponibiliza no seu site uma tabela para fenilcetonúricos que contém a quantidade de fenilalanina em diversos alimentos. Esta tabela é muito útil para a correta alimentação dos pacientes diagnosticados com a doença. Veja também como é feito o Tratamento da fenilcetonúria.

Como a fenilalanina intoxica os fenilcetonúricos

A fenilalanina hidroxilase é o nome da enzima que digere a fenilalanina. Os fenilcetonúricos não a possuem e, por isso, para eles ela se torna tóxica.

Quando a fenilalanina fica no sangue em excesso e não se transforma em tirosina, ela se transforma numa substância tóxica chamada de ácido pirúvico. Esse ácido é um componente encontrado na urina ou no suor e que, quando se acumula no sangue, impede outros processos metabólicos, afetando o desenvolvimento neurológico do indivíduo, causando lesões cerebrais irreversíveis. Veja Como cuidar do bebê com Fenilcetonúria.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...