Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
Fechar Coronavírus: Informações sobre COVID-19 Ler mais
O que você precisa saber?

Principais testes que o recém-nascido deve fazer

Logo após o nascimento, o bebê precisa fazer exames que ajudam a detectar doenças ou problemas genéticos, como fenilcetonúria, anemia, hipotireoidismo ou língua presa.

Os testes obrigatórios para o recém-nascido são o teste do pezinho, a tipagem sanguínea, o teste da orelhinha, do olhinho, do coraçãozinho e da linguinha, que são oferecidos pelo SUS e que devem ser feitos logo nos primeiros dias de vida, de preferência já na maternidade.

Veja a seguir quais testes são importantes para o bebê logo no início da vida.

1. Teste do pezinho

O Teste do Pezinho é obrigatório e gratuito, devendo ser feito entre 48 horas depois do nascimento até 1 semana de vida do bebê, e pode ser realizado ainda na maternidade ou no posto de saúde.

Ele é feito a partir de uma pequena amostra de sangue retirada do pé do bebê, e é capaz de detectar 6 doenças: fenilcetonúria, hipotireoidismo congênito, anemia falciforme, hiperplasia adrenal congênita, fibrose cística e deficiência de biotinidase. Veja mais como é feito o teste do pezinho.

Principais testes que o recém-nascido deve fazer

2. Teste do pezinho ampliado

Através do teste do pezinho ampliado é possível detectar mais de 30 tipos de problemas de saúde, além das doenças que o teste do pezinho simples verifica. Algumas doenças que este teste ampliado identifica são toxoplasmose, sífilis, AIDS, rubéola e herpes congênitas. Confira mais quais doenças que o teste do pezinho ampliado pode detectar.

No entanto, ele não é obrigatório e não é oferecido pelo SUS, sendo normalmente pedido pelo médico apenas quando existem suspeitas de que o bebê pode ter alguma destas doenças, como quando a mãe está infectada e pode passar para o filho.

3. Teste da orelhinha

O Teste da orelhinha, também chamado de triagem auditiva neonatal, é um exame obrigatório e oferecido gratuitamente pelo SUS para detectar problemas de audição no bebê.

Ele é feito ainda na maternidade, de preferência entre 24 a 48 horas de vida do bebê, devendo ser realizado no máximo até o bebê completar um mês de vida. Veja mais sobre o período ideal para se fazer o teste da orelhinha.

4. Teste do olhinho

O teste do olhinho, também conhecido como teste do reflexo vermelho, normalmente é oferecido gratuitamente pela maternidade ou postos de saúde para detectar problemas de visão, como catarata, glaucoma ou estrabismo.

Ele deve ser feito ainda durante a internação na maternidade ou na primeira consulta com o pediatra após o nascimento, de preferência ainda na primeira semana de vida. Saiba mais como é feito o teste do olhinho.

Principais testes que o recém-nascido deve fazer

5. Tipagem sanguínea

A tipagem sanguínea é feita a partir da amostra de sangue tirada no Teste do Pezinho, e serve para identificar qual o tipo sanguíneo do bebê, que pode ser A, B, AB ou O, positivos ou negativos.

6. Teste do coraçãozinho

O teste do coraçãozinho é obrigatório e gratuito, feito ainda na maternidade entre 24 e 48 horas após o nascimento, a partir do sangue coletado do braço direito e de uma das pernas do bebê, para identificar o nível de oxigênio no sangue.

Se a quantidade de oxigênio estiver baixa ou se o existir uma diferença grande entre as medições do braço e da perna, o bebê pode apresentar algum problema cardíaco e outros exames deverão ser feito para confirmar o diagnóstico.

7. Teste do quadril

O teste do quadril é obrigatório e oferecido pelo SUS apenas em alguns estados e cidades, podendo também ser pedido pelo médico em maternidades privadas.

Ele é feito a partir da movimentação das pernas do recém-nascido para detectar a displasia do desenvolvimento do quadril, uma doença que pode causar problemas como dor, encurtamento do membro e a osteoartrose.

8. Teste da linguinha

O teste da linguinha é um exame obrigatório feito por um fonoaudiólogo para diagnosticar problemas no freio da língua de recém-nascidos, como a anquiloglossia conhecida como língua presa. Esta condição pode prejudicar a amamentação ou comprometer o ato de engolir, mastigar e falar, por isso se detectada logo é possível já indicar o tratamento mais adequado.

Este teste é feito por fonoaudiólogos nos primeiros dias de vida do bebê e, geralmente, é realizado ainda na maternidade, no entanto, pode-se fazer nos postos de saúde que tenham esse profissional. Confira mais por que o teste da linguinha deve ser feito.

Para prevenir doenças, veja também todo o Calendário de vacinação do bebê.

Bibliografia >

  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE FONOAUDIOLOGIA. Teste da linguinha. 2014. Disponível em: <https://www.sbfa.org.br/fono2014/pdf/testelinguinha_2014_livro.pdf>. Acesso em 18 Dez 2019
  • BIBLIOTECA VIRTUAL EM SAÚDE. Por que, como e quando devo realizar o teste do olhinho?. 2014. Disponível em: <https://aps.bvs.br/aps/por-que-como-e-quando-devo-realizar-o-teste-do-olhinho/>. Acesso em 19 Dez 2019
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Triagem neonatal biológica. 2016. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/triagem_neonatal_biologica_manual_tecnico.pdf>. Acesso em 19 Dez 2019
  • SABBAG, José C.; LACERDA, Adriana B.M. Rastreamento e monitoramento da Triagem Auditiva Neonatal em Unidade de Estratégia de Saúde da Família: estudo-piloto. CoDAS. Vol.29, n.4. e20160102, 2017
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem