Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

7 dicas para aliviar a dor do nascimento dos dentinhos

Pediatra e Pneumologista infantil
janeiro 2023

Para aliviar a dor do nascimento dos dentinhos é interessante fazer massagem na gengiva do bebê, dar picolé de leite materno ou dar objetos frios para o bebê morder, já que isso ajuda a aliviar o desconforto e a manter o bebê distraído.

Além disso, fazer compressa de calêndula ou massagem de reflexologia pode ajudar a aliviar a dor e o desconforto causado pelo nascimento dos dentes.

O nascimento dos dentinhos do bebê pode ser desconfortável e deixar o bebê irritado e mal-humorado, resultando em sintomas como agitação, excesso de saliva, gengiva inchada e vermelha e dificuldade para dormir, por exemplo. Confira os sintomas do nascimento dos primeiros dentinhos.

Imagem ilustrativa número 8

Dicas para aliviar a dor do nascimento dos dentes

Algumas dicas que podem ajudar a aliviar a dor de nascimento dos dentes do bebê são:

1. Picolé de leite materno

O picolé de leite materno é uma boa forma de aliviar a dor do nascimento dos dentes do bebê porque além de ser nutritivo, é frio, o que promove o alívio da dor. Para fazer o picolé deve-se:

  • Lavar bem as mãos com água e sabão e limpar as aréolas;
  • Desprezar os primeiros jatos de leite;
  • Retirar o leite e colocá-lo em um recipiente esterilizado;
  • Tampar o recipiente e colocá-lo numa bacia com água fria e pedrinhas de gelo por cerca de 2 minutos;
  • Colocar o recipiente no freezer, por até, no máximo, 15 dias.

Esta técnica não deve substituir a amamentação e só deve ser utilizada até 2 vezes por dia.

2. Palitinhos de cenoura

Palitinhos de cenoura descascados e frios, caso já se tenha incluído os alimentos na rotina do bebê, também é uma boa opção, pois a cenoura fria é uma boa opção para o alivio da coceira e desconforto do processo de nascimento dos dentes.

Para fazer os palitinhos de cenoura deve-se:

  • Descascar e cortar as cenouras em formato de palitos médios;
  • Deixar na geladeira por cerca de 2 horas;
  • Fornecer ao bebê de duas á três vezes ao dia.

Recomenda-se que os palitinhos não fiquem congelados, pois a rigidez da cenoura congelada pode machucar a gengiva do bebê. 

3. Objetos para morder

Dar ao bebê objetos para ele morder pode ser uma boa forma de aliviar a dor e o manter entretido enquanto brinca. Esses objetos devem ser lisos e estar bem limpos e de preferência serem adaptados para este fim, como é o caso dos mordedores, que podem ser comprados em farmácias ou lojas para bebês.

Um bom truque para melhorar o efeito dos mordedores é colocar estes objetos na geladeira antes de dar para o bebê.

4. Massagem na gengiva

Uma outra técnica que ajuda a aliviar as dores do nascimento dos dentinhos é massagear suavemente a gengiva do bebê com a ponta do dedo, que deve estar bem limpo. Essa massagem além de aliviar a dor, pode entreter o bebê, tornando o processo até mais divertido.

5. Massagem shantala

Esta massagem consiste em uma serie de técnicas que são usadas para o relaxamento do bebê. Este contato pele a pele por mãe/pai e bebê durante a massagem fortalece o laço afetivo e reduz o estresse, além de diminuir a tensão e consequentemente a dor pelo nascimento dos dentes. Esta massagem pode ainda ajudar o bebê a dormir melhor. Confira como fazer a massagem shantala.

6. Massagem de reflexologia

A massagem de reflexologia é uma técnica para aliviar a dor dos primeiros dentes no bebê que, normalmente, começam a aparecer por volta dos 6 a 8 meses de idade. A massagem pode ser feita após o banho, que é quando o bebê está quente, confortável, limpo e mais relaxado. A massagem, além de ter efeitos calmantes e relaxantes, ajuda a diminuir a irritação do bebê por causa dos dentes.

A massagem de reflexologia para aliviar a dor do nascimento dos primeiros dentes do bebê envolve 3 passos, que devem ser realizados nos dois pés, um de cada vez:

  1. Pressionar levemente com o polegar de forma circular a parte de trás dos 4 dedinhos do pé, um a um, deslizando até à base do dedo;
  2. Pressionar com o polegar dobrado, desde a unha até à base do dedo, como se fosse uma minhoca deslizando. Repetir cerca de 2 a 3 vezes;
  3. Pressionar suavemente a zona entre cada dedo do pé do bebê. Este último passo da massagem vai ajudar a fortalecer o sistema imune e liberar toxinas ajudando a prevenir as febres e infecções oportunistas.

Saiba também como fazer uma massagem de reflexologia para melhorar o sono do bebê.

7. Compressa de calêndula

A calêndula é uma flor com propriedades calmantes e anti-inflamatórias, essas propriedade ajudam no alivio da dor e desconforto. Além disso o chá de calêndula pode ajudar o bebê a pegar no sono, já que neste período o sono tende a ficar desregulado por causa da irritação excessiva. 

Como fazer a compressa de calêndula:

  • 2 g de flores de calêndula;
  • 150 ml de água fervente;
  • Tapar e deixar repousar por cerca de 15 minutos;
  • Mergulhar compressas na mistura e aplicar sobre a gengiva 3 a 4 vezes por dia durante 10 minutos.

Sabia outras propriedades medicinais da calêndula.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em janeiro de 2023. Revisão médica por Dr.ª Sani Santos Ribeiro - Pediatra e Pneumologista infantil, em julho de 2020.

Bibliografia

  • Julie Anne Hayes. Complementary Therapies in Nursing and Midwifery. TAC-TIC therapy: A non-pharmacological stroking intervention for premature infants. UK: Elsevier, 1998. 25-27.
  • FREIRA, Bruno el al. Effects of cryotherapy methods on circulatory, metabolic, inflammatory and neural properties: a systematic review. Fisioter. Mov.. v. 29. n. 2; p. 389-398, 2016
Mostrar bibliografia completa
  • REVISTA ELETRÓNICA INTERDISCIPLINAR. Relato de experiencia: Shantala – Massagem para bebes - Centro de educação infantil Rosa Maria. 2012. Disponível em: <https://revistas.ufpr.br/diver/article/viewFile/34169/21286>. Acesso em 20 jul 2020
Revisão médica:
Dr.ª Sani Santos Ribeiro
Pediatra e Pneumologista infantil
Médica formada pela Universidade Federal do Rio Grande com CRM nº 28364 e especialista em Pediatria pela Sociedade Brasileira de Pediatria.