Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como o tipo de sangue negativo pode afetar a gravidez

O tipo de sangue negativo pode afetar a gravidez quando a grávida apresenta este tipo de sangue e o pai do bebê tem sangue Rh positivo, fazendo com que o bebê possa nascer também com sangue Rh positivo.

Assim, caso o sangue do bebê entre em contato com o da mãe durante o parto, o sistema imune da grávida produz anticorpos que vão atuar numa segunda gravidez, podendo causar paralisia, problemas na fala, doença hemolítica ou aborto, dependendo da semana de gestação.

Geralmente, o tipo de sangue da gestante não afeta a primeira gravidez pois só existe contato com o sangue do bebê no momento do parto, e só aí se produzem os anticorpos.

Como o tipo de sangue negativo pode afetar a gravidez

Devido ao risco de afetar a segunda gravidez, a mulher deve fazer o tratamento ainda durante a gestação, quando sabe que o pai é Rh positivo, ou após o parto, quando descobre que o bebê tem sangue positivo.

Como é feito o tratamento

Quando a grávida tem sangue Rh negativo, mas o bebê tem Rh positivo, é necessário fazer uma injeção de imunoglobulina anti-D para eliminar os anticorpos criados no organismo da gestante e evitar complicações na gestação.

Para isso, deve-se seguir o seguinte plano:

1. Durante a gravidez

Durante a gravidez, se o pai tiver sangue do tipo Rh positivo, deve-se fazer uma injeção única de imunoglobulina anti-D entre a 28º e a 30º semana de gestação ou então devem fazer-se duas injeções nas semanas 28 e 34.

2. Após o parto

Após o parto, caso o bebê tenha um tipo de sangue Rh positivo, a mãe deve tomar uma injeção de imunoglobulina anti-D até 3 dias após o parto, caso não se tenha feito a injeção durante a gravidez.

Este tratamento só não é necessário quando a grávida opta pela esterilização após o parto ou quando tem a certeza de que não pretende ter mais filhos, devendo discutir a sua decisão com o obstetra.

Veja quais os exames mais importantes que se devem fazer para evitar complicações na gestação.

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar