Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Efeitos dos Anabolizantes no corpo

O anabolizantes são utilizados indevidamente devido ao seu efeito sobre os músculos, pois estimulam a produção de novas fibras musculares, promovendo o ganho de massa muscular. Por causa disso, os anabolizantes são utilizados indevidamente principalmente por praticantes de atividade física com o objetivo de aumentar a massa muscular ou para fins estéticos.

Por serem utilizados sem indicação médica e em quantidades inadequadas, os anabolizantes podem provocar diversos efeitos colaterais, como por exemplo arritmias, alterações do humor e perda da função do fígado, por exemplo. Por isso, o uso dessas substâncias só é indicado em situações em que é necessária a reposição de hormônios, devendo ser usado conforme a orientação do médico.

Saiba mais sobre sobre os anabolizantes e quando pode ser indicado.

Efeitos dos Anabolizantes no corpo

Efeitos dos anabolizantes

O principal efeito dos anabolizantes é o aumento da massa muscular, pois após o transporte pela corrente sanguínea, a substância chega nos músculos e estimula a produção de novas fibras musculares, resultando na hipertrofia. No entanto, o que acontece é que os anabolizantes são utilizados sem indicação médica e em grandes quantidades, o que não é aconselhável, podendo resultar, a longo prazo, em efeitos colaterais que podem ser irreversíveis.

Efeitos colaterais em homens e em mulheres

HomensMulheresAmbos os sexos
Diminuição do tamanho dos testículosAlteração da vozAumento dos níveis de LDL e redução do HDL
Ginecomastia (aumento das mamas)Pelos faciaisAumento do risco de tumores e danos no fígado
Diminuição da produção de espermatozoidesIrregularidades menstruaisAgressividade, hiperatividade e irritabilidade
Impotência e infertilidadeAumento do tamanho do clítorisQueda de cabelo
EstriasDiminuição das mamasAcne
 MasculinizaçãoProblemas cardiovasculares

Além disso, em adolescentes, a administração de testosterona pode causar o fechamento prematuro das epífises, levando à interrupção no crescimento.

Porque acontecem estes efeitos colaterais?

1. Acne

A provável causa da acne como efeito adverso, está relacionada com a estimulação das glândulas sebáceas, pela testosterona, em produzir mais óleo. Os locais geralmente afetados são o rosto e as costas.

2. Estrias

O aparecimento de estrias nos braços e nas pernas está associado ao rápido crescimento muscular, induzido pelos esteroides. 

3. Alterações nas articulações

O uso abusivo e indiscriminado de esteroides anabolizantes pode aumentar o risco de lesões nos tendões, pois a estrutura osteoarticular não consegue acompanhar o crescimento dos músculos, inibindo a síntese de colágeno em ligamentos e tendões.

4. Atrofia dos testículos e diminuição dos espermatozoides

Quando os níveis de testosterona estão muito altos, o organismo passa a inibir a produção deste hormônio. Este fenômeno, denominado por retroalimentação negativa ou feedback negativo, consiste na inibição da secreção de gonadotrofinas pela testosterona que está em excesso. As gonadotrofinas são hormônios secretados no cérebro, que estimulam a produção de espermatozoides nos testículos. Logo, se são inibidas pela testosterona, vão deixar de estimular os testículos a produzir espermatozoides, podendo causar atrofia testicular e infertilidade. Entenda, com mais detalhe, como funciona o controle hormonal masculino.

5. Alterações no desejo sexual e impotência

Geralmente, quando se começa a utilizar esteroides anabolizantes, ocorre aumento do desejo sexual, porque os níveis de testosterona aumentam. Porém, quando os níveis deste hormônio atingem uma determinada concentração no sangue, o nosso organismo passa a inibir a produção do mesmo, fenômeno designado por retroalimentação negativa ou feedback negativo, o que também pode conduzir a impotência sexual.

6. Aumento das mamas em homens

O aumento das mamas em homens, também conhecido por ginecomastia, ocorre porque a testosterona e derivados em excesso são convertidos em estrogênios, que são hormônios femininos responsáveis pelo aumento das glândulas mamárias.

7. Masculinização da mulher

Nas mulheres, o uso de esteroides anabolizantes pode causar hipertrofia do clitóris, aumento de pelos faciais e corporais e mudança no timbre de voz, que são características sexuais masculinas, induzidas pela testosterona.

8. Risco de doença cardiovascular

Os esteroides anabolizantes levam à diminuição do colesterol bom (HDL) e ao aumento do mau colesterol (LDL), da pressão arterial e do ventrículo esquerdo, que são fatores de risco para desenvolver doença cardiovascular. Além disso, o aumento do ventrículo esquerdo do coração tem sido associado à arritmia ventricular e morte súbita.

9. Problemas no fígado

O uso indevido de injeções de testosterona, além de ser tóxico para o fígado e de muitas das substancias usadas serem resistentes à metabolização, também contribui para o aumento dos níveis de algumas enzimas que estão relacionadas à toxicidade do fígado, o que pode causar danos, ou mesmo tumores.

10. Queda de cabelo

A queda de cabelo hormonal, também conhecida por alopecia androgenética ou calvície, ocorre por ação da dihidrotestosterona, que é um derivado de testosterona, nos folículos pilosos. Em pessoas com predisposição genética, esse hormônio liga-se aos receptores presentes no couro cabeludo, levando ao afinamento e queda dos fios. Assim, o uso de testosterona e derivados pode agravar e acelerar esse processo, por aumentar a quantidade de dihidrotestosterona que se liga aos folículos.

A melhor forma de evitar todos estes efeitos colaterais é evitar anabolizantes e adotar uma alimentação saudável com a suplementação adequado ao tipo de treino. Confira no vídeo a seguir algumas dicas sobre o que comer para ganhar massa muscular:

Alimentos Ricos em Proteína para SECAR e GANHAR MASSA MUSCULAR

406 mil visualizações


Bibliografia

  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE ENDOCRINOLOGIA E METABOLOGIA. 10 Coisas que Você Precisa Saber Sobre Uso de Anabolizantes. Link: <www.endocrino.org.br>. Acesso em 11 Jun 2019
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE ENDOCRINOLOGIA E METABOLOGIA. Anabolizantes Esteroides e os Jovens. Link: <www.endocrino.org.br>. Acesso em 11 Jun 2019
  • SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA E ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA - DIVISÃO ESTADUAL DE NARCÓTICOS. Anabolizantes. Link: <www.denarc.pr.gov.br>. Acesso em 11 Jun 2019
  • GRIFFITHS, Scott et al. Anabolic steroids: Lots of muscle in the short-term, potentially devastating health consequences in the long-term. Drug and Alcohol Review. Vol 35. 375-376, 2016
  • MACHADO, Anderson Geraldo; RIBEIRO, Paulo César P. Anabolizantes e seus riscos. Adolescência & Saúde. Vol 1. 4 ed; 2004
  • ROCHA, Fernando L.; ROQUE, Fernanda Roberta; OLIVEIRA, Edilamar M. Esteróides anabolizantes: mecanismos de ação e efeitos sobre o sistema cardiovascular. O Mundo da Saúde, São Paulo. Vol 31. 4 ed; 470-477, 2007
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem