Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Câncer de próstata: sintomas, causas e tratamento

O câncer de próstata é um tipo de câncer muito comum nos homens, especialmente após os 50 anos de idade.

Em geral, este câncer cresce muito lentamente e grande parte das vezes não produz sintomas na fase inicial. Por esse motivo é muito importante que todos os homens façam regularmente exames para confirmar a saúde da próstata. Esses exames devem ser feitos a partir dos 50 anos, para a maioria da população masculina, ou a partir dos 40 anos, quando existe histórico deste câncer na família.

Sempre que surgirem sintomas que possam levar a suspeitar de alguma alteração na próstata, como dor ao urinar ou dificuldade para manter a ereção, é importante consultar um urologista para fazer exames de diagnóstico, identificar o problema e iniciar o tratamento mais adequado.

Confira os 6 exames que avaliam a saúde da próstata.

Câncer de próstata: sintomas, causas e tratamento

Principais sintomas

Os sintomas do câncer de próstata normalmente só aparecem quando o câncer se encontra numa fase mais avançada. Por isso, o mais importante é fazer os exames de rastreio do câncer, que são o exame de sangue PSA e o toque retal. Estes exames devem ser feitos por todos os homens a partir dos 50 anos ou a partir dos 40, caso exista histórico do câncer em outros homens da família.

Ainda assim, para se saber se existe risco de ter algum problema na próstata é importante estar atento a sintomas como:

  1. 1. Dificuldade para começar a urinar
  2. 2. Jato de urina muito fraco
  3. 3. Vontade frequente para urinar, mesmo de noite
  4. 4. Sensação bexiga cheia, mesmo depois de ter urinado
  5. 5. Presença de gotas de urina na cueca
  6. 6. Impotência ou dificuldade para manter uma ereção
  7. 7. Dor ao ejacular ou urinar
  8. 8. Presença de sangue no sêmen
  9. 9. Vontade repentina para urinar
  10. 10. Dor na região dos testículos ou perto do ânus
Imagem que indica que o site está carregando

Para saber se voce tem risco de estar com um problema na próstata, assinale, na lista anterior, o que está sentindo.

O fato de ter risco de um problema na próstata não significa que seja câncer, já que outros problemas, como prostatite ou hipertrofia benigna da próstata, são mais frequentes. Ainda assim, se surgirem alguns destes sintomas deve-se consultar um urologista.

Assista o vídeo seguinte e confira quais os sintomas que indicam problemas na próstata e quais os exames que podem ser feitos:

Sintomas do câncer de próstata avançado

Nos casos mais avançados, em que a próstata está muito aumentada e o câncer está mais desenvolvido, podem surgir outros sintomas mais graves, como:

  • Dor ao urinar ou ejacular;
  • Presença de sangue na urina ou esperma;
  • Jato de urina fraco;
  • Dificuldade para ter uma ereção;
  • Incontinência urinária ou fecal.

Além disso, se o câncer tiver se espalhado para outras regiões do corpo, também é comum a presença de outros sintomas menso específicos como dor constante nas costas, fraqueza nas pernas ou insuficiência renal.

Nos estágios mais avançados o tratamento é mais difícil, mas ainda assim é importante procurar o médico para que ele avalie a extensão da doença e se outros órgãos foram atingidos, adequando o tratamento.

Como confirmar o diagnóstico

Uma vez que este câncer não causa sintomas no início da sua evolução, a melhor forma de avaliar se existe câncer se desenvolvendo na próstata consiste em fazer o exame de toque retal e o exame de sangue PSA.

Se durante o toque retal o médico palpar um nódulo ou se o exame de sangue PSA estiver muito alterado, a próstata deve ser investigada através de uma biópsia, que irá retirar pequenos pedaços da próstata para depois serem analisados em laboratório. Entenda como é feita a biópsia e quando está indicada.

Estádios do câncer de próstata

Caso seja confirmada a existência de câncer de próstata é fundamental identificar o estadiamento do câncer para orientar o tratamento.

Os principais estádios do câncer de próstata são:

  • T0: não existem evidências de tumor;
  • T1: tumor que não foi identificado por palpação ou exame de imagem;
  • T2: tumor primário que está limitado à próstata;
  • T3: tumor que além da próstata também afeta a cápsula prostática e que pode afetar as vesículas seminais;
  • T4: tumor que invade outras estruturas próximas, como esfíncter, reto ou músculos;
  • N0: não existem metástases nos nódulos linfáticos próximos à próstata;
  • N1: existem metásteses nos nódulos linfáticos próximos da próstata;
  • M0: não existem metástases à distância;
  • M1: existem metástases em outros órgãos, ossos ou nódulos linfáticos mais afastados da próstata.

O grau do câncer permite definir o melhor tratamento e entender quais as chances de cura.

Câncer de próstata: sintomas, causas e tratamento

Possíveis causas do câncer de próstata

Não existe uma causa específica para o desenvolvimento do câncer de próstata, no entanto, alguns fatores estão associados a um maior risco de ter este tipo de câncer, e incluem:

  • Ter um parente de primeiro grau (pai ou irmão) com histórico de câncer de próstata;
  • Ter mais de 50 anos de idade;
  • Fazer uma dieta pouco equilibrada e muito rica em gorduras ou cálcio;
  • Sofrer de obesidade ou ter excesso de peso.

Além disso, homens de etnia Afro-americana também têm duas vezes mais chances de ter câncer de próstata, do que qualquer outra etnia.

Como é feito o tratamento

O tratamento para câncer de próstata deve ser orientado por um urologista, que escolhe a melhor forma de tratamento de acordo com a idade do paciente, gravidade da doença, doenças associadas e expectativa de vida.

Os tipos de tratamento que, normalmente são mais utilizados incluem:

  • Cirurgia/prostectomia: é o método mais utilizado e consiste na retirada completa da próstata através de uma cirurgia. Saiba mais sobre a cirurgia para câncer de próstata e a recuperação;
  • Radioterapia: consiste na aplicação de radiação em determinadas áreas da próstata para eliminar as células de câncer;
  • Tratamento hormonal: é usado para os casos mais avançados e consiste no uso de remédios para regular a produção dos hormônios masculinos, aliviando os sintomas.

Além disso, o médico também pode recomendar apenas a obsrevação que consiste em fazer consultar regulares no urologista para avaliar a evolução do câncer. Este tipo de tratamento é mais utilizado quando o câncer está numa fase iniciar e a evoluir muito lentamente ou quando o homem tem mais de 75 anos, por exemplo.

Estes tratamento podem ser usados individualmente ou combinados, dependendo do grau de evolução do tumor.

Bibliografia >

  • MCANINCH, Jack W.; LUE, Tom F. Urologia Geral de Smith e Tanagho. 18 ed. Porto Alegre: Artmed, 2014. 349-373.
  • GUIMARÃES, Marcos D.; CHOJNIAK, Rubens. Oncologia. Rio de Janeiro: Elsevier, 2015. 651-671.
  • GOLDMAN, Lee; SCHAFER, Andrew I.. Goldman-Cecil Medicina. 25.ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2018. 1394-1397.
  • PORTAL DA UROLOGIA. Diretrizes para o câncer de próstata. 2012. Disponível em: <https://portaldaurologia.org.br/medicos/wp-content/uploads/2017/06/50.pdf>. Acesso em 22 Out 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem