Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como tratar a ereção dolorosa

A ereção dolorosa e persistente, conhecida cientificamente como priapismo, é uma situação de emergência que pode surgir como complicação do uso de alguns medicamentos ou distúrbios do sangue, como coágulos, anemia falciforme ou leucemia, por exemplo.

Uma vez que esta alteração pode provocar lesões no pênis, devido ao excesso de sangue, seu tratamento deve ser feito o mais rápido possível no hospital. Para isso, os tratamentos mais utilizados incluem:

  • Uso de compressas geladas: permite aliviar o inchaço do órgão e a diminuir a quantidade de sangue;
  • Remoção de sangue: é feito, com anestesia local, por um médico que utiliza uma agulha para remover o excesso de sangue no pênis, aliviando a dor e o inchaço;
  • Injeção de remédios alfa-agonistas: tornam as veias mais estreitas, diminuindo a quantidade de sangue que chega até ao pênis.

Nos casos mais graves, em que não é possível resolver o problema com estas técnicas, o médico pode ainda aconselhar uma cirurgia para obstruir a artéria que leva o sangue até o pênis ou para drenar todo o sangue do órgão.

Geralmente, o homem consegue recuperar totalmente sem ficar com qualquer tipo de sequela, no entanto, é importante ir ao pronto-socorro o mais rápido possível para evitar o surgimento de lesões.

Como identificar

Os sintomas podem variar de acordo com o tipo de priapismo, sendo que o priapismo isquêmico, que é o mais perigoso, provoca:

  • Ereção que dura mais de 4 horas, não precisando estar relacionada a desejo sexual;
  • Corpo do pênis muito duro, mas com a ponta amolecida;
  • Dor intensa que pode piorar com o tempo.

Já no caso do priapismo não-isquêmico os sintomas são semelhantes, mas não existe dor. No entanto ambas as situações apresentam risco de causar lesões permanentes no pênis, podendo resultar em disfunção erétil, sendo recomendado ir ao hospital quando a ereção demora mais de 1 hora para desaparecer após terminar o estímulo.

Porque acontece

A ereção é um processo natural que acontece quando existe um estímulo físico ou psicológico, devido ao aumento da circulação do sangue para o pênis, levando a aumento do tamanho. Normalmente, a ereção desaparece alguns minutos após o prazer sexual ou depois de terminar o estímulo, porque as veias relaxam e o sangue sai do pênis, permitindo que diminua de tamanho.

Porém, algumas doenças, como anemia falciforme, leucemia ou outras alterações do sangue, podem alterar a circulação na região íntima, impedindo que a ereção desapareça.

Além disso, o uso de drogas, pancadas na região íntima e o consumo de alguns remédios, como antidepressivos ou anticoagulantes, também podem levar a este problema.

Possíveis complicações

O sangue que fica preso no interior do pênis tem menor quantidade de oxigênio e, dessa forma, vão surgindo pequenas lesões devido à falta de oxigênio. Quando a ereção dura muito tempo, as lesões vão se agravando, podendo levar ao surgimento de disfunção erétil.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...