Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Eculizumab - Para que serve

O eculizumab é um anticorpo monoclonal, vendido comercialmente com o nome de Soliris. Ele melhora a resposta inflamatória e diminui a capacidade do próprio corpo atacar as suas células sanguíneas, sendo principalmente indicado para combater uma doença rara chamada hemoglobinúria paroxística noturna.

Eculizumab - Para que serve

Para que serve

O medicamento Soliris é indicado para o tratamento de uma doença do sangue chamada Hemoglobinúria paroxística noturna; de uma doença do sangue e dos rins chamada Síndrome hemolítico urémico atípico, onde pode haver trombocitopenia e anemia, além da formação de coágulos sanguíneos, fadiga e mal funcionamento de vários órgãos, sendo também indicado para o tratamento da Miastenia gravis generalizada.

Preço

No Brasil, esse medicamento é aprovado pela Anvisa, e é disponibilizado pelo SUS mediante ação judicial, não sendo comercializado em farmácias. 

Como usar

Este remédio deve ser aplicado em forma de injeção no hospital. Geralmente o tratamento é feito com a administração gota a gota numa veia, durante cerca de 45 minutos, 1 vez por semana, durante 5 semanas, até é feito um ajuste na dose para ser usada a cada 15 dias. 

Principais efeitos colaterais

Eculizumab é geralmente bem tolerado, sendo o mais comum o aparecimento de dor de cabeça. No entanto, também podem surgir efeitos secundários como trombocitopenia, diminuição dos glóbulos vermelhos, dor na barriga, prisão de ventre, diarreia, má digestão, náusea, dor no peito, arrepios, febre, inchaço, sansaço, fraqueza, herpes, gastroenterite, inflamção da bexiga, artrite, pneumonia, meningite meningocócica, dor nos músculos, dos nas costas, dor no pescoço, tontura, diminuição do paladar, formigamento no corpo, ereção espontânea, tosse, irritação na garganta, nariz entupido, coceira no corpo, queda de cabelo, pele seca. 

Quando não deve ser usado

Soliris não deve ser usado em pessoas com alergia a algum dos componentes da fórmula, e em caso de infeção por Neisseria meningitidis não resolvida, pessoas que não tenham tomado a vacina da meningite.

Esse medicamento só deve ser usado na gravidez, sob indicação médica e se claramente necessário, porque ele passa pela placenta e pode interferir com a circulação sanguínea do bebê. Seu uso também não é indicado durante o aleitamento materno, e por isso se a mulher estiver amamentando, deverá parar por 5 meses após usar este remédio. 

Mais sobre este assunto:


Carregando
...