Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.

Dor de dente na gravidez: como aliviar e principais causas

A dor de dente é relativamente frequente na gravidez e pode surgir de forma repentina e durar horas ou dias, afetando o dente, o maxilar e até causando dor de cabeça e de ouvido, quando a dor é muito forte. É importante que assim que surgir a dor, a gestante vá ao dentista para que se possa identificar a causa e iniciar o tratamento caso haja necessidade.

Geralmente, a dor de dente na gravidez é causada pelo aumento da sensibilidade dentária e pela gengivite, que é a inflamação da gengiva, que é comum durante esta fase. Mas a dor também pode estar relacionada a outras causas como dente quebrado, abcesso ou dente do siso crescendo.

Dor de dente na gravidez: como aliviar e principais causas

O que fazer para aliviar a dor de dente na gravidez

Para aliviar a dor de dente na gravidez o que se pode fazer é:

  • Usar anestésicos como Paracetamol ou Ibuprofeno de 8 em 8 horas. Apesar de alguns medicamentos serem capazes de atravessar a barreira placentária, não estão relacionados com efeitos sobre o bebê, porém é importante que o seu uso seja indicado pelo dentista. Outros anestésicos, como a Benzocaína, por exemplo, pode trazer graves complicações para o bebê, pois consegue diminuir a circulação placentária, impedindo que quantidade suficiente de oxigênio chegue para o bebê, o que pode causar o óbito do bebê.
  • Fazer bochechos com água morna e sal ajudam a aliviar a dor, além de serem seguros para a gestante;
  • Utilizar pasta para dentes sensíveis, como Sensodyne ou Colgate Sensitive, no entanto é recomendado que a pasta não contenha flúor ou que contenha poucas quantidades, pois o flúor em excesso pode diminuir a absorção de minerais essenciais para a gestação, podendo trazer complicações para o bebê;
  • Aplicar gelo, protegido com um pano, sobre o rosto, já que ajuda a aliviar a dor e o desconforto.

Apesar da ida ao dentista ser um assunto delicado para muitas gestantes e dentistas, inclusive, é muito importante que a mulher continue com a ida regular ao dentista para que a saúde da boca seja mantida. Quando o tratamento recomendado pelo dentista é feito conforme a sua orientação, não há qualquer risco para a mãe ou para o bebê.

É importante que a gestante vá ao dentista assim que sentir dor de dente para verificar a causa e, assim, iniciar o tratamento ou realizar limpeza, obturação, tratamento de canal ou extração do dente, que são tratamentos que também podem ser realizados durante a gestação. O dentista também pode recomendar o uso de antibióticos caso verifique que haja necessidade, podendo ser indicado o uso de Amoxicilina, Ampicilina ou antibióticos da classe dos macrolídeos, sendo esses medicamentos seguros durante a gestação.

Remédio natural para dor de dente

Para aliviar a dor de dente em casa pode-se mascar 1 cravo-da-índia ou bochechos com o chá de macela e própolis, pois têm efeito anti-inflamatório. Além disso, um bom remédio natural para dor de dente é aplicar uma compressa de salsinha no dente afetado, já que este possui propriedades anti-inflamatórias que podem ajudar a aliviar a dor de dente.

Principais causas da dor de dente

Geralmente, a dor de dente é provocada pela presença de cárie em um dente, especialmente quando a higiene bucal não é feita de forma adequada. No entanto, existem outras causas para a dor de dente que incluem:

  • Gengivite: Uma inflamação causada pelo aumento da progesterona na gravidez, que levam ao sangramento durante a escovação dos dentes;
  • Dente quebrado: a rachadura do dente pode não ser visível a olho nu, porém pode provocar dor em contato com alimentos quentes ou frios;
  • Abcesso: provoca o surgimento de um inchaço na boca devido à infecção de um dente ou da gengiva;
  • Dente do siso: provoca a inflamação da gengiva e, normalmente, é acompanhado de dor de cabeça e de ouvido.

Quando a dor de dente não passa, a pessoa deve consultar um dentista, pois pode ser necessário tomar remédios como antibiótico, para tratar a infeção ou fazer limpeza, obturação, tratamento de canal ou extração do dente. As causas de dor de dente podem provocar lesões graves na polpa do dente e, nesses casos, é necessário fazer o tratamento do canal da raiz do dente no dentista.

Testes seus conhecimentos

Faça o nosso teste online a seguir para avaliar o seu conhecimento sobre saúde bucal:

Saúde bucal: você sabe cuidar dos seus dentes?

Começar o teste
Imagem ilustrativa do questionário
Imagem ilustrativa da questão
É importante consultar o dentista:
  • Cada 2 anos.
  • Cada 6 meses.
  • Cada 3 meses.
  • Quando tiver dor ou algum outro sintoma.
Imagem ilustrativa da questão
O fio dental deve ser usado todos os dias porque:
  • Evita o aparecimento de cáries entre os dentes.
  • Previne o desenvolvimento de mau hálito.
  • Evita a inflamação das gengivas.
  • Todas as anteriores.
Imagem ilustrativa da questão
Durante quanto tempo preciso escovar os dentes para garantir uma limpeza adequada?
  • 30 segundos.
  • 5 minutos.
  • Mínimo de 2 minutos.
  • Mínimo de 1 minuto.
Imagem ilustrativa da questão
O mau hálito pode ser causado por:
  • Presença de cáries.
  • Sangramento das gengivas.
  • Problemas gastrointestinais como azia ou refluxo.
  • Todas as anteriores.
Imagem ilustrativa da questão
Com que frequência é aconselhável trocar a escova de dente?
  • 1 vez por ano.
  • A cada 6 meses.
  • A cada 3 meses.
  • Apenas quando as cerdas estiverem estragadas ou com sujeira.
Imagem ilustrativa da questão
O que pode provocar problemas nos dentes e gengivas?
  • O acúmulo de placa bacteriana.
  • Ter uma dieta rica em açúcar.
  • Ter má higiene bucal.
  • Todas as anteriores.
Imagem ilustrativa da questão
A inflamação das gengivas geralmente é causada por:
  • Produção excessiva de saliva.
  • Acúmulo de placa bacteriana.
  • Acúmulo de tártaro nos dentes.
  • As opções B e C estão corretas.
Imagem ilustrativa da questão
Além dos dentes, outra parte muito importante e que nunca se deve esquecer de escovar é:
  • Língua.
  • Bochechas.
  • Céu da boca.
  • Lábio.
Anterior Próxima

Esta informação foi útil?

Sua opinião é importante! Escreva aqui como podemos melhorar o nosso texto:

Ficou alguma dúvida? Clique aqui para ser respondido.
Verifique o email de confirmação que lhe enviamos.

Bibliografia

  • VASCONCELOS, Rodrigo G et al. Atendimento odontológico a pacientes gestantes: como proceder com segurança. Revista Brasileira de Odontologia. Vol 69. 1 ed; 120-124, 2012
  • CODATO, Lucimar A. B et al. Atenção odontológica à gestante: papel dos profissionais de saúde. Ciência & Saúde Coletiva. Vol 16. 4 ed; 22997-2301, 2011
  • DA SILVA, Mara Elaine A. Protocolo Clínico para o Atendimento às Gestantes de Ribeirão das Neves. Trabalho de conclusão de curso de especialização, 2012. Universidade Federal de Minas Gerais.
Mais sobre este assunto:

Carregando
...
Enviar Mensagem