Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que comer na Dieta da Proteína

A dieta da proteína, também chamada de dieta hiperproteica ou proteica, baseia-se no aumento do consumo de alimentos ricos em proteínas, como carnes e ovos, excluindo os alimentos ricos em pão e macarrão. Comer mais proteínas ajuda a diminuir a fome e aumentar a sensação de saciedade, isso porque atua diretamente nos níveis de grelina e de outros hormônios responsáveis por regular o apetite.

Dessa forma, as proteínas podem aumentar o metabolismo, ajudando a queimar mais calorias, e a ausência de carboidratos na alimentação faria com que o organismo utilizasse outras fontes de gordura para produzir energia.

É normal que no início da dieta a pessoa sinta um pouco de fraqueza e tontura nos primeiros dias, no entanto esses sintomas normalmente passam após 3 ou 4 dias, que é o tempo necessário para o organismo se acostumar com a falta de carboidratos. Uma forma mais gradual de retirar os carboidratos e não sofrer é realizando uma dieta low carb. Saiba como fazer uma dieta low carb.

O que comer na Dieta da Proteína

Alimentos permitidos

Os alimentos permitidos na dieta da proteína são os alimentos ricos em proteínas e que possuem baixo teor de carboidratos, como por exemplo:

  • Carnes magras, peixe, ovo, presunto, presunto de peru;
  • Leite desnatado, queijos brancos, iogurte desnatado;
  • Leite de amêndoas ou qualquer noz
  • Acelga, couve, espinafre, alface, rúcula, agrião, chicória, cenoura, repolho, tomate, pepino, rabanete;
  • Azeite de oliva ou de linhaça, azeitonas;
  • Castanhas, nozes, amêndoas;
  • Sementes como chia, linhaça, gergelim, abóbora, girassol;
  • Abacate, limão.

A dieta da proteína pode ser realizada durante 15 dias com 3 dias de intervalo, podendo ser repetida por no máximo mais 15 dias.

Alimentos que devem ser evitados

Os alimentos proibidos durante a dieta da proteína são as fontes de carboidratos, como cereais e tubérculos, como pão, macarrão, arroz, farinha, batata, batata doce e mandioca. Além de grãos como os feijões, grão de bico, milho, ervilha e soja.

É recomendado tam bém evitar açúcar e alimentos que o contenham, como biscoitos, doces, bolos, refrigerantes, mel e sucos industrializados. Além disso, apesar de saudáveis, as frutas contêm grande quantidade de açúcar, devendo, por tanto serem evitadas ou não consumidas em grandes quantidades durante a dieta das proteínas.

É importante não consumir esses alimentos durante a dieta da proteína para evitar mudanças no metabolismo que façam o corpo parar de utilizar a proteína e a gordura como fonte de energia. 

Cardápio da dieta da proteína

Este é um exemplo de um cardápio completo da dieta da proteína para cumprir facilmente uma semana.

 Café da manhãAlmoçoLancheJantar
SegundaLeite desnatado com abacate e ovos mexidos com cebola e pápricaPeixe cozido com espinafre temperado com gotas de limão1 iogurte desnatado com manteiga de amendoim

Salada de alface e tomate com atum, temperada com creme de iogurte com coentro e limão

TerçaIogurte desnatado com sementes de linhaça, acompanhado com um rolinho de queijo e presunto de peruFrango grelhado com salada de pepino, alface, tomate, temperado com azeite de oliva e limãoOvo cozido e palitos de cenouraSalmão grelhado com salada de brócolis, cenoura e tomate, temperada com limão e azeite de linhaça
QuartaCafé com leite desnatado e 1 ovo cozidoOmelete com queijo e presunto e salada de rúcula temperada com azeite de oliva e limãoIogurte desnatado com sementes de chia e 2 fatias de queijoMacarrão de abobrinha com carne moída e molho de tomate natural
QuintaVitamina de abacate com leite desnatadoAtum fresco grelhado com acelga e temperado com azeite de linhaçaSuco de limão com ovo e 1 fatia de presunto de peruPeito de peru assado com tomate e queijo ralado com azeite de olive, acompanhado de salada de rúcula e cenoura ralada e temperada com limão
SextaIogurte desnatado e ovo mexido com acelga e queijoBerinjela recheada com peito de frango desfiado e refogado com páprica, cebola gratinada no forno com queijo raladoVitamina de abacate batido com leite de amêndoaOmelete com espinafre e cebolas salteadas
SábadoLeite desnatado com 2 rolinhos de queijo e presuntoSalada de alface, rúcula e pepino com abacate picado e queijo ralado e ovo cozido com molho de iogurte, salsa e limão3 nozes e 1 iogurte desnatadoCreme de cenoura com pedaços de queijo branco em cubos e coentro
DomingoCafé com leite de amêndoas e um omelete de queijo e presuntoBife grelhado com aspargos salteados no azeite de olivaFatias de abacate com manteiga de amendoimSalada de salmão defumada com alface verde e roxa, abacate picado, sementes de chia e nozes, temperada com azeite de oliva e limão

As proporções dos alimentos no cardápio apresentado variam de acordo com a idade, sexo, prática de atividade física e se a pessoa possui ou não doenças, por isso, é importante procurar um nutricionista para que seja realizada uma avaliação completa e sejam calculadas as proporções mais adequadas de acordo com a necessidade da pessoa.

O que saber antes de começar a dieta da proteína

Antes de iniciar qualquer dieta, é importante o aconselhamento médico ou de um nutricionista para não prejudicar a saúde. O nutricionista pode indicar um outro cardápio mais personalizado, levando em consideração as preferências pessoais e possíveis restrições alimentares.

Esta dieta não deve ser realizada por pessoas que possuam problemas renais, já que o consumo de grandes quantidades de proteínas podem causar ainda mais danos aos rins. A dieta só deve ser realizada por no máximo 1 mês, a partir daí é possível manter uma dieta baixa em carboidratos para manter o peso e evitar o déficit ou excesso de alguns nutrientes no organismo.

No caso de ser vegetariano existem alimentos que são ricos em proteínas vegetais, como feijão, grão de bico e quinoa, por exemplo.

Assista nesse vídeo quais são os melhores alimentos que combinados forma proteínas, assim como a carne:

Alimentos Ricos em Proteína para SECAR e GANHAR MASSA MUSCULAR

385 mil visualizações


Bibliografia

  • BATTERHAM Rachel, HEFFRON Helen et al. Critical role for peptide YY in protein-mediated satiation and body-weight regulation. Cell Metabolism. 4. 3; 223-233, 2006
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem