Dieta para gordura no fígado: o que comer e o que evitar

A dieta para gordura no fígado tem como objetivo melhorar a qualidade da alimentação para diminuir os níveis de gordura no organismo, aliviar alguns sintomas, que podem incluir perda de apetite, dor do lado direito da barriga e dor de cabeça, além de evitar complicações, como é o caso da cirrose.

A gordura no fígado, também conhecida como esteatose hepática, normalmente é causada por hábitos alimentares inadequados, sedentarismo ou obesidade. A esteatose hepática também pode surgir como uma consequência da síndrome metabólica, que é quando se tem uma ou mais doenças associadas, como diabetes, colesterol alto e pressão alta. Entenda melhor as causas e os sintomas da gordura no fígado.

Assim, na dieta para gordura no fígado é importante aumentar o consumo de frutas frescas e naturais, vegetais frescos e cereais integrais ricos em fibras. Por outro lado, deve-se diminuir a ingestão de doces, como refrigerantes, açúcar e sucos, carboidratos, como pão branco, macarrão branco e arroz branco, e alimentos gordurosos, como margarina e frituras em geral.

Dieta para gordura no fígado: o que comer e o que evitar

O que comer

Os alimentos que devem ser priorizados na dieta para gordura no fígado são:

  • Frutas frescas e naturais, como maçã, pera, abacaxi, pêssego, mamão, morangos, tangerina, laranja, graviola, limão e ameixa;
  • Vegetais frescos, como abobrinha, rúcula, espinafre, berinjela, alface, tomate, cebola, cenoura e agrião;
  • Cereais integrais, como arroz integral, pão integral, macarrão integral, quinoa e aveia em flocos;
  • Proteínas com pouca gordura, como ovos, tofu, frango e peixes de carne branca; 
  • Leite e derivados com pouca gordura, como leite e iogurte desnatados, e queijos brancos, como ricota, cottage e Minas frescal.

Além disso, alimentos ricos em gorduras saudáveis, como azeite, abacate, coco, amendoim, castanha, nozes e peixes ricos em ômega 3, como salmão e sardinha, podem ser consumidos, mas em pequenas quantidades. Confira outros alimentos ricos em ômega 3.

Veja com a nossa nutricionista mais sugestões para combater a gordura no fígado no vídeo a seguir:

Alimentos que devem ser evitados

Os alimentos que devem ser evitados no tratamento da gordura no fígado são:

  • Alimentos ricos em gordura, como queijos amarelos, requeijão, bacon, cordeiro, picanha bovina, pele de frango, carne de porco, chocolate, manteiga e margarina;
  • Cereais refinados, como arroz branco, macarrão branco, pão branco e farinha de aveia;
  • Alimentos ricos em açúcar, como biscoitos, sorvetes, doces em calda, geleias e sucos de fruta ou industrializados, como os de caixinha, garrafa ou sucos em pó;
  • Alimentos industrializados, como molhos prontos, macarrão instantâneo, comidas do tipo fast food, pães de forma e comidas congeladas;
  • Embutidos, como presunto, peito de peru, blanquet de peru, salsicha, mortadela, salame, linguiça, lombo e copa;

É também fundamental interromper o consumo de bebidas alcoólicas, como cerveja e vinhos, pois o álcool pode sobrecarregar o fígado, dificultando o tratamento.

Opção de cardápio para gordura no fígado 

A tabela a seguir traz um exemplo de cardápio de 3 dias para gordura no fígado:

Refeições

Dia 1

Dia 2

Dia 3

Café da manhã

1 pão francês integral + 2 fatias de queijo ricota + 1 xícara de chá de hortelã

1 pote de iogurte desnatado + 1 colher de sopa de aveia em flocos + 5 morangos

2 ovos mexidos + ½ pão integral + 1 tangerina

Lanche da manhã

1 pêssego médio + 3 castanhas do Pará

1 laranja + 1 punhado de amendoim natural, torrado e sem sal

1 banana + 3 nozes

Almoço / Jantar

120 g de peito de frango grelhado + 3 col. sopa de arroz integral + 1 concha pequena de feijão cozido + 1 prato de sobremesa de salada com alface, espinafre e cenoura, temperada com gotas de limão e 1 col. sopa de azeite + 1 maçã

1 filé de peixe assado + 3 col. sopa de purê de abóbora + 3 col. de sopa de salada de beterraba com cenoura cozidas, temperada com gotas de limão e orégano + 1 fatia média de melão

4 col. de sopa de ensopado de músculo com batata doce, brócolis e cenoura + salada de tomate, alface e cebola, temperada com gotas de limão e uma colher de sobremesa de azeite + 1 ameixa fresca

Lanche da tarde

2 tortilhas integrais de milho com 1 col. sopa de húmus

½ mamão papaia com 1 colher de sopa de semente de chia

1 iogurte desnatado com 1 colher de sopa de mel + 1 colher de sopa de semente de abóbora

Este cardápio é apenas um exemplo de dieta, que pode variar caso a pessoa tenha outro problema de saúde ou não. Para um melhor acompanhamento, é importante realizar uma consulta com um nutricionista para uma avaliação completa e planejamento de um cardápio de acordo com as necessidades individuais.

Outras recomendações

Durante a dieta para tratar a gordura no fígado, é importante também beber bastante água ao longo do dia, sendo recomendado o mínimo de 2 litros por dia. Uma boa opção para aumentar o consumo de água é através da ingestão de alguns tipos de chás, como chá de boldo, de alcachofra e chá verde, que além de serem hidratantes, também possuem propriedades que ajudam no funcionamento do fígado. Conheça outras opções de chás para gordura no fígado.

Além disso, é importante dormir de 7 a 9 horas por dia e praticar regularmente atividade física. Esses são alguns hábitos saudáveis que ajudam no metabolismo de energia e na regulação de hormônios, contribuindo diretamente para diminuir a gordura no fígado. Veja mais sugestões práticas para tratar a gordura no fígado.

Esta informação foi útil?
Atualizado por Equipe Tua Saúde - em Agosto de 2021. Revisão clínica por Tatiana Zanin, Nutricionista - em Agosto de 2021.

Bibliografia

  • MAHAN, L. Kathleen et al. Krause: Alimentos, Nutrição e Dietoterapia. 13.ed. São Paulo: Elsevier Editora, 2013. 645-664.
  • SCHEIDT, Lucimar et al. Nutrição na doença hepática gordurosa não alcoólica e síndrome metabólica: uma revisão integrativa. Arq. Cienc. Saúde UNIPAR. Vol.22(2). 129-138, 2018
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE NUTRIÇÃO PARENTERAL E ENTERAL. Terapia Nutricional nas Doenças Hepáticas Crônicas e Insuficiência Hepática. 2011. Disponível em: <https://diretrizes.amb.org.br/_BibliotecaAntiga/terapia_nutricional_nas_doencas_hepaticas_cronicas_e_insuficiencia_hepatica.pdf>. Acesso em 15 Nov 2019
  • MARCHESINI, Giulio et al. Diet, weight loss, and liver health in nonalcoholic fatty liver disease: Pathophysiology, evidence, and practice. Hepatology. Vol.63(6). 2032-43, 2016
  • VIEIRA, A, Karina et al. Tratamento nutricional da doença hepática. Demetra-Alimentação, Nutrição e Saúde. Vol.15. 1-15, 2020
  • SCHEIDT, Lucimar et al. Nutrição da doença hepática gordurosa não alcoólica e síndrome metabólica: uma revisão integrativa . Arquivos de Ciências da Saúde da UNIPAR. Vol.22. 2.ed; 129-138, 2018
Mais sobre este assunto: