Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Prova do laço: para que serve e como fazer

A prova do laço é um exame rápido que ajuda a identificar fragilidade dos vasos sanguíneos e a tendência ao sangramento, comum em doenças como dengue, escarlatina ou trombocitopenia, por exemplo. Durante o exame, é feita a contagem de pequenos pontos avermelhados que surgem em uma área do braço após obstrução do fluxo de sangue com um torniquete, e quanto maior a quantidade, maior o risco de hermorragias. 

Também conhecida como prova do torniquete, prova de Rumpel-Leede ou teste de fragilidade capilar, este exame é rápido e prático, por isso, faz parte das recomendações da Organização Mundial de Saúde para o diagnóstico de dengue, apesar de nem sempre este exame ser positivo nas pessoas com dengue. 

Como identifica o risco de sangramento, a prova do laço não precisa ser utilizada quando já existem sinais de hemorragia, como sangramento nas gengivas, nariz ou urina. Além disso, a prova do laço pode apresentar falsos resultados em situações como uso de aspirina, corticóides, fase de pré ou pós-menopausa, ou queimaduras solares, por exemplo.

Resultado positivo da prova do laço
Resultado positivo da prova do laço

Como é feita

Para fazer o teste da prova do laço deve-se desenhar, no antebraço, um quadrado com uma área de  2,5 x 2,5 cm e depois seguir estes passos:

  1. Avaliar a pressão arterial da pessoa com o esfigmomanômetro;
  2. Insuflar novamente o manguito do esfigmomanômetro até ao valor médio entre a pressão máxima e a mínima. É feito o cálculo pela fórmula: Pressão Arterial Máxima + Pressão Arterial Mínima dividido por 2, ou seja, se o valor de pressão arterial for 120x80, deve-se insuflar o manguito até os 100 mmHg;
  3. Esperar 5 minutos com o manguito insuflado na mesma pressão;
  4. Depois de 5 minutos desinsuflar e retirar o manguito;
  5. Deixar o sangue circular por pelo menos 2 minutos.

Por fim, deve-se avaliar a quantidade de pontos avermelhados, chamados de petéquias, dentro do quadrado na pele para saber qual o resultado do teste.

Quando o resultado é positivo

O resultado da prova do laço é considerado positivo quando surgem mais de 20 pontinhos vermelhos dentro do quadrado marcado na pele. Porém, um resultado com 5 a 19 pontinhos já pode indicar suspeita de dengue, devendo-se fazer outros exames que ajudam a confirmar se há ou não a infecção.

É importante lembrar que o exame pode ser falso negativo mesmo em pessoas que têm a doença, por isso, caso haja suspeita, o médico deverá solicitar outras avaliações para confirmar. Além disso, pode ser positivo em outras doenças que provocam fragilidade capilar e risco de sangramento, como outras infecções, doenças da imunidade, doenças genéticas ou até, uso de remédios como aspirina, corticóide e anticoagulantes, por exemplo.

Desta forma, pode-se observar que este exame é pouco específico e deve ser feito apenas para auxiliar no diagnóstico da dengue. Saiba mais sobre as outras causas de sangramento na pele

Que outros exames podem ser necessários

Para ajudar no diagnóstico da dengue, o médico deverá, ainda, fazer a avaliação clínica da pessoa afetada e poderá solicitar outros exames mais específicos para ajudar no diagnóstico, que incluem:

  • Teste rápido (NS1);
  • Sorologia para dengue;
  • Hemograma (com contagem de plaquetas para avaliar o risco de hemorragia).

Veja quais os principais sintomas que podem indicar uma infecção por dengue.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...