Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.

Condiloma plano: o que é, sintomas e tratamento

O condiloma plano corresponde a lesões grandes, elevadas e cinzentas nas regiões de dobras, e que surgem como consequência da infecção pela bactéria Treponema pallidum, que é responsável pela sífilis, uma infecção sexualmente transmissível.

O condiloma plano é um sinal indicativo da sífilis secundária, em que a bactéria, depois de um período de inatividade, volta a estar ativa e leva ao aparecimento de sintomas mais generalizados. É importante que o infectologista seja consultado para que seja feito o diagnóstico e iniciado o tratamento com antibióticos com o objetivo de promover a cura da doença.

Condiloma plano: o que é, sintomas e tratamento

Sintomas de condiloma plano

O condiloma plano é um dos sintomas característicos da sífilis secundária, sendo caracterizado por ser lesões na pele, grandes e cinzentas que costumam surgir nas regiões de dobras. No caso dessas lesões estarem presentes no ânus, é possível também que o condiloma apresente sinais de irritação e inflamação, sendo também rico em bactérias.

Os sintomas de sífilis secundária surgem cerca de 6 semanas após o desaparecimento das lesões presentes na sífilis primária e além do condiloma plano é possível verificar o inchaço das ínguas, dor de cabeça e muscular, mal estar, febre baixa, perda de apetite, e aparecimento de manchas vermelhas pelo corpo.

É comum que os sintomas de sífilis secundária surjam em surtos que regridem espontaneamente, ou seja, os sintomas podem aparecer periodicamente e desaparecer, no entanto não significa que após o desaparecimento dos sintomas a bactéria tenha sido eliminada. Por isso, é importante que a pessoa vá periodicamente ao médico para que seja realizado exame de sangue e possa ser verificada a evolução da doença

Saiba reconhecer os sintomas de sífilis.

Como é feito o tratamento

O tratamento para o condiloma plano tem como objetivo promover o alívio dos sintomas através do combate ao agente infeccioso, sendo necessário para isso o uso de antibióticos. O médico normalmente recomenda 2 injeções de penicilina benzatina de 1200000 UI por semana durante três semanas, no entanto a dose e duração do tratamento podem variar de acordo com a gravidade dos outros sintomas apresentados pela pessoa. Veja como é feito o tratamento para sífilis.

É também importante que seja realizado exame VDRL entre 3 e 6 meses após o início do tratamento para verificar se está sendo eficaz ou se são necessárias mais injeções.

Confira mais detalhes sobre a sífilis, sintomas e tratamento no vídeo a seguir:

Esta informação foi útil?

Sua opinião é importante! Escreva aqui como podemos melhorar o nosso texto:

Ficou alguma dúvida? Clique aqui para ser respondido.
Verifique o email de confirmação que lhe enviamos.

Bibliografia

  • PROGRAMA MUNICIPAL DE DST/ AIDS DE SÃO PAULO SETOR DE ASSISTÊNCIA DO NÚCLEO DE DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS. Diretrizes para o diagnóstico e tratamento do HPV na Rede Municipal especializada em DST/ AIDS. 2008. . Acesso em 14 Mar 2019
  • FEDERAÇÃO BRASILEIRA DAS ASSOCIAÇÕES DE GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA. Manual de Orientação Trato Genital Inferior. 2010. Disponível em: <https://www.febrasgo.org.br/images/arquivos/manuais/Manual_de_Patologia_do_Trato_Genital_Inferior/Manual-PTGI-Cap-10-Condiloma.pdf>. Acesso em 14 Mar 2019
Mais sobre este assunto:

Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem