Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como tratar a síndrome de Mallory-Weiss

O tratamento para a síndrome de Mallory-Weiss, que é um problema que provoca sangramento do esôfago após vômitos constantes, deve ser orientado por um gastroenterologista e, normalmente, é iniciado em internamento no hospital para parar a hemorragia e estabilizar o estado geral do paciente.

Durante o internamento pode ser necessário receber soro diretamente na veia ou fazer transfusões de sangue para compensar a perda de sangue e evitar que o paciente entre em choque.

Assim, depois de estabilizar o estado geral, o médico pede a realização de uma endoscopia para observar se a lesão do esôfago continua sangrando. Dependendo do resultado da endoscopia, o tratamento é adequado da seguinte forma:

  • Lesão sangrando: o médico utiliza um pequeno aparelho que desce pelo tubo de endoscopia para fechar os vasos sanguíneos danificados e parar a hemorragia;
  • Lesão que não sangra: o gastroenterologista receita remédios antiácidos, como Omeprazol ou Ranitidina, para proteger o local da lesão e facilitar a cicatrização.

A cirurgia para a síndrome de Mallory-Weiss só é utilizada nos casos mais graves, em que o médico não consegue parar o sangramento durante a endoscopia, sendo necessário fazer cirurgia para costurar a lesão.

Após o tratamento, o médico pode ainda marcar várias consultas e outros exames de endoscopia para garantir que a lesão esteja cicatrizando corretamente.

Causas da síndrome de Mallory-Weiss

A síndrome de Mallory-Weiss é causada pelo aumento repentino da pressão dentro do esôfago e, por isso, é mais frequente em situações de vômitos frequentes, tosse profunda ou soluços constantes, por exemplo.

Sintomas da síndrome de Mallory-Weiss

Os principais sintomas da síndrome de Mallory-Weiss incluem:

  • Vômito com sangue;
  • Fezes muito escuras e com cheiro fétido;
  • Cansaço excessivo;
  • Náuseas e tonturas.

Estes sintomas também podem indicar outros problemas gástricos, como úlcera ou gastrite, por exemplo, e, por isso, é recomendado ir ao pronto-socorro para fazer uma endoscopia, diagnosticar o problema e iniciar o tratamento adequado.

Veja outros sinais de problemas de estômago que podem provocar sintomas semelhantes:

Mais sobre este assunto:


Carregando
...