Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sinais que podem indicar alergia ao medicamento

Os sintomas de alergia a um medicamento podem surgir imediatamente após tomar uma injeção ou inalar o medicamento, ou até 1 hora depois de tomar um comprimido.

Olhos vermelhos e inchados são sinais de alerta, e nesse caso deve-se observar se estão presentes sintomas mais graves como inchaço da língua que impede a passagem do ar. Se houver essa suspeita deve-se chamar uma ambulância ou levar a vítima para o pronto-socorro o mais rápido possível. 

Alguns medicamentos como ibuprofeno, penicilina, antibióticos, barbitúricos, anticonvulsivantes e até a insulina têm um risco muito elevado de causar alergia, especialmente em pessoas com hipersensibilidade a estas substâncias. No entanto, a alergia também pode surgir mesmo quando a pessoa já tomou o remédio antes e nunca provocou qualquer tipo de reação.

Veja os remédios que geralmente causam alergia medicamentosa.

Sinais menos graves:

  • Coceira e vermelhidão numa região da pele ou em todo o corpo;
  • Febre acima de 38ºC;
  • Sensação de nariz escorrendo;
  • Olhos vermelhos, lacrimejando e inchados;
  • Dificuldade para abrir os olhos.

O que fazer:

Se estes sintomas estiverem presentes, pode-se tomar um remédio para alergia, como hidroxizina, em forma de comprimido. Quando os olhos estão vermelhos e inchados, colocar uma compressa de soro fisiológico gelado por cima dos olhos ajuda a diminuir o inchaço e o desconforto. Se não houver sinais de melhora em 1 hora, deve-se ir ao pronto-socorro. Também deve-se ir ao pronto-socorro imediatamente se houverem sinais mais graves.

Olhos inchados e avermelhadosOlhos inchados e avermelhados
Aumento do inchaço e dificuldade para abrir os olhosAumento do inchaço e dificuldade para abrir os olhos

Sinais mais graves

A alergia provocada por medicamentos também pode levar ao surgimento de anafilaxia, que é uma reação alérgica grave que pode colocar em risco a vida do paciente, apresentando sintomas como:

  • Inchaço da língua ou da garganta;
  • Dificuldade para respirar;
  • Tonturas;
  • Sensação de desmaio; 
  • Confusão mental;
  • Náuseas;
  • Diarreia;
  • Aumento dos batimentos cardíacos.

O que fazer:

Deve-se chamar uma ambulância ou levar a pessoa imediatamente para o hospital porque ela tem risco de vida. Ainda na ambulância podem ser iniciados os primeiros socorros e o tratamento é iniciado com a injeção de anti-histamínicos, como Hidroxizina ou Cetirizina, diretamente na veia, para aliviar o inchaço e a coceira, e o uso de nebulizações com remédios broncodilatadores, como Budesonida ou Salbutamol, para facilitar a respiração.

Já no caso de uma reação anafilática, além dos medicamentos indicados anteriormente, o tratamento também é feito com injeções de adrenalina e o paciente deve ficar internado durante algumas horas para que os seus sinais vitais sejam avaliados constantemente, evitando que o choque anafilático volte a surgir.

Geralmente não é necessário ficar internado no hospital e o paciente tem alta assim que os sintomas desaparecerem.

Saiba quais são os Primeiros socorros para choque anafilático

É possível evitar essa alergia?

A única forma de evitar ter uma alergia a um determinado medicamento consiste em não utilizar esse medicamento. Assim, caso se tenha desenvolvido anteriormente sintomas de alergia após usar o medicamento ou seja informado de que possui alergia a um determinado remédio, é importante avisar médicos, enfermeiros e dentistas antes de iniciar qualquer tipo de tratamento. Depois que a pessoa desenvolve alergia ao medicamento, ela não deverá voltar a usá-lo, porque existe o risco de uma reação ainda mais grave. 

Ter sempre a informação de que possui alergia a algum medicamento é uma boa forma de evitar usá-lo, mas uma outra possibilidade é utilizar sempre uma pulseira com o tipo de alergia, indicando os nomes de cada medicamento.

Como saber se tenho alergia a algum medicamento

O diagnóstico da alergia a um determinado medicamento geralmente é feito pelo clínico geral através da observação do historial clínico e dos sintomas desenvolvidos após o uso do remédio.

Mas além disso, o médico pode pedir um teste de alergia que consiste em aplicar uma gota do medicamento na pele e observar a reação. Porém, em alguns casos, o risco de fazer o teste é muito elevado e, por isso, o médico pode diagnosticar a alergia apenas com base no historial do paciente, especialmente quando existem outros remédios que podem substituir esse medicamento. Saiba mais sobre esta forma de identificar precocemente a alergia medicamentosa em: Teste de alergia.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...