Sapato do bebê e da criança: como escolher, tipos e tamanho

Revisão clínica: Marcelle Pinheiro
Fisioterapeuta
novembro 2021

​Os primeiros sapatos do bebê podem ser de lã ou tecido, mas quando o bebê começar a andar, entre 15 e 18 meses, é preciso investir num bom sapato que consiga proteger os pés sem causar danos ou deformidades e que podem até mesmo ajudar o bebê a andar.

Usar sapatos pouco apropriados pode ser mais econômico no momento, mas isso pode acabar prejudicando o desenvolvimento motor do bebê, assim como prejudicar o desenvolvimento de todas as curvaturas do pé, favorecendo o aparecimento de pé chato ou causar bolhas e calos

Por isso, a escolha do sapato de acordo com a idade e etapa do desenvolvimento do bebê é importante para o seu crescimento adequado e para a prevenção de problemas de coluna, postura e pés, sendo recomendado que o pediatra seja consultado em caso de dúvidas ou presença de sintomas que indiquem alteração na caminhada do bebê.

Tipos de sapatos para bebês e crianças

A criança e o bebê necessitam de um sapato especial ao longo do seu desenvolvimento, pois os seus pés não estão completamente formados e estão em constante crescimento. O tipo de sapato deve estar adequado a cada uma das etapas do desenvolvimento:

Idade entre 0 a 6 meses

Nessa etapa de desenvolvimento, os sapatos não são necessários, já que o bebê não começou a caminhar, podendo o bebê usar meias sem costura. No entanto, tanto a meia quanto o sapato devem ter como objetivo proteger os pés do frio, pancadas e umidade. Os sapatos para essa idade devem ser:

  • De material flexível;
  • Com fecho de velcro;
  • Interior macio e sem costuras;
  • Com sola de tecido, liso e macio.

O sapato para criança de 0 a 6 meses deve ter uma ponta redonda ou quadrada e não deve ser muito apertado. Além disso, a parte de trás deve ser flexível e macia e ter uma elevação.

Idade entre 6 a 18 meses

Os sapatos para esta idade continuam sendo opcionais, no entanto o seu uso é recomendado para proteger os pés do bebê dos diferentes tipos de solo. As características dos sapatos seguem sendo as mesmas que na idade mencionada anteriormente, levando em consideração que a parte traseira pode ser alta e sempre tendo atenção à maciez e flexibilidade dessa parte.

Idade entre 1 ano e meio a 3 anos

Nesta idade, o bebê já caminha com os dois pés e, por isso, é necessário mudar os sapatos, que devem:

  • Ter ponta redonda ou quadrada com um reforço para proteger os dedos;
  • Serem macio e flexível;
  • Ter solado plano e, caso tenha alguma altura, esta deve ter entre 3 a 5 mm;
  • Não ter costuras internas.

A parte do sapato onde ele é preso, deve ser no peito do pé. Além disso, o material deve permitir a transpiração do pé para evitar a umidade.

Idade entre 4 e 7 anos

As crianças entre 4 a 7 anos tendem a brincar mais, correndo e saltando com maior frequência, por exemplo. Por isso, o sapato deve ter uma sola flexível de 5 a 10 mm de espessura e que proporcione o amortecimento, além de que a altura deve ter entre 5 e 10 mm. O tipo de fechamento recomendado é do tipo velcro, para que seja mais fácil da criança tirar e colocar.

É importante que caso seja notado algum sinal de dor, mudança na forma de caminhar ou alterações no pé, o pediatra seja informado, pois assim é possível que seja indicado um calçado mais adequado à idade.

Como saber o tamanho do sapato

Para saber o número que a criança calça, é necessário medir o tamanho da sola do pé utilizando uma régua ou um medidor especial que normalmente está presente em lojas de calçados, em que é possível retirar o gabarito presente nos sapatos e comparar com o pé da criança. A ideia é que a palmilha seja pelo menos 1 dedo maior que o pé, para que fique confortável.

Tabela com o tamanho do sapato para crianças de 0 meses a 5 anos

A tabela a seguir mostra o possível tamanho do pê do bebê e da criança, levando em consideração o pé em centímetros e a idade da criança:

Tamanho do pé (em centímetros)Número do sapato (BR)Número do sapato (U.S)Número do sapato (U.E)Idade da criança
7,9 - 8,3 cm130 - 0,515 - 160 a 1 mês e meio
8,9 - 9,2 cm13 - 141 - 1,516 - 171 mês e meio a 3 meses
9,5 - 10,2 cm14 - 162 - 2,517 -183 a 6 meses
10,5 - 10,8 cm15 - 183 - 3,518 - 196 a 9 meses
11,4- 11,7 cm17 - 194 - 4,519 - 209 a 12 meses
12,1 - 12,7 - 13 cm18 - 225 - 5,520 - 21 -2212 a 18 meses
13,3 - 14 cm20 - 226,5 - 722 - 2318 a 24 meses
14,3 - 14,6 cm21 - 257,5 - 824 - 2424 a 30 meses
15,2 - 15,6 -15,9 cm22 - 278,5 - 9 - 9,525 - 25 -2630 meses até 4 anos
16,5 - 16,8 - 17,1 cm26 - 2710 - 10,5 - 1127 - 27 -284 anos
17,8 - 18,1 - 18,4 cm2711,5 - 12 - 12,529 - 30 - 305 anos

Tabela com o tamanho do sapato para crianças entre 6 e 10 anos

A partir dos 6 anos, o tamanho do pé varia de acordo com a velocidade de crescimento da criança. A tabela abaixo indica o número de sapato de acordo com o tamanho do pé em centímetros:

Tamanho do pé (em centímetros)Número do sapato (BR)Número do sapato (U.S)Número do sapato (U.E)
19,1281331
19,42813,531
19,729132
20,3301,533
20,630233
21312,534
21,631334
21,9323,535
22,232436
22,933 - 344,536
23,234 - 355

37

O tamanho do sapatos podem variar de acordo com o fabricante e, por isso, algumas lojas utilizam um medidor para verificar o tamanho mais adequado do calçado para a criança.

Os sapatos são realmente necessários quando o bebê começa a caminhar, sendo recomendado trocar a cada 2 a 3 meses, devendo ser substituído por um calçado de número maior, porém não tão grande, já que há risco de que o bebê caia.

Quando trocar o sapato da criança

O pé da criança e do bebê estão em constante crescimento e, por isso, é importante que o tamanho do calçado seja adequado ao seu crescimento, devendo mudar regularmente para evitar complicações que possam alterar a forma de caminhar, a postura e a coluna. Por isso, a troca de calçado deve acontecer de acordo com a idade da criança:

  • De 0 a 1 ano e meio: troca a cada 2 meses;
  • De 1 ano e meio a 2 anos e meio: troca a cada 3 meses;
  • De 2 anos e meio a 4 anos: troca a cada 4 meses;
  • De 4 a 6 anos: troca a cada 6 meses;
  • De 6 a 9 anos: troca a cada 3 a 4 meses.

É importante observar com frequência o calçado e os pés da criança para avaliar o desgaste dos sapatos e se existem sinais nos pés que indiquem que o calçado está causando dor ou irritação, por exemplo, sendo necessário trocar o sapato.

Cuidados ao escolher o sapato da criança

Para comprar o sapato da criança, os pais devem observar se o calçado é cômodo, verificando se ao colocar o sapato fechado e como meia, fica sobrando 1 a 2 cm na frente do dedão do pé. Outro cuidado é verificar a qualidade do tecido, já que as crianças correm, saltam e arrastam os pés no solo e, por isso, o tecido deve ser resistente e de alta duração.

Uma das características mais importantes do sapato da criança é que a palmilha tenha uma curva para cima para auxiliar na formação do arco do pé da criança. Todos os bebês possuem o pé chato desde o nascimento e por volta dos 3 ou 4 anos, o arco do pé vai se formando e, por isso, escolher um sapato ou sandália semi-ortopédica é uma excelente estratégia para evitar que a criança tenha pé plano e necessite de tratamento.

Os sapatos e tênis de velcro ajudam as crianças a se calçarem sozinhos e não desamarrarem acidentalmente, evitando quedas. Se a palmilha do calçado tiver amortecimento, melhor, pois assim é possível garantir todo o conforto para a criança. Ter esses cuidados evita a formação de bolhas e garante o bom desenvolvimento do pé do bebê.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em novembro de 2021. Revisão clínica por Marcelle Pinheiro - Fisioterapeuta, em novembro de 2021.

Bibliografia

  • INSTITUTO DE BIOMECÁNICA DE VALENCIA. GUÍA PARA EL ASESORAMIENTO EN LA SELECCIÓN DEL CALZADO INFANTIL. Disponível em: <https://www.ibv.org/wp-content/uploads/2020/01/Guia_calzado_INFANTIL.pdf>. Acesso em 03 nov 2021
  • REYES, Armando. Calzado en la edad pediátrica. Acta Pediátrica de México . 39. 2; 202-207, 2018
Revisão clínica:
Marcelle Pinheiro
Fisioterapeuta
Formada em Fisioterapia pela UNESA em 2006 com registro profissional no CREFITO- 2 nº. 170751 - F e especialista em dermatofuncional.