Alimentação do bebê aos 7 meses

Na alimentação do bebê com 7 meses, o leite materno, que deve ser oferecido seguindo a vontade da criança, ou a fórmula infantil, de acordo com a recomendação do pediatra, ainda são as principais refeições do bebê.

Durante o 7º mês, a alimentação do bebê deve ser composta por leite materno, ou fórmula infantil, no café da manhã e antes de dormir, papa no almoço e no jantar, e papa de frutas frescas e leite materno, ou fórmula infantil, nos lanches da manhã e da tarde. As refeições devem ser à base de frutas e vegetais frescos, cereais, proteína e leguminosas.

Além disso, durante as refeições, é importante que os pais saibam reconhecer os sinais de que a criança ainda está com fome, como quando o bebê quer pegar um alimento ou aponta para a comida, assim como os sinais de saciedade, que acontecem quando a criança come mais devagar ou demora para engolir, por exemplo.

Alimentação do bebê aos 7 meses

Como deve ser a alimentação

Aos 7 meses, a gengiva é dura, pois os dentes estão prestes a nascer, permitindo que o bebê amasse melhor os alimentos. Por isso, nesta fase a alimentação do bebê já pode ter alimentos menos amassados, ou picados em pedaços pequenos, com a supervisão de adultos para evitar que a criança engasgue. 

Nesta fase, também é importante estimular o bebê a pegar a colher, levando a comida até a boca ou deixar pegar os alimentos com as mãos, para ajudar no desenvolvimento da coordenação motora e para que crie uma relação melhor com os alimentos.

A alimentação do bebê de 7 meses deve ser composta por 6 refeições diárias, sendo que o café da manhã e a ceia são feitos somente com leite materno ou fórmula infantil. As outras 4 refeições do bebê são os lanches da manhã e tarde, o almoço e o jantar, que devem incluir alimentos como frutas, verduras, legumes, feijões, cereais e carnes.

Apesar de ser importante ter uma rotina de horários para o bebê se integrar na rotina da casa, estes horários devem ser flexíveis, respeitando o sono do bebê e possíveis alterações na rotina, como as viagens, por exemplo.

1. Papa principal

A quantidade de comida servida é um pouco maior do que quando a criança tinha 6 meses, ficando em média de 3 a 4 colheres de sopa de alimentos na papa principal no almoço e jantar. A papa deve ser amassada com o garfo ou picada em pequenos pedaços, e pode ser temperada com ervas frescas como cebolinha e manjericão, sem adição de sal. Esta papa deve ser composta por:

  • 1 colher de sopa de cereais, como arroz, macarrão ou tubérculos, como batata, batata doce ou aipim;
  • 1 colher de sopa de leguminosas, como feijão, ervilha, lentilha, soja ou grão de bico;
  • 1 colher de sopa de proteína animal, como carne bovina, fígado, peixes, frango ou 1 ovo.

Além disso, a papa principal do bebê também deve ter 1 colher de sopa de verduras e legumes como repolho, abóbora, beterraba, cenoura,  abobrinha e chuchu, pois são fontes de vitaminas e minerais necessários para o crescimento do bebê.

2. Frutas

As frutas devem ser raspadas, amassadas ou picadas e servidas em ½ porção nos lanches da manhã e da tarde, complementando o leite materno ou fórmula infantil. As frutas frescas, típicas da região e da estação devem ser priorizadas, por serem mais nutritivas, saborosas, além de serem mais baratas.

Após as papas principais, se a criança quiser, pode-se oferecer 1/2 fruta, para ajudar na absorção do ferro dessas refeições. Alguns exemplos de frutas para a alimentação do bebê são laranja, pera, banana, melão, mamão, abacate, caqui e manga .

3. Leite materno ou fórmula infantil

Aos 7 meses, o leite materno ainda é o principal alimento do bebê, sendo recomendado durante as papas principais e de frutas, sob livre demanda, que é quando o bebê desejar. Já a fórmula infantil, deve ser dada ao bebê somente se houver recomendação do pediatra.

4. Água

A Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda que se dê o total de 800 mL de água por dia para o bebê de 7 meses, devendo ser servida em um copo, e nos intervalos entre as refeições. A ingestão adequada de água evita uma sobrecarga dos rins e prisão de ventre do bebê. Saiba qual a quantidade de água para dar ao bebê.

Cardápio exemplo para o bebê de 7 meses

Abaixo segue um exemplo de cardápio de 3 dias para a alimentação de um bebê com 7 meses:

Refeições

Dia 1

Dia 2

Dia 3

Café da manhã

Leite materno ou fórmula infantil.

Leite materno ou fórmula infantil.

Leite materno ou fórmula infantil.

Lanche da manhã

1 fatia pequena de melão picado em pedaços pequenos  + leite materno ou fórmula infantil.

½ laranja picada em pedaços pequenos  + leite materno ou fórmula infantil.

1 fatia pequena  de mamão papaia picado + leite materno ou fórmula infantil.

Almoço / Jantar

1 1 col de sopa de aipim cozido amassado + 1 1 col de sopa de chuchu cozido picado + 1 col sopa de lentilha cozida + 1 col sopa de fígado de frango ensopado + 1 ⁄ 2 pera picada em pedaços pequenos.

1 1 col de sopa de couve-flor cozida e picada + 1 col de sopa de arroz com cozido + 1 col de sopa de feijão cozido + 1 ovo cozido picado + 1 pedaço pequeno de manga picada em pedaços pequenos.

1 1 col de sopa de macarrão cozido e picado com molho de tomate caseiro + 1 col de sopa de abobrinha cozida  picada + 1 col de sopa de carne moída + 1 fatia pequena de abacaxi picado em pedaços pequenos.

Lanche da tarde

½ maçã raspada + leite materno ou fórmula infantil.

½  kiwi picado em pedaços pequenos + leite materno ou fórmula infantil.

1 fatia pequena de abacate picado em pedaços pequenos + leite materno ou fórmula infantil.

Ceia

Leite materno ou fórmula infantil.

Leite materno ou fórmula infantil.

Leite materno ou fórmula infantil.

O cardápio acima é apenas um exemplo de alimentação para o bebê com 7 meses, podendo variar se o bebê recebe ou não aleitamento materno ou fórmula infantil, e se existe alguma alteração na saúde do bebê. O acompanhamento com um pediatra e nutricionista é fundamental para o planejamento adequado da alimentação de cada bebê. 

Receitas para o bebê de 7 meses

Veja algumas receitas de papas para o bebê aos 7 meses.

Abaixo segue sugestão de duas receitas para a alimentação complementar para o bebê de 7 meses:

Frango cozido

Alimentação do bebê aos 7 meses

Ingredientes:

  • 1 pedaço pequeno de frango sem pele;
  • 1 colher de chá de cebola ralada;
  • 1 colher de café de azeite extra virgem;
  • ¾ de copo de água;
  • 1 colher de café de salsa fresca picada.

Modo de preparo:

Em uma panela, refogar a cebola no azeite e adicionar o frango. Acrescentar a água e deixar cozinhar por 15 minutos. Adicionar, no fim, a salsa. Desligar o fogo e retirar o frango para desfiar. Servir acompanhado de vegetais, leguminosas e cereais ou tubérculos.

Carne desfiada com maxixe e aipim

Alimentação do bebê aos 7 meses

Ingredientes:

  • 3 colheres de sopa de carne (músculo, patinho ou coxão mole) moída ou picada;
  • 1 unidade média de mandioca;
  •  1 unidade pequena de maxixe;
  • 1 colher de chá de cebola ralada;
  • 1 colher de café de azeite extra virgem;
  • 1 colher de sobremesa de cheiro verde picado;
  • 2 xícaras e meia de água (400 ml).

Modo de preparo:

Colocar em uma panela pequena o azeite e a cebola e levar ao fogo. Acrescentar a carne e a mandioca em pedaços pequenos. Colocar a água e tampar a panela, cozinhando em fogo baixo por 20 minutos; Colocar o maxixe em picado em cubos e cozinhar por mais 10 minutos. Acrescentar o cheiro verde no minuto final, misturar bem e desligar o fogo. Servir com uma porção de leguminosas.

Cuidados ao preparar as refeições do bebê

Durante o preparo das refeições do bebê, é importante higienizar bem as frutas, legumes e verduras, bem como os utensílios usados para preparar e servir as refeições do bebê. 

Além disso, é importante lavar bem as mãos com água e sabão antes de começar a cozinhar e de servir as refeições, para evitar a contaminação dos alimentos. As mãos das crianças também devem ser lavadas antes de comer para evitar microrganismos e parasitas que podem causar doenças, como verminose ou infecção intestinal.

É fundamental guardar os alimentos cozidos na geladeira por no máximo 1 dia, no caso dos peixes e frutos do mar, e 3 dias (72 horas), no caso dos demais alimentos. Este cuidado ajuda a evitar que os alimentos estraguem, prevenindo uma intoxicação alimentar no bebê.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA. Manual de orientação do departamento de nutrologia: alimentação do lactente ao adolescente, alimentação na escola, alimentação saudável e vínculo mãe-fi lho, alimentação saudável e prevenção de doenças, segurança alimentar. 2012. Disponível em: <https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/publicacoes/14617a-pdmanualnutrologia-alimentacao.pdf>. Acesso em 14 Jun 2021
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Receitas Regionais para crianças de 6 a 24 meses. 2010. Disponível em: <https://www.cfn.org.br/wp-content/uploads/2017/11/12-receitas-regionais-para-criancas-de-6-a-24-meses.pdf>. Acesso em 14 Jun 2021
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Guia Alimentar Para Crianças Brasileiras Menores De 2 Anos. 2019. Disponível em: <http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/publicacoes/guia_da_crianca_2019.pdf>. Acesso em 14 Jun 2021
Mais sobre este assunto: