Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.

Alimentação do bebê aos 6 meses

A alimentação do bebê deve ser exclusiva de leite materno até o 6º mês de vida, mas a amamentação pode ser mantida em forma complementar até os 2 anos ou mais. Além disso, seguindo a recomendação da Sociedade Brasileira de Pediatria, a partir do 6º mês é importante iniciar a introdução de alimentos na dieta do bebê, com orientação de um pediatra ou nutricionista.

A partir do 6º mês devem ser oferecidas papas no almoço ou no jantar, com cereais ou tubérculos, vegetais frescos, proteína animal e feijões, e nas pequenas refeições, papa de frutas frescas. Não se deve peneirar, liquidificar ou usar mixer, priorizando refeições amassadas com garfo ou raspadas (no caso das frutas), para ajudar no desenvolvimento da mastigação, respiração e o reconhecimento dos diferentes sabores e texturas dos alimentos.

É importante que as refeições do bebê sejam feitas junto à família, em um ambiente calmo, sem TVs ou celulares, para que se crie uma boa relação e aceitação dos novos alimentos. Além disso, é recomendado que o bebê possa segurar a colher e até mesmo pegar nos alimentos, com supervisão dos pais, pois isto estimula o desenvolvimento da coordenação motora, sendo uma abordagem similar ao método BLW. Veja mais sobre o método BLW.

Alimentação do bebê aos 6 meses

Como deve ser a alimentação

Nas primeiras refeições, o bebê come pouca quantidade, pois as necessidades nutricionais são menores que as dos adultos e ele ainda está desenvolvendo a capacidade de mastigar e engolir os alimentos. Assim, é importante não forçar o bebê a comer mais do que ele aceitar. 

Além disso, é importante tentar servir na colher os alimentos de forma separada, para ajudar na formação do paladar da criança. Pode ser necessário que o bebê precise provar entre 8 a 10 vezes alguns alimentos, pois é o tempo necessário para reconhecer o sabor, a textura e aceitá-los.

O bebê com 6 meses precisa, além da amamentação, fazer 3 refeições por dia, que devem ser ricas em fibras, vitaminas, minerais, proteínas e gorduras boas, presentes em alimentos como frutas, verduras, legumes, feijões, cereais e carnes:

1. Papa principal

É recomendado que a papa seja servida somente no almoço ou no jantar, amassada com garfo ou em forma de purê, podendo ser temperada com ervas frescas como salsa, cebolinha e alecrim, sem adição de sal e devem ser compostas por:

  • Cereais, como arroz, macarrão ou tubérculos, como batata, batata doce e aipim;
  • Leguminosas, como feijão, soja, lentilha, grão de bico;
  • Proteína animal, como carne bovina, fígado, peixes, frango ou ovos.

Além disso, é importante que seja composta por verduras e legumes como abóbora, brócolis, beterraba, cenoura e repolho, pois assim é possível obter todos os nutrientes essenciais para o desenvolvimento do bebê.

2. Frutas

As frutas frescas raspadas ou amassadas devem ser dadas ao bebê nos lanches da manhã e da tarde. Alguns exemplos de frutas para a alimentação do bebê de 6 meses são maçã, pera, banana, mamão, abacate, caqui e melancia.

3. Leite materno ou fórmula infantil

É indicado oferecer o leite materno ao bebê como complemento da papa principal e da fruta, e sob livre demanda, que é quando o bebê desejar. Por outro lado, a fórmula infantil deve ser dada ao bebê seguindo as recomendações do pediatra.

Alimentação do bebê aos 6 meses

Cardápio exemplo para o bebê de 6 meses

Ao iniciar a alimentação do bebê de 6 meses é importante ter uma boa higienização das frutas, legumes e verduras e dos utensílios usados no preparo das refeições. É importante também servir a refeição com uma colher de plástico, para que o bebê não se machuque.

Veja um exemplo de cardápio de 3 dias para a alimentação do bebê com 6 meses:

Refeições

Dia 1

Dia 2

Dia 3

Lanche da manhã

Maçã raspada + leite materno ou fórmula infantil.

Caqui amassado + leite materno ou fórmula infantil.

Mamão amassado + leite materno ou fórmula infantil.

Almoço / jantar

1 colher de sopa de batata-doce cozida amassada + 1 colher de sopa de purê de abóbora + 1/2 ovo cozido + 1 colher sopa de feijão com caldo amassado.

1 colher de sopa de brócolis cozido amassado + 1 colher de sopa de arroz cozido amassado + 1 colher de sopa de ervilha amassada + 1 colher de sopa de peixe cozido bem desfiado.

1 colher de sopa aipim cozido amassado + 1 colher de sopa de cenoura cozida amassada + 1 colher sopa feijão com caldo amassado + 1 colher de sopa de carne moída.

Lanche da tarde

Pera raspada + leite materno ou fórmula infantil.

Banana amassada + leite materno ou fórmula infantil.

Abacate amassado + leite materno ou fórmula infantil.

Jantar

Leite materno ou fórmula infantil.

Leite materno ou fórmula infantil.

Leite materno ou fórmula infantil.

Ceia

Leite materno ou fórmula infantil.

Leite materno ou fórmula infantil.

Leite materno ou fórmula infantil.

O cardápio acima é apenas um exemplo, que pode variar se o bebê recebe aleitamento materno ou não, com a aceitação dos alimentos e se há alteração na saúde do bebê, por exemplo. Por isso, é fundamental ter uma consulta com um pediatra e um nutricionista para adequar a alimentação às especificidades de cada bebê. 

A Sociedade Brasileira de Pediatria também recomenda que seja oferecido ao bebê um pouco de água, que deve ser servida em um copo e nos intervalos entre as refeições, para evitar sobrecarga dos rins. Entenda mais sobre a quantidade de água para dar ao bebê.

Receitas para o bebê de 6 meses

Veja abaixo duas receitas simples para a alimentação complementar para o bebê com 6 meses:

1. Arroz colorido (ovo, cenoura e abobrinha)

Alimentação do bebê aos 6 meses

Ingredientes:

  • 2 colheres de sopa de arroz cru;
  • 1 ovo;
  • 1 colher de sopa cheia de cenoura ralada crua;
  • 200 mL de água;
  • 3 colheres de sopa de abobrinha ralada crua;
  • 1 colher de chá de alho cru picado;
  • 1 colher de chá de cebola crua picada;
  • 1 colher de café de azeite extra virgem;
  • 1 xícara e meia de chá de água.

Modo de preparo:

Aquecer o azeite em uma panela pequena, adicionando o alho, a cebola, a cenoura e refogar. Acrescentar o arroz e refogar. Adicionar a água e deixar cozinhar até a água secar e o arroz estiver macio e, ao fim, adicionar a abobrinha. Cozinhar o ovo à parte por 8 minutos. Picar o ovo em 4 partes e servir com o arroz.

2. Peixe cozido

Alimentação do bebê aos 6 meses

Ingredientes:

  • 1 pedaço pequeno de peixe em posta;
  • 1 colher de chá de cebola crua ralada;
  • 1 colher de café de azeite extra virgem;
  • 1 colher de café de salsa fresca;
  • ¾ de xícara de água.

Modo de preparo:

Em uma panela, refogar a cebola no azeite. Adicionar o peixe e a água e deixar cozinhar por 15 minutos. Ao final, adicionar a salsa fresca, misturando bem ao peixe e servir com outros complementos como arroz, feijão e vegetais.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Guia Alimentar Para Crianças Brasileiras Menores De 2 Anos. 2019. Disponível em: <http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/publicacoes/guia_da_crianca_2019.pdf>. Acesso em 02 Out 2020
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA. Manual de orientação do departamento de nutrologia: alimentação do lactente ao adolescente, alimentação na escola, alimentação saudável e vínculo mãe-fi lho, alimentação saudável e prevenção de doenças, segurança alimentar. 2012. Disponível em: <https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/publicacoes/14617a-pdmanualnutrologia-alimentacao.pdf>. Acesso em 02 Jun 2021
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA. A Alimentação Complementar e o Método BLW (Baby-Led Weaning). 2017. Disponível em: <https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/19491c-GP_-_AlimCompl_-_Metodo_BLW.pdf>. Acesso em 02 Jun 2021
  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Receitas Regionais para crianças de 6 a 24 meses. 2010. Disponível em: <https://www.cfn.org.br/wp-content/uploads/2017/11/12-receitas-regionais-para-criancas-de-6-a-24-meses.pdf>. Acesso em 02 Jun 2021
Mais sobre este assunto:

Carregando
...