Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

Como deve ser a alimentação do bebê com intolerância à lactose

Revisão clínica: Tatiana Zanin
Nutricionista
janeiro 2023

A alimentação do bebê com intolerância à lactose varia de acordo com o tipo de intolerância. Bebês com menos de 6 meses e com intolerância à lactose congênita, não podem receber o leite materno, sendo recomendado o uso de fórmulas infantis sem lactose, conforme a orientação do pediatra.

Já os bebês com menos de 6 meses e com intolerância à lactose secundária, um tipo de intolerância que surge devido a lesões no intestino causadas por rotavírus ou gastroenterite, por exemplo, podem receber o leite materno.

A partir dos 6 meses, que é a fase de introdução de outros alimentos na dieta do bebê, é importante também oferecer alimentos ricos em cálcio como sardinha, agrião, grão-de-bico e espinafre. Veja outros alimentos ricos em cálcio.

Imagem ilustrativa número 1

Como deve ser a alimentação

A alimentação do bebê com intolerância à lactose varia conforme o tipo de intolerância.

1. Intolerância congênita à lactose

Este tipo de intolerância é uma alteração genética rara que acontece quando o organismo do bebê não consegue produzir a lactase, que é a enzima responsável pela digestão e absorção da lactose. Conheça mais sobre os tipos de intolerância à lactose.

Neste caso, o bebê não deve receber o aleitamento materno, sendo indicado o uso de fórmulas infantis sem lactose, como Nan SL, Aptamil ProExpert sem lactose ou Enfamil O-Lac Premium, conforme a prescrição do pediatra.

Já na fase de introdução dos alimentos, a partir dos 6 meses, é importante incluir na dieta do bebê alimentos fonte de cálcio, como sardinha, espinafre, feijão e grão-de-bico. Entretanto, deve-se evitar oferecer alimentos com lactose para o bebê, como iogurte, queijo e leite.

2. Intolerância secundária à lactose

Este tipo de intolerância pode ser temporária e é causada por danos nas células do intestino que são responsáveis pela produção da lactase, como no caso da prematuridade, rotavírus ou gastroenterite, por exemplo.

Na alimentação de bebês com intolerância secundária à lactose deve-se manter o aleitamento materno, ou a fórmula infantil sem lactose, de acordo com a prescrição do pediatra.

A partir dos 6 meses, o nutricionista, ou pediatra, pode recomendar a ingestão de pequenas porções de alimentos com lactose e observar se a criança apresenta sintomas. Isso porque o grau desse tipo de intolerância varia de um bebê para outro.

Além disso, os alimentos ricos em lactose, como leite e derivados, também são ótimas fontes de cálcio e vitamina D, que são nutrientes fundamentais para o crescimento e desenvolvimento do bebê.

Diferença da cólica normal e intolerância a lactose

A principal diferença entre a cólica normal dos bebês para os sintomas de intolerância à lactose, é a intensidade dos sintomas e a frequência com que eles aparecem.

Os bebês que mamam somente no peito podem ter cólicas ao longo do dia, mas estas cólicas não surgem após todas as mamadas. Já os bebês com intolerância à lactose podem apresentar distensão abdominal, excesso de gases e diarreia que começam cerca de 30 minutos após cada mamada.

Como é o diagnóstico da intolerância à lactose em bebês

O diagnóstico da intolerância à lactose em bebês deve ser feito pelo pediatra, que vai avaliar os sinais e sintomas apresentados pela criança.

Além disso, o pediatra também pode pedir alguns exames para confirmar o diagnóstico e a quantidade de lactase que o organismo ainda produz, como teste respiratório e teste de acidez nas fezes. Conheça os exames e testes de intolerância à lactose.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Karla S. Leal - Nutricionista, em janeiro de 2023. Revisão clínica por Tatiana Zanin - Nutricionista, em janeiro de 2023.

Bibliografia

  • SANTOS, O, Beatriz; LIMA, F, Livia. Galactosemia, intolerância à lacrtose e alergia à proteina do leite: compreenssão dos mecanismos fisiopatológicos na primeira infância e suas respectivas prescrições nutricionais. TEmas em Educação e Saúde. Vol.16. 2.ed; 500-512, 2020
  • HALTHY CHIDRES. AMERICAN ACADEMY OD PEDIATRICS. Lactose Intolerance in Infants and Children: Parent FaQs. Disponível em: <https://www.healthychildren.org/English/healthy-living/nutrition/Pages/Lactose-Intolerance-in-Children.aspx>. Acesso em 13 jan 2023
Mostrar bibliografia completa
  • AUSTRALIAN BREASTFEEDING ASSOCIATION. Lactose intolerance and the breastfed baby. Disponível em: <https://www.breastfeeding.asn.au/resources/lactose-intolerance-and-breastfed-baby>. Acesso em 13 jan 2023
Revisão clínica:
Tatiana Zanin
Nutricionista
Formada pela Universidade Católica de Santos em 2001, com registro profissional no CRN-3 nº 15097.