Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é cistite, principais sintomas, causas e tratamento

A cistite corresponde à infecção e inflamação da bexiga, principalmente por Escherichia coli, que é uma bactéria naturalmente presente no intestino e no trato urinário e que pode atingir a uretra e chegar à bexiga, levando ao aparecimento de sinais e sintomas de infecção do sistema urinário, como urgência em urinar e ardência ou queimação ao urinar.

É importante que a cistite seja identificada e tratada para evitar que a bactéria chegue aos rins e resulte em complicações. Assim, é importante que a pessoa consulte o urologista ou o ginecologista, no caso das mulheres, para que seja indicado o tratamento mais adequado, que normalmente é feito com antibióticos.

O que é cistite, principais sintomas, causas e tratamento

Principais sintomas

Quando há infecção e inflamação da bexiga, a pessoa pode apresentar alguns sinais e sintomas, como febre baixa, vontade frequente em urinar, apesar de ser eliminada pouca urina, ardência ou queimação do urinar. Quando há dor no fundo das costas, pode ser indicativo de que a bactéria chegou aos rins e está provocando a sua inflamação, sendo muito importante nesse caso que o tratamento seja iniciado o mais rápido possível.

Apenas a avaliação dos sintomas não é suficiente para o diagnóstico da cistite, já que esses sintomas podem estar presentes em outras doenças do trato urinário. Assim, é importante que o urologista ou clínico geral indique a realização de exames para confirmar o diagnóstico e, assim, iniciar o tratamento mais adequado. Veja como é feito o diagnóstico da cistite.

Causas de cistite

As causas da cistite estão relacionadas à contaminação da bexiga com bactérias vindas do trato urinário ou do próprio intestino, podendo acontecer devido à:

  • Contato íntimo sem uso de preservativo;
  • ​​Má higiene local, limpando-se de trás para frente;
  • Baixa produção de urina causada pela pouca ingestão de água;
  • Pouco espaço entre a uretra e o ânus, no caso das mulheres, neste caso seria um defeito anatômico;
  • Conexão anormal entre a bexiga e a vagina, condição conhecida como fístula vesicovaginal;
  • Uso de alguns medicamentos que interferem na imunidade e favorece a proliferação de microrganismos;
  • Irritação por químicos, como sabonetes ou perfumes na região íntima, havendo desequilíbrio do pH e favorecendo infecções;
  • Doenças crônicas, como diabetes, já que os níveis elevados de açúcar no sangue podem aumentar o risco de infecções.

A cistite de lua de mel é aquela que geralmente é causada pela subida das bactérias da própria vagina para a bexiga devido a várias pequenas lesões na uretra, devido ao ato sexual repetitivo. Beber muita água e fazer xixi após as relações pode ser o suficiente para vencer este mal, mas se o incômodo persistir, deve-se consultar um médico.

Cistite na gravidez

A cistite na gravidez pode ser mais frequente porque nesta fase a mulher possui um comprometimento natural do sistema imune, favorecendo o desenvolvimento de microrganismos e a ocorrência de infecções urinárias. A cistite na gravidez gera os mesmos sintomas de uma infecção urinária comum e o tratamento deve ser orientado pelo ginecologista, além de ser recomendado o aumento do consumo de água.

Possíveis complicações

Como consequência de uma cistite mal tratada pode ocorrer a migração das bactérias da bexiga para os rins (pielonefrite) tornando o caso mais grave. Quando atingem os rins, surgem sintomas como febre, dor lombar intensa e vômitos. O diagnóstico é feito através do exame de urina que verifica a presença de bactérias e seu tratamento é feito com antibióticos.

O tratamento para a pielonefrite deve ser instituído rapidamente, de preferência com antibióticos por via venosa, para evitar que as bactérias cheguem à corrente sanguínea e causem sepse, um quadro clínico grave que pode levar a morte.

Como é feito o tratamento

O tratamento para a cistite deve ser recomendado pelo médico de acordo com os sintomas apresentados pela pessoa, podendo ser indicado o uso de antibióticos como Ciprofloxacino, Amoxicilina ou Doxiciclina, que deve ser usado de acordo com a indicação do médico. Saiba mais sobre o tratamento para cistite.

O tratamento recomendado pelo médico pode ser complementado por remédios caseiros, como o banho de assento com vinagre, que possui propriedades antimicrobianas, e que é feito utilizando 2 colheres de vinagre para 3 litros de água, devendo a pessoa lavar a região genital com essa mistura por cerca de 20 minutos. Conheça outros remédios caseiros usados para tratar a cistite.

Além do tratamento medicamentoso, é importante beber no mínimo 2 litros de água por dia e consumir alimentos diuréticos, como melancia e o aipo, por exemplo. Veja outros exemplos de alimentos ricos em água assistindo o vídeo a seguir:

[video]

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem