Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Remédios para Cistite

Os remédios mais utilizados para tratar uma cistite, são os antibióticos, já que esta é uma doença causada por microrganismos. Os antibióticos só devem ser usados se forem receitados pelo médico e alguns exemplos mais prescritos são a nitrofurantoína, fosfomicina, trimetoprima e sulfametoxazol, ciprofloxacino ou levofloxacino.

Além disso, os antibióticos podem ser complementados com outros medicamentos que aceleram a cura e ajudam a aliviar os sintomas, como é o caso dos antissépticos, analgésicos, antiespasmódicos e alguns remédios fitoterápicos.

A cistite é uma infecção geralmente causada pela bactéria E. Coli, que migra do intestino para a uretra e seus sintomas incluem urgência em urinar, dor e ardor ao urinar. Saiba se tem uma infecção urinária, fazendo um teste online de sintomas.

Remédios para Cistite

1. Antibióticos

Alguns dos antibióticos mais indicados para tratar a cistite, que podem ser indicados pelo médico e comprados na farmácia, são:

  • Nitrofurantoína (Macrodantina), cuja posologia geralmente recomendada é de 1 cápsula de 100 mg, a cada 6 horas, durante 7 a 10 dias;
  • Fosfomicina (Monuril), cuja posologia geralmente recomendada é de 1 sachê de 3 g em toma única ou a cada 24 horas, durante 2 dias, que deve ser tomada, de preferencia com o estômago e a bexiga vazia, preferencialmente à noite, antes de deitar;
  • Sulfametoxazol + trimetoprima (Bactrim ou Bactrim F), cuja posologia que normalmente é recomendada é de 1 comprimido de Bactrim F ou 2 comprimidos de Bactrim, a cada 12 horas, no mínimo 5 dias ou até desaparecimento dos sintomas;
  • Fluoroquinolonas, como ciprofloxacino ou levofloxacino, cuja posologia depende do remédio que o médico receitar;
  • Penicilina ou derivados, como é o caso das cefalosporinas, como a cefalexina ou ceftriaxona, cuja posologia também varia de acordo com o medicamento prescrito.

Geralmente, os sintomas de cistite desaparecem em poucos dias de tratamento, no entanto, é importante que a pessoa tome o antibiótico durante o tempo que foi determinado pelo médico.

2. Antiespasmódicos e analgésicos

Na maior parte dos casos, a cistite provoca sintomas desagradáveis como dor e ardência ao urinar, vontade frequente para urinar, dor abdominal ou sensação de peso no fundo da barriga e, por isso, o médico pode associar ao antibiótico remédios antiespasmódicos como o flavoxato (Urispás), a escopolamina (Buscopan e Tropinal) ou a hiosciamina (Tropinal), por exemplo, que são remédios que aliviam todos estes sintomas associados ao trato urinário.

Além disso, embora não tenha ação antiespasmódica, a fenazopiridina (Urovit ou Pyridium) também alivia a dor e ardência característica das cistites, já que é um analgésico que atua no trato urinário.

3. Antissépticos

Os antissépticos, como a metenamina e o cloreto de metiltionínio (Sepurin), também podem ajudar a aliviar a dor e a ardência ao urinar, ajudar a eliminar as bactérias do trato urinário e a prevenir infecções recorrentes.

Também podem ser usados suplementos com extrato de arando vermelho, conhecido por cranberry, que pode estar associado a outros componentes, que agem impedindo a adesão das bactérias ao trato urinário, contribuindo para a manutenção de uma microflora intestinal equilibrada, criando um ambiente adverso ao desenvolvimento da cistite. Conheça outros benefícios das cápsulas de arando vermelho.

Além disso, também existe uma vacina em comprimidos para a infecção urinária, o Uro-Vaxom, que tem componentes extraídos de Escherichia coli, que atua estimulando as defesas naturais do organismo, sendo usada para prevenir infecções recorrentes das vias urinárias ou como adjuvante no tratamento de infecções agudas das vias urinárias. Saiba como usar este medicamento.

Confira no vídeo seguinte algumas opções caseiras para combater a infecção urinária:

Infecção Urinária | O que comer para Curar e Evitar

1.5 milhões visualizações

Remédios para cistite intersticial

A cistite intersticial, também conhecida por Síndrome da Bexiga Dolorosa, é uma inflamação crônica da bexiga que causa dor e pressão na bexiga. Os remédios usados no tratamento atuam apenas de forma a diminuir os sintomas da doença:

  • Anti-inflamatórios não esteroides, como o ibuprofeno ou naproxeno, para aliviar a dor e a inflamação;
  • Anti-histamínicos como a loratadina, que reduzem a urgência e frequência urinária e aliviam outros sintomas;
  • Polissulfato sódico de pentosano, que embora não se saiba ao certo o seu mecanismo de ação, pensa-se que protege as paredes internas da bexiga dos irritantes presentes na urina;
  • Antidepressivos tricíclicos como amitriptilina e imipramina, que ajudam a relaxar a bexiga e bloqueiam a dor.

Outra alternativa de tratamento é a aplicação de remédios diretamente na bexiga como dimetilsulfóxido, heparina ou lidocaína, sempre sob indicação médica.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem