10 chás para combater gases intestinais

Alguns chás, como o chá de hortelã-pimenta, o chá de louro ou o chá de erva-cidreira, possuem substâncias com propriedades anti-inflamatórias, digestivas e antiespasmódica, que ajudam a eliminar o excesso de gases intestinais, e a aliviar a sensação de barriga inchada e o desconforto abdominal.

O excesso de gases na maioria das vezes é normal e acontece devido à fermentação dos alimentos pelas bactérias intestinais durante o processo de digestão, no entanto, também pode surgir por engolir ar ao comer muito depressa, ou ainda devido à condições de saúde, como a síndrome do intestino irritável, por exemplo. Veja outras causas do excesso de gases

Estes chás podem ser usados para para ajudar a eliminar os gases intestinais, mas se não ocorrer melhora em 2 dias, o aconselhado é consultar o clínico geral ou o gastroenterologista para que possa ser identificada a causa do excesso de gases e iniciado tratamento com remédios, caso necessário. 

Alguns chás que podem ajudar a combater os gases intestinais são:

1. Chá de hortelã-pimenta

A hortelã-pimenta é uma das plantas que parece ter maior efeito sobre o excesso de gases devido ao seu efeito carminativo, tendo até vários estudos que comprovam sua eficácia na redução de sintomas intestinais em pessoas com síndrome do intestino irritável.

Além disso, esta planta também tem efeito relaxante que ajuda a diminuir a tensão nos músculos do sistema digestivo, facilitando a liberação de gases.

Ingredientes:

  • 6 folhas frescas de hortelã-pimenta ou 10 gramas de folhas secas;
  • 1 xícara de água fervente.

Modo de preparo:

Juntar os ingredientes em uma xícara e deixar repousar por 5 a 10 minutos. Depois coar, deixar amornar e beber 3 a 4 vezes por dia, ou sempre que necessário.

O ideal é que a hortelã-pimenta seja colhida pouco tempo antes de fazer o chá, para obter o melhor resultado, no entanto, também pode ser usada na sua forma seca.

A hortelã-pimenta não é indicada durante a gravidez e amamentação, ou em casos de inflamações no estômago, refluxo gastroesofágico, cálculos biliares ou doenças graves no fígado.

2. Chá de erva-doce

A erva-doce é outra planta medicinal, da espécie Pimpinella anisum, muito bem estudada para reduzir a quantidade de gases intestinais e que é utilizada em diversas culturas para esse fim. Além de diminuir a quantidade de gases, a erva-doce também evita as cólicas abdominais e alivia a dor de estômago.

Ingredientes:

  • 1 colher (de sopa) erva-doce;
  • 1 xícara de água fervente.

Modo de preparo:

Colocar a erva-doce em uma xícara e cobrir com a água fervente. Deixar repousar por 5 a 10 minutos, esfriar, coar e beber a seguir, fazendo isso de 2 a 3 vezes por dia após as refeições.

O chá de erva-doce não deve ser usado por pessoas com alergia ao anis ou ao composto anetol, mulheres grávidas ou em amamentação e por crianças menores de 12 anos.

Além disso, esse chá deve ser evitado por mulheres com câncer de mama ou por pessoas que fazem suplementação com ferro, pois a erva-doce pode atrapalhar a absorção deste mineral.

3. Chá de erva-cidreira

A erva-cidreira também é muito utilizada na medicina popular para tratar excesso de gases e outros distúrbios digestivos.

Esta planta medicinal, da espécie Melissa officinalis, possui óleos essenciais, como o eugenol, que ajudam a aliviar a dor e a reduzir o surgimento de espasmos musculares, contribuindo para a menor formação de gases.

Ingredientes:

  • 1 colher (de sopa) de folhas de erva-cidreira;
  • 1 xícara de água fervente.

Modo de preparo:

Adicionar as folhas na xícara de água fervente, tampar e deixar repousar entre 5 a 10 minutos. Depois coar e beber 2 a 3 vezes por dia. É importante não adicionar açúcar ou mel, pois eles também favorecem a produção de gases.

O chá de erva-cidreira não deve ser usado por pessoas que utilizam remédios para tireoide, pois pode interferir no seu efeito, ou por pessoas que tomam remédios para dormir, uma vez que o chá tem efeito calmante e pode causar sonolência excessiva.

Além disso, é recomendado que mulheres grávidas ou em amamentação consultem o obstetra antes de consumir a erva cidreira.

4. Chá de louro

O chá de louro é rico em substâncias, como taninos, flavonoides, alcalóides, linalol, eugenol, metil chavicol e antocianinas, com propriedades anti-inflamatórias e digestivas, que ajudam a aliviar os gases intestinais, causados por má digestão.

Ingredientes:

  • 1 folha de louro seca;
  • 1 xícara de água fervente.

Modo de preparo:

Colocar a folha de louro na água fervente e deixar repousar fora do fogo por cerca de 10 minutos. Em seguida, coar, esperar amornar e beber o chá 3 a 4 vezes por dia.

O chá de louro não deve ser usado por crianças, mulheres grávidas ou em amamentação. Além disso, deve ser usado com cautela por pessoas com diabetes, pois pode reduzir muito os níveis de açúcar no sangue.

5. Chá de funcho

O chá de funcho, feito com a planta medicinal Foeniculum vulgare, possui substâncias com ação anti-inflamatória, analgésica, antiespasmódica e digestivas, como anetol, estragol e alcânfora, que ajudam a aliviar a inflamação do intestino, diminuindo o excesso de gases, a cólica intestinal e a diarreia.

Ingredientes:

  • 1 colher (de sopa) de sementes de funcho;
  • 1 xícara de água fervente.

Modo de preparo:

Adicionar as sementes de funcho na xícara de água fervente. Tampar e deixar amornar, durante 10 a 15 minutos. Coar e beber a seguir de 2 a 3 xícaras por dia, 20 minutos antes da refeição. Outra opção de preparo deste chá é usar o saquinho do chá de funcho. Saiba outras formas de usar o funcho

O chá de funcho não deve ser usado por mulheres grávidas ou em amamentação. 

6. Chá de boldo

O chá de boldo, preparado com as folhas secas do boldo do Chile ou folhas frescas do boldo brasileiro, é rico em boldina e ácido rosmarínico, substâncias com propriedades digestivas, anti-inflamatórias, anti-espasmódicas e adstringentes, que ajudam a reduzir a acidez do estômago e auxiliam na digestão de gorduras.

Dessa forma, este chá é muito útil para aliviar a cólica intestinal e o excesso de gases, em situações de má digestão ou intolerância alimentar, por exemplo. Veja outros benefícios do chá de boldo.

Ingredientes:

  • 1 colher de chá de folhas de boldo picado;
  • 150 mL de água.

Modo de preparo:

Adicionar as folhas de boldo picado em 150 mL de água fervente. Deixar descansar por 5 a 10 minutos, coar e tomar morno logo em seguida, de 2 a 3 vezes por dia, antes ou após as refeições. Outra opção é tomar uma xícara antes de dormir para ajudar a digestão após o jantar.

O chá de boldo pode causar efeitos colaterais, principalmente quando é consumido em quantidade excessiva e por mais de 20 dias, além de ser contra-indicado para mulheres grávidas por pessoas com hepatite aguda, pedra na vesícula, inflamação das vias biliares ou pancreatite.

7. Chá de sálvia

O chá de sálvia, preparado com a planta medicinal Salvia officinalis é rico em alcalóides, flavonoides, compostos fenólicos e terpenos, com propriedades anti-inflamatórias, digestivas e antiespasmódicas, que ajudam a aliviar o excesso de gases intestinais e a má digestão.

Ingredientes:

  • 1 colher de sopa de folhas de sálvia;
  • 1 xícara de água.

Modo de preparo:

Ferver a água e adicioná-la em uma xícara contendo as folhas de sálvia. Deixar em repouso por cerca de 5 a 10 minutos. Coar, esperar amornar e beber 1 xícara do chá, 3 vezes ao dia.

O chá de sálvia não deve ser usado por mulheres grávidas ou durante a amamentação, pois reduz a produção de leite materno. Além disso, não deve ser usado por pessoas com epilepsia, pois pode estimular o desenvolvimento de crises epiléticas.

8. Chá de camomila

O chá de camomila é rico em compostos fenólicos como apigenina, quercetina e patuletina, com propriedades anti-inflamatórias, calmantes, digestivas e antiespasmódicas, que reduzem a estimulação do trato gastrointestinal, que ajudam a aliviar o excesso de gases, as cólicas intestinais e a má digestão.

calmante e antiespasmódico, ajudando a melhorar a digestão e acalmar

Ingredientes:

  • 1 colher (de chá) de flores secas de camomila;
  • 250 mL de água fervente.

Modo de preparo:

Adicionar as flores secas de camomila em uma xícara com a água fervente, tampar, deixar repousar durante cerca de 5 a 10 minutos. Coar, esperar amornar e beber uma xícara até 3 vezes por dia. 

Outra forma de preparar o chá de camomila é utilizando o saquinho do chá, que pode ser encontrado em supermercados ou farmácias. Confira outras forma de preparar o chá de camomila

O chá de camomila não é indicado para pessoas com alergia à camomila e outras plantas da mesma família da camomila, como margarida, ambrósia e crisântemos. Esse chá também não é indicado para bebês menores de 6 meses.

Além disso, pessoas que estejam usando remédios como anticoagulantes, sedativos ou analgésicos, devem falar com um médico antes de tomar o chá de camomila, porque essa planta pode alterar o efeito de alguns medicamentos.

O chá de camomila (Matricaria recutita) pode ser usado durante a gravidez e amamentação. Já o chá de camomila-romana é contraindicado, porque ainda não existem estudos que confirmem a segurança do uso desse tipo de camomila nestas fases.

9. Chá de endro 

O chá de endro, preparado com a planta medicinal Aneethun graveolens, é rico em óleos como limoneno, carvacrol e timol, com propriedades anti-inflamatórias e antiespasmódicas, que ajudam a aliviar a cólica e os gases intestinais, especialmente nos casos de síndrome do intestino irritável.

Além disso, esse chá também ajuda a aliviar as náuseas e a tratar a diarreia e a prisão de ventre.

Ingredientes:

  • 1 colher (de chá) de sementes de endro;
  • 1 xícara de água fervente.

Modo de preparo:

Colocar o endro na xícara de água fervente. Deixar repousar por 10 minutos, coar e tomar a seguir.

O chá de endro não deve ser usado por crianças, mulheres grávidas ou em amamentação, ou por pessoas que tenham diabetes ou hipotireoidismo, ou que estejam em tratamento com lítio.

10. Chá de cardamomo

O chá de cardamomo, feito com a planta medicinal Elletaria cardamomum, é rico em óleos essenciais que estimulam a produção de ácido pelo estômago, regulando os movimentos do intestino, facilitando a eliminação dos gases intestinais e aliviando as cólicas intestinais.

Ingredientes:

  • 1 colher (de chá) de sementes de cardamomo;
  • 1 xícara de água fervente.

Modo de preparo:

Colocar as sementes de cardamomo na xícara de água fervente e deixar repousar por cerca de 10 minutos. Em seguida, coar e tomar a xícara antes das refeições.

O chá de cardamomo não deve ser usado por crianças, mulheres grávidas, lactantes, ou por pessoas que tenham gastrite ou úlceras no estômago.

Veja mais sobre os chás para combater os gases no vídeo a seguir:

Esta informação foi útil?

Atualizado e revisto clinicamente por Manuel Reis - Enfermeiro, em novembro de 2022.

Bibliografia

  • EUROPEAN MEDICINES AGANCY. Assessment report on Chamaemelum nobile (L.) All., flos . 2010. Disponível em: <https://www.ema.europa.eu/en/documents/herbal-report/final-assessment-report-chamaemelum-nobile-l-all-flos_en.pdf>. Acesso em 12 out 2022
  • AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Formulário de Fitoterápicos - Farmacopeia Brasileira - 2ª edição. 2021. Disponível em: <https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/farmacopeia/formulario-fitoterapico/arquivos/2021-fffb2-final-c-capa2.pdf>. Acesso em 12 out 2022
Mostrar bibliografia completa
  • EUROPEAN MEDICINES AGANCY. European Union herbal monograph on Matricaria recutita L., flos. 2015. Disponível em: <https://www.ema.europa.eu/en/documents/herbal-monograph/final-european-union-herbal-monograph-matricaria-recutita-l-flos-first-version_en.pdf>. Acesso em 12 out 2022
  • GHORBANI, A.; ESMAEILIZADEH, M. Pharmacological properties of Salvia officinalis and its components. J Tradit Complement Med. 7. 4; 433-440, 2017
  • SHAKERI, A.; SAHEBKAR, A.; JAVADI, B. Melissa officinalis L. – A review of its traditional uses, phytochemistry and pharmacology. Journal of Ethnopharmacology. 188. 204-228, 2016
  • BADGUJAR, S. B.; et al. Foeniculum vulgare Mill: A Review of Its Botany, Phytochemistry, Pharmacology, Contemporary Application, and Toxicology. Biomed Res Int. 2014. 842674, 2014
  • M, F, Cordeiro et al. Phytochemical characterization and biological activities of Plectranthus barbatus Andrews. Brazilian Journal of Biology. Vol. 82. 1-12, 2020
  • EUROPEAN MEDICINES AGENCY. Assessment report on Peumus boldus Molina, folium. 2016. Disponível em: <https://www.ema.europa.eu/en/documents/herbal-report/final-assessment-report-peumus-boldus-molina-folium_en.pdf>. Acesso em 19 set 2022
  • CAPUTO, L.; et al. Laurus nobilis: Composition of Essential Oil and Its Biological Activities. Molecules. 22. 6; 930, 2017
  • MCKAY, D. L.; BLUMBERG, J. B . A review of the bioactivity and potential health benefits of peppermint tea (Mentha piperita L.). Phytother Res. 20. 8; 619-33, 2006
  • SHOJAII, A.; FARD, M. A. Review of Pharmacological Properties and Chemical Constituents of Pimpinella anisum. ISRN Pharm. 2012. 510795, 2012
  • QNAIS, E. Y.; et al. Antidiarrheal Activity of Laurus nobilis L. Leaf Extract in Rats. J Med Food. 15. 1; 51-57, 2012
  • MANSOUR, O.; et al. Review Study on the Physiological Properties and Chemical Composition of the Laurus nobilis. The Pharmaceutical and Chemical Journal. 5. 1; 225-231, 2018
  • ASHKKUMAR, K.; et al. Botany, traditional uses, phytochemistry and biological activities of cardamom [Elettaria cardamomum (L.) Maton] – A critical review. Journal of Ethnopharmacology. 246. 1; 10, 2020
  • GHORBANI, A.; ESMAEILIZADEH, M. Pharmacological properties of Salvia officinalis and its components. J Tradit Complement Med. 7. 4; 433-440, 2017
  • FAZEL, N.; et al. Effects of Anethum graveolens L. (Dill) essential oil on the intensity of retained intestinal gas, flatulence and pain after cesarean section: A randomized, double-blind placebo-controlled trial. Journal of Herbal Medicine. 8. 8-13, 2017
  • MIRAJ, S.; ALESAEIDE, S. A systematic review study of therapeutic effects of Matricaria recuitta chamomile (chamomile). Electron Physician. 8. 9; 3024-3031, 2016
  • LIVESTRONG. Herbal Teas to Help With Gas & Bloating. Disponível em: <https://www.livestrong.com/article/96389-herbal-teas-gas-bloating/>. Acesso em 15 mar 2019
  • EXAMINE. Flatulence. Disponível em: <https://examine.com/topics/flatulence/>. Acesso em 15 mar 2019
Revisão clínica:
Manuel Reis
Enfermeiro
Pós-graduado em fitoterapia clínica e formado pela Escola Superior de Enfermagem do Porto, em 2013. Membro nº 79026 da Ordem dos Enfermeiros.

Tuasaude no Youtube

  • Os poderosos benefícios do CHÁ DE LOURO

    09:57 | 255203 visualizações
  • Os poderosos benefícios da ERVA-CIDREIRA

    10:49 | 70339 visualizações
  • CHÁ DE BOLDO: como fazer e para que serve

    12:08 | 635054 visualizações
  • 3 chás mais poderosos para acabar com os gases

    10:14 | 1112645 visualizações
  • Como eliminar os gases intestinais

    04:22 | 5591086 visualizações