8 chás para cólica intestinal (e como preparar)

Existem alguns chás que podem ser usados para cólica intestinal, como o chá de erva cidreira, o chá de hortelã-pimenta ou o chá de funcho. Estes chá possuem substâncias com ação anti-inflamatória, analgésica, calmante e antiespasmódica, que ajudam a aliviar sintomas como desconforto abdominal, excesso de gases, náuseas ou sensação de barriga inchada.

A cólica intestinal pode ser causada por intolerância ou alergia alimentar, consumo excessivo de alimentos que causam gases intestinais, ou até mesmo por condições mais graves como síndrome do intestino irritável, doença de Crohn ou diverticulite, por exemplo. Veja as principais causas da cólica intestinal.

Estes chás podem ser usados para aliviar os sintomas da cólica intestinal, mas se não ocorrer melhora em 2 dias, o aconselhado é consultar o clínico geral ou o gastroenterologista para que possa ser iniciado tratamento com remédios, caso necessário.

Os principais chás que ajudam a aliviar as cólicas intestinais são:

1. Chá de boldo

O chá de boldo, preparado com as folhas secas do boldo do Chile ou folhas frescas do boldo brasileiro, é rico em boldina e ácido rosmarínico, substâncias com propriedades digestivas, anti-inflamatórias, anti-espasmódicas e adstringentes, que ajudam a reduzir a acidez do estômago e auxiliam na digestão de gorduras. Dessa forma, este chá é muito útil para aliviar a cólica intestinal em situações de má digestão ou intolerância alimentar, por exemplo.

Ingredientes

  • 1 colher de chá de folhas de boldo picado;
  • 150 ml de água.

Modo de preparo

Adicionar as folhas de boldo picado em 150 mL de água fervente. Deixar descansar por 5 a 10 minutos, coar e tomar morno logo em seguida, de 2 a 3 vezes por dia, antes ou após as refeições. Outra opção é tomar uma xícara antes de dormir para ajudar a digestão após o jantar.

O chá de boldo pode causar efeitos colaterais, principalmente quando é consumido em quantidade excessiva e por mais de 20 dias, além de ser contraindicado para mulheres grávidas por pessoas com hepatite aguda, pedra na vesícula, inflamação das vias biliares ou pancreatite.

2. Chá de hortelã-pimenta

O chá de hortelã-pimenta possui óleos na sua composição, como mentol, mentona e limoneno, que têm ação analgésica e antiespasmódica, ajudando a relaxar os músculos intestinais, e a reduzir a formação de gases, o que diminui as contrações qu e causam cólica intestinal.

Ingredientes

  • 2 a 3 colheres de folhas frescas ou secas, trituradas de hortelã-pimenta;
  • 150 mL de água fervente.

Modo de preparo

Colocar as folhas de hortelã-pimenta numa xícara de chá e encher com água fervente. Deixar repousar durante 5 a 10 minutos e coar. Este chá deve ser bebido 3 a 4 vezes por dia.

3. Chá de funcho

O chá de funcho possui substâncias com ação anti-inflamatória, analgésica, antiespasmódica e digestivas, como anetol, estragol e alcânfora, que ajudam a aliviar a inflamação do intestino, diminuindo a cólica intestinal, a diarréia e os gases.

Ingredientes

  • 1 colher (de sopa) de sementes de funcho;
  • 1 xícara de água fervente.

Modo de preparo

Adicionar as sementes de funcho na xícara de água fervente. Tampar e deixar amornar, durante 10 a 15 minutos. Coar e beber a seguir de 2 a 3 xícaras por dia, 20 minutos antes da refeição. Outra opção de preparo deste chá é usar o saquinho do chá de funcho. Saiba outras formas de usar o funcho.

O chá de funcho não deve ser usado por mulheres grávidas ou em amamentação.

4. Chá de camomila

O chá de camomila é rico em compostos fenólicos como apigenina, quercetina e patuletina, com propriedades anti-inflamatórias e calmantes, que reduzem a estimulação do trato gastrointestinal, aliviando a cólica.

Ingredientes

  • 2 colheres (de chá) de flores secas de camomila;
  • 250 mL de água fervente.

Modo de preparo

Adicionar as flores secas de camomila em uma xícara com a água fervente, tampar, deixar repousar durante cerca de 5 a 10 minutos e coar antes de beber.

Este chá pode ser bebido 3 vezes por dia, e caso seja necessário pode ser adoçado com uma colher de chá de mel.

Outra forma de preparar o chá de camomila é utilizando o saquinho do chá, que pode ser encontrado em supermercados ou farmácias. Confira outras forma de preparar o chá de camomila.

5. Chá de erva cidreira

O chá de erva cidreira, preparado com a planta medicinal Melissa officinalis, é rico em citral, ácido rosmarínico, geraniol e beta-cariofileno, componentes com ação antiespasmódica, anti-inflamatória e carminativa, que inibem a produção de substâncias responsáveis por aumentar a contração do intestino. Além disso, esse chá ajuda a aliviar náuseas, vômitos e má digestão.

Ingredientes

  • 3 colheres de sopa de folhas de erva-cidreira;
  • 1 xícara de água fervente.

Modo de preparo

Adicionar as folhas de erva-cidreira na água fervente, tampar e deixar repousar por 5 minutos. A seguir, coar e beber de 3 a 4 xícaras deste chá por dia.

O chá de erva cidreira pode interferir no efeito de remédios para tireoide, devendo ser feito apenas com orientação do médico, nesses casos. Além disso, é recomendado que mulheres grávidas ou em amamentação consultem o obstetra antes de consumir a erva cidreira.

6. Chá de gengibre

O gengibre, cientificamente chamado de Zingiber officinalis, possui compostos fenólicos, como o gingerol, o chogaol e a zingerona, que têm propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e antieméticas, sendo muito úteis para aliviar os sintomas de cólica intestinal.

Ingredientes

  • 1 cm de raiz de gengibre;
  • 1 xícara de água.

Modo de preparo

Descascar as fatias de gengibre e cortar em pedaços menores. Adicionar o gengibre em uma panela, adicionar a água e deixar ferver por 5 a 10 minutos. Deixar esfriar, coar e beber até 3 xícaras do chá por dia.

O chá de gengibre deve ser evitado por pessoas que fazem uso de anticoagulantes como varfarina ou aspirina pois pode aumentar o risco de sangramentos ou hemorragias. Além disso, mulheres grávidas, próximo ao parto ou com histórico de aborto, problemas de coagulação ou que tenham risco de hemorragias devem evitar o uso deste chá.

7. Chá de endro

O chá de endro, preparado com a planta medicinal Aneethun graveolens, é rico em óleos como limoneno, carvacrol e timol, com propriedades anti-inflamatórias e antiespasmódicas, que ajudam a aliviar a cólica e os gases intestinais, causadas por síndrome do intestino irritável.

Além disso, esse chá também ajuda a aliviar as náuseas e a tratar a diarreia e a prisão de ventre.

Ingredientes

  • 1 colher (de chá) de sementes de endro;
  • 1 xícara de água fervente.

Modo de preparo

Colocar o endro na xícara de água fervente. Deixar repousar por 10 minutos, coar e tomar a seguir.

O chá de endro não deve ser usado por crianças, mulheres grávidas ou em amamentação, ou por pessoas que tenham diabetes ou hipotireoidismo, ou que estejam em tratamento com lítio.

8. Chá de cardamomo

O chá de cardamomo, feito com a planta medicinal Elletaria cardamomum, é uma boa opção de remédio caseiro para cólica intestinal pois é rico em óleos essenciais que estimulam a produção de ácido pelo estômago, regulando os movimentos do intestino e facilitando a eliminação dos gases intestinais.

Ingredientes

  • 1 colher (de chá) de sementes de cardamomo;
  • 1 xícara de água fervente.

Modo de preparo

Colocar as sementes de cardamomo na xícara de água fervente e deixar repousar por cerca de 10 minutos. Em seguida, coar e tomar a xícara antes das refeições.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde, em março de 2022.

Bibliografia

  • MCKAY, D. L.; BLUMBERG, J. B . A review of the bioactivity and potential health benefits of peppermint tea (Mentha piperita L.). Phytother Res. 20. 8; 619-33, 2006
  • QNAIS, E. Y.; et al. Antidiarrheal Activity of Laurus nobilis L. Leaf Extract in Rats. J Med Food. 15. 1; 51-57, 2012
Mostrar bibliografia completa
  • BODAGH, M.; et al. Ginger in gastrointestinal disorders: A systematic review of clinical trials. Food Sciencie & Nutrition. 7. 1; 96-108, 2019
  • SANTOS, A. R. F. C.; et al. Matricaria chamomilla L: propriedades farmacológicas. Arch Health Invest. 8. 12; 846-852, 2019
  • ASHKKUMAR, Kaliyaperumal; et al. Botany, traditional uses, phytochemistry and biological activities of cardamom [Elettaria cardamomum (L.) Maton] – A critical review. Journal of Ethnopharmacology. 246. 1-10, 2020
  • SRIVASTAVA, J. K.; et al. Chamomile: A herbal medicine of the past with bright future. Molecular Medicine Reports. 3. 6; 895–901, 2011
  • GILANI, H. A.; et al. Gut modulatory, blood pressure lowering, diuretic and sedative activities of cardamom. Journal of Ethnopharmacology. 115. 3; 463-472, 2008
  • IBURG, Anne. O guia das plantas medicinais: ingredientes, efeitos medicinais e aplicações: Feno-grego. 1.ed. Caracter, 2010. 50-51; 104-105.
  • SHAKERI, A.; SAHEBKAR, A.; JAVADI, B. Melissa officinalis L. – A review of its traditional uses, phytochemistry and pharmacology. Journal of Ethnopharmacology. 188. 204-228, 2016
  • FAZEL, N.; et al. Effects of Anethum graveolens L. (Dill) essential oil on the intensity of retained intestinal gas, flatulence and pain after cesarean section: A randomized, double-blind placebo-controlled trial. Journal of Herbal Medicine. 8. 8-13, 2017
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.

Tuasaude no Youtube

  • Os poderosos benefícios da ERVA-CIDREIRA

    10:49 | 39465 visualizações
  • Os poderosos benefícios do CHÁ DE GENGIBRE

    14:54 | 194481 visualizações
  • CHÁ DE BOLDO: como fazer e para que serve

    12:08 | 494209 visualizações