Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Ceratite: o que é, principais sintomas e como é feito o tratamento

A ceratite é a inflamação da parte mais externa dos olhos, conhecida como córnea, que surge, especialmente, quando se utiliza incorretamente lentes de contato, o que pode favorecer a infecção por microrganismos. Existem 3 tipos principais de ceratite, que incluem:

  • Ceratite herpética: é um tipo comum de ceratite provocada por vírus, principalmente em infecções por herpes ou herpes zoster;
  • Ceratite bacteriana ou fúngica: são provocadas por bactérias ou fungos que podem estar presentes nas lentes de contato ou na água contaminada de lagos, por exemplo;
  • Ceratite por Acanthamoeba: é uma infecção grave causada por um parasita que pode se desenvolver nas lentes de contato, especialmente nas que se usam mais de um dia.

Além disso, a ceratite também pode acontecer devido a pancadas no olho ou uso de colírios irritantes e, por isso, nem sempre é sinal de infecção, podendo significar, por exemplo, uma conjuntivite. Assim, é importante consultar um oftalmologista sempre que os olhos fiquem vermelhos e queimando por mais de 12 horas para que se possa ser feito o diagnóstico e iniciado o tratamento. Saiba mais sobre a conjuntivite.

A ceratite tem cura e, normalmente, o tratamento deve ser iniciado com o uso diário de pomadas oftálmicas ou colírios, adaptados ao tipo de ceratite de acordo com a recomendação do oftalmologista.

Vermelhidão causada por ceratite
Vermelhidão causada por ceratite
Localização da córnea no olho
Localização da córnea no olho

Principais sintomas

Os principais sintomas de ceratite incluem:

  • Vermelhidão no olho;
  • Dor intensa ou queimação no olho;
  • Produção excessiva de lágrimas;
  • Dificuldade em abrir os olhos;
  • Visão embaçada ou piora de visão;
  • Hipersensibilidade à luz

Os sintomas de ceratite surgem, principalmente, em pessoas que utilizam constantemente lentes de contato e produtos utilizados para limpá-las. Além disso, a ceratite pode acontecer em pessoas com o sistema imune enfraquecido, que foram submetidas a cirurgias oftalmológicas, que possuem doenças auto-imunes ou que sofreram alguma lesão no olho.

É recomendado consultar o oftalmologista o mais rápido possível após surgimento dos sintomas, para evitar complicações graves como perda de visão, por exemplo.

Como é feito o tratamento

O tratamento para ceratite deve ser orientado por um oftalmologista e, geralmente, é feito com a aplicação diária de pomadas oftálmicas ou colírios, que variam de acordo com a causa da ceratite.

Assim, no caso de ceratite bacteriana pode ser usada uma pomada oftálmica antibiótica ou colírio enquanto no caso de ceratite herpética ou viral, o médico, pode recomendar o uso de colírios antivirais, como Aciclovir. Já na ceratite fúngica, o tratamento é feito com colírios antifúngicos.

Nos casos mais graves, em que a ceratite não desaparece com o uso de remédios ou é causada por Acanthamoeba, o problema pode provocar alterações graves na visão e, por isso, pode ser necessário fazer uma cirurgia de transplante de córnea.

Durante o tratamento é aconselhado que o paciente use óculos de sol quando sair na rua, para evitar irritação do olho, e evite utilizar lentes de contato. Saiba como é feita e como é a recuperação do transplante de córnea.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...