Grávida pode tomar cefalexina?

Atualizado em fevereiro 2024

A grávida pode tomar cefalexina uma vez que é considerado um antibiótico seguro em qualquer fase da gestação, no entanto, só deve ser tomado se indicado pelo obstetra.

Esse antibiótico pertence à classe das cefalosporinas, podendo ser indicado para o tratamento de infecções urinárias na gravidez, como uretrite, cistite ou pielite, de forma a eliminar a infecção e reduzir os riscos para o bebê.

No entanto, o uso da cefalexina durante a gravidez, e também amamentação, só deve ser feito com indicação e orientação do obstetra, após avaliar os benefícios e os riscos desse antibiótico para a saúde da mulher e do bebê.

Imagem ilustrativa número 1

Para que serve

A cefalexina na gravidez é indicada para tratar infecções urinárias durante a gestação, como:

Essas infecções normalmente são causadas pela entrada da bactéria Escherichia coli no sistema urinário, causando sintomas como dor ou ardor ao urinar, urina turva ou com mau cheiro, ou vontade frequente para urinar. Saiba identificar os sintomas de infecção urinária na gravidez.

O uso da cefalexina na gravidez só deve ser feito com indicação do obstetra, com doses e pelo tempo de tratamento orientado pelo médico.

Marque uma consulta com o obstetra na região mais próxima de você:

Cuidar da sua saúde nunca foi tão fácil!

Marque uma consulta com nossos Obstetras e receba o cuidado personalizado que você merece.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

Por que a cefalexina é segura na gravidez?

A cefalexina é considerada segura na gravidez porque estudos feitos em animais não mostraram efeitos colaterais no bebê ou malformações quando usado na gestação.

Além disso, apesar de não existirem estudos adequados e controlados em mulheres, na prática clínica o uso da cefalexina não mostrou alterações nos bebês de gestantes que tenham utilizado esse antibiótico com orientação do obstetra.

É importante ressaltar que durante a gestação tanto a cefalexina como qualquer outro medicamento só deve ser usado com indicação do obstetra, já que nem todos são indicados por poderem chegar até o bebê através da placenta ou cordão umbilical, prejudicando seu desenvolvimento ou causando danos no bebê em formação.

Como tomar

A cefalexina na gravidez deve ser tomada por via oral, na forma de comprimidos ou suspensão oral.

A dosagem da cefalexina varia de acordo com a infecção a ser tratada, sendo geralmente indicado o uso de 1 comprimido de 250 mg a 500mg, de 2 vezes a 4 vezes ao dia. Veja como tomar a cefalexina.

Durante a gravidez a cefalexina só deve ser usada sob a recomendação do obstetra.

Leia também: Grávida pode tomar amoxicilina? tuasaude.com/amoxicilina-na-gravidez

Quem amamenta pode tomar cefalexina?

A cefalexina possui poucos efeitos colaterais para o bebê quando usada durante a amamentação. No entanto, o uso da cefalexina durante a amamentação deve ser feito somente sob orientação de um médico, pois o medicamento é excretado no leite materno.

Caso a mulher tenha que usar a cefalexina, o ideal é ingerir esse medicamento no mesmo momento em que o bebê mama, porque desta forma a concentração do antibiótico no leite materno será menor durante as mamadas.

Outra possibilidade é a mãe tirar o leite antes de tomar o medicamento e oferecer esse leite ao bebê enquanto não puder dar de mamar.

Possíveis efeitos colaterais

O uso da cefalexina pode causar efeitos colaterais, como náuseas, diarreia, má digestão, urina escura, cansaço, tontura, dor no estômago, dor de cabeça, vômitos, diarreia, dor abdominal, candidíase oral ou vaginal.

Além disso, esse medicamento pode causar reações alérgicas graves com sintomas como inchaço do rosto, lábios, língua e pálpebras, dificuldade para respirar, febre e urticária. Nesses casos, a grávida deve ir imediatamente ao pronto-socorro. Saiba identificar os sintomas de reação alérgica grave.

Contraindicações

A cefalexina na gravidez não é indicada para festantes que tenham alergia a esse antibiótico e a outros medicamentos da classe das cefalosporinas.

Além disso, gestantes com doenças renais ou que estejam usando outros medicamentos antibióticos, diuréticos, hipoglicemiantes, devem sempre consultar o obstetra antes de usar a cefalexina.

Leia também: Remédios que causam aborto (e a grávida não deve tomar) tuasaude.com/aborto