Carocinhos na pele: o que pode ser (e como tratar)

Atualizado em setembro 2023

Os carocinhos na pele, que podem surgir em adultos, crianças e bebês, podem ser provocados por situações como dermatite atópica, alergias, acne, queratose pilar, brotoeja ou até mesmo devido à picada de insetos.

Dependendo da sua causa, os carocinhos na pele também podem ser acompanhados de outros sintomas como coceira, vermelhidão, inchaço, ardência ou pequenas feridas, por exemplo.

Na presença de carocinhos na pele, é aconselhado sempre consultar um dermatologista, ou clínico geral, para avaliar as possíveis causas dessa condição e indicar o tratamento mais adequado, podendo ser feito com a aplicação de pomadas com corticoides ou com o uso de antibióticos, analgésicos ou antitérmicos orais.

Conteúdo sensível
Esta imagem pode apresentar conteúdo desconfortável para algumas pessoas.
Imagem ilustrativa número 1
Foto de carocinhos na pele

10 principais causas de carocinhos na pele

As principais causas de carocinhos na pele são:

1. Dermatite atópica

A dermatite atópica, ou eczema atópico, é a inflamação crônica da pele que causa carocinhos com coceira na pele, que pode levar à formação de feridas, ressecamento e placas.

A dermatite atópica pode surgir em qualquer pessoa, mas é mais comuns em bebês e crianças com até 5 anos. Conheça melhor sobre a dermatite atópica.

Como tratar: o tratamento da dermatite atópica pode ser feito com o uso de pomadas contendo corticoides prescritas pelo dermatologista, como dexclorfeniramina ou dexametasona. Outras dicas incluem usar cremes hidratantes à base de ureia, evitar banhos muito quente e usar roupas de algodão.

Não ignore os sinais que seu corpo está dando!

Conte com os nossos especialistas para entender a causa dos seus sintomas. Marque sua consulta já!

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

2. Alergia

A alergia é uma reação inflamatória causada por uma resposta exagerada do sistema imunológico a substâncias, como desodorante, pelo de animais, alimentos ou picadas de insetos, provocando carocinhos brancos ou avermelhados na pele, vermelhidão e coceira.

Como tratar: o tratamento deve ser indicado pelo dermatologista ou alergologista, podendo ser prescrito o uso de pomadas com corticoides ou anti-histamínicos ou de comprimidos antialérgicos, como loratadina ou cetirizina. Saiba como é feito o tratamento da alergia na pele.

3. Queratose pilar

A queratose pilar é uma alteração provocada pela produção excessiva de queratina, causando o aparecimento de carocinhos brancos ou vermelhos na pele do rosto, braços, nádegas ou pernas. Entenda melhor como é a queratose pilar.

Como tratar: o tratamento da queratose pilar não é necessário, porque não causa dor e geralmente desaparece sozinha. Entretanto, o dermatologista pode indicar alguns tratamentos para fins estéticos, como cremes ou pomadas com ácido retinoico, ácido salicílico ou ureia; terapia a laser ou peeling químico, para melhorar a textura da pele.

4. Acne

A acne é uma inflamação no folículo piloso, favorecendo o surgimento de sintomas como carocinhos pretos ou brancos na pele com pus, elevações arredondadas e vermelhas no rosto, peito ou costas, ou ainda nódulos grandes, doloridos e com pus.

Como tratar: o tratamento pode ser feito com o uso de comprimidos antibióticos, anti-inflamatórios, anticoncepcionais ou antiandrogênicos, que devem ser indicados pelo dermatologista. Além disso, o médico também pode indicar terapias como radiofrequência, luz pulsada ou peeling. Veja como é o tratamento da acne.

5. Dermatite de contato

A dermatite de contato é uma inflamação da pele que surge após o contato com alguma substância ou objeto irritante, como perfume, maquiagem, sabonete ou produto de limpeza, por exemplo. Os principais sintomas da dermatite de contato são carocinhos com ou sem líquido na pele, descamação, vermelhidão, coceira e pequenas feridas na pele.

Como tratar: o tratamento é feito evitando-se o contato com a substância responsável pelos sintomas, e lavando a região com água fria e sabão neutro. Além disso, é importante também usar pomadas ou loções com anti-histamínicos ou corticoides, conforme a indicação do dermatologista.

6. Picada de inseto

A picada de inseto pode causar carocinhos vermelhos na pele, inchaço e coceira no local da picada. Em casos mais graves, a picada de inseto pode provocar sintomas graves de alergia, como inchaço de todo o membro em que houve picada ou outros locais do corpo.

Como tratar: pode-se fazer uma compressa de gelo no local por dez minutos. É importante também evitar coçar a área, para prevenir a irritação da pele. Além disso, o médico também pode recomendar o uso de pomadas antialérgicas e anti-inflamatórias, como dexametasona e prometazina. Veja outras pomadas para picada de inseto.

Nos casos de sintomas graves de alergia, é recomendado ir ao hospital para iniciar o tratamento rapidamente e prevenir complicações, como dificuldade para respirar e sensação de garganta fechada, por exemplo.

7. Foliculite

A foliculite é uma infecção da pele que atinge as estruturas responsáveis pela formação e crescimento dos pelos, causando sintomas como carocinhos parecidos com espinhas, vermelhidão e coceira na pele.

Como tratar: o tratamento deve ser feito por um dermatologista e pode incluir a higiene adequada, com sabonete, shampoos e água morna; o uso de pomadas, como nebacetin,  e clindamicina, para combater as bactérias e aliviar os sintomas da foliculite; ou antibióticos orais como cefalexina, ampicilina ou dicloxacilina. Saiba como é o tratamento da foliculite.

8. Brotoeja

A brotoeja, ou miliária, é uma resposta do corpo ao excesso de calor e suor, que leva ao aparecimento de carocinhos vermelhos na pele que coçam e ardem, sendo mais frequente no rosto, pescoço, costas, peito e coxas.

Como tratar: não existe um tratamento específico para a brotoeja. No entanto, alguns remédios caseiros que ajudam a aliviar os sintomas da brotoeja são banho de aveia, cataplasma de calêndula, gel de babosa e pomada de neem. Veja como usar os remédios caseiros para brotoeja.

9. Molusco contagioso

O molusco contagioso é uma infecção na pele que causa sintomas como carocinhos duros e arredondados da cor da pele ou avermelhadas, coceira ou inchaço na pele, podendo afetar qualquer parte do corpo, exceto as palmas das mãos e as plantas dos pés.

Como tratar: o tratamento nem sempre é necessário, pois as lesões podem desaparecer sozinhas. No entanto, o dermatologista pode prescrever tratamentos para evitar novas lesões ou a transmissão do vírus para outras pessoas, incluindo o uso de pomadas ou a remoção cirúrgica. Entenda como é o tratamento do molusco contagioso.

10. Catapora

A catapora é uma doença contagiosa, que se manifesta através de carocinhos vermelhos que podem conter líquido, coçam e que espalham-se rapidamente pelo corpo. A catapora surge especialmente em crianças, mas pode afetar indivíduos de todas as idades.

Como tratar: o tratamento consiste em tomar medicamentos antitérmicos e antialérgicos, que devem ser recomendados por um clínico geral, para combater a febre a aliviar a coceira. Além disso, alguns remédios caseiros também podem ser usados para alivias os sintomas, como banho de aveia, pomada de arnica e pasta de bicarbonato de sódio.

Carocinhos na pele do bebê

Os carocinhos podem surgir na pele do bebê em casos de brotoeja, dermatite atópica ou acne neonatal, que é uma alteração na pele, caracterizada pela presença de pequenas bolinhas no rosto do bebê, que tendem a desaparecer após 2 a 3 semanas do seu surgimento.

Além disso os carocinhos na pele do bebê também podem ser causados pelo milium, uma alteração na pele onde surgem pequenas bolinhas brancas ou amareladas no nariz, bochechas, olhos, pescoço, mãos ou costas, sendo causadas pela exposição ao sol, febre ou retenção de gordura na camada da pele do bebê.

Quando ir ao médico

É aconselhado ir ao médico quando os carocinhos na pele aumentam de tamanho com o passar do tempo ou quando são acompanhados de sintomas como, calor e vermelhidão no local das lesões ou febre.

Além disso, é recomendado procurar o atendimento médico de emergência se os carocinhos forem acompanhados de sinais anafilaxia, ou reação alérgica grave, incluindo dificuldade para respirar, língua, olhos ou lábios inchados, dor no peito e tontura. Saiba reconhecer os sintomas de anafilaxia.

Vídeos relacionados