Queratose pilar: o que é, como identificar, causas e tratamento

Junho 2021

A queratose pilar, também conhecida por ceratose folicular ou pilar, é uma alteração muito comum da pele em que há o aparecimento de bolinhas avermelhadas ou esbranquiçadas na pele, especialmente nos braços, nádegas e pernas, que não doem ou coçam, acontecendo devido à produção excessiva de queratina, que acaba por se acumular nos folículos pilosos.

Como não é uma alteração grave, não causa sintomas e nem é sinal de doenças, não é necessário tratamento, porém o dermatologista pode indicar o uso de alguns cremes que ajudam a manter a pele mais hidratada e a disfarçar as bolinhas.

Queratose pilar: o que é, como identificar, causas e tratamento

Principais causas

As causas da queratose pilar ainda não são muito bem esclarecidas, no entanto acontecem devido à produção excessiva de queratina na pele, que fica acumulada nos folículos pilosos, o que leva ao aparecimento das bolinhas no rosto. Além disso, o aparecimento das bolinhas pode ser estimulado por alguns fatores, como uso de roupas apertadas, pele seca, doenças hereditárias ou problemas de pele, principalmente dermatite atópica.

As pessoas que possuem doenças alérgicas, como asma ou rinite, têm maiores chances de desenvolver a queratose pilar. No entanto, a carência de vitamina A também pode levar ao seu surgimento, e por isso é importante investir no consumo de alimentos fonte de vitamina A como couve, tomate e cenoura, por exemplo. Conheça outros alimentos ricos em vitamina A.

Como identificar

A queratose pilar pode ser identificada pelo aparecimento de bolinhas avermelhadas ou esbranquiçadas na pele, levemente endurecidas, principalmente nos braços, pernas, nádegas ou bochechas, sendo também observado que no local em que aparecem a pele pode estar mais ressecada e áspera.

As bolinhas não coçam, não doem ou causam desconforto e nem são indicativos de problemas mais sérios de saúde. De forma geral, costumam aparecer no final da infância e início da adolescência e desaparecem espontaneamente entre os 20 e 30 anos.

Como é o tratamento

Como a queratose pilar não causa sintomas, nem é sinal de outras doenças e desaparece sozinha, normalmente não é indicado tratamento. Porém, o dermatologista pode indicar a realização de tratamento para fins estéticos, ou seja, para hidratar a pele e disfarçar as bolinhas, podendo indicar o uso de alguns cremes, sendo os principais:

  • Cremes com ácido salicílico ou ureia, que removem as células mortas da pele, promovendo uma hidratação mais profunda da pele. O uso destes cremes pode causar ligeira vermelhidão e sensação de queimação no local da aplicação, mas que desaparece em poucos minutos;
  • Cremes com ácido retinóico ou Vitamina A, que promovem uma hidratação adequada das camadas da pele, reduzindo o surgimento de bolinhas na pele.

Normalmente, as bolinhas da ceratose folicular tendem a diminuir com o tempo e com o uso destes cremes. Porém, podem ser necessários vários anos até que desapareçam completamente, o que acontece, normalmente, após os 30 anos.

Além disso, é também importante ter outros cuidados como evitar tomar banho com água muito quente, não demorar mais de 10 minutos, hidratar a pele depois do banho e evitar esfregar roupas e toalhas na pele, por exemplo. É recomendado também evitar exposição prolongada ao sol, usar filtro solar e, nos casos mais avançados, o dermatologista pode indicar a realização de procedimentos estéticos, como o peeling químico e a microdermoabrasão, por exemplo. Entenda o que é a microdermoabrasão e como é feita.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE DERMATOLOGIA. Ceratose. Disponível em: <https://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/ceratose/46/>. Acesso em 30 Jun 2021
  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE DERMATOLOGIA - SEÇÃO RIO GRANDE DO SUL. Ceratose Pilar. Disponível em: <https://sbdrs.org.br/ceratose-pilar/>. Acesso em 30 Jun 2021
Mais sobre este assunto: